Golfinhos do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Golfinhos do Rio de Janeiro
Bandeira do GRCESM Golfinhos do Rio de Janeiro.png
Fundação 6 de junho de 1996 (21 anos) [1]
Cores

Amarelo

Azul
Símbolo Golfinho [1]
Bairro Copacabana [1]

GRCESM Golfinhos do Rio de Janeiro é uma escola de samba mirim da cidade do Rio de Janeiro, que participa todos os anos do desfile oficial de escolas de samba mirins, na Marquês de Sapucaí.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A escola foi fundada com o nome de GRCESM Planeta Golfinhos da Guanabara, sendo conhecida apenas por Golfinhos da Guanabara.

Em 2008, apresentou o enredo "Jardim Botânico", tendo transferido seus ensaios para a comunidade Tavares Bastos, no Catete.[3]

Posteriormente, voltou à Ladeira dos Tabajaras, ensaiando na quadra da Villa Rica.

Em 2011, reeditou o samba-enredo da Santa Cruz de 1998.[4]

No ano de 2015, a escola alterou sua denominação para a atual. Desfilou no Carnaval de 2016 com um enredo em homenagem ao desembargador Siro Darlan[5], que durante anos enquanto foi juiz de primeira instância, atual à frente de uma das varas da infância da capital do Estado do Rio de Janeiro.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Valéria Pires 1995 - atualidade [6]

Intérpretes[editar | editar código-fonte]

Nome Período Ref.
Wesley Teixeira (Nego Wesley) 2011 [4]
Nego Wesley e Igor Reis 2012 [7]
Nego Wesley 2016-2017 [6][8]


Carnavais[editar | editar código-fonte]

Golfinhos do Rio de Janeiro
Ano Enredo Compositores
do samba-enredo
Carnavalesco Ref.
2000 "Brasil 500 anos: Mix-Multi-Cultural" [1]
2004 "Fashion Carnaval, é samba!" Sérgio Murilo Sérgio Murilo [1]
2005 "Um Jardim Botânico no Rio de Janeiro" Badá e Sérgio Murilo Sérgio Murilo [1]
2006 "Erê Odara" Valéria Pires Dias da Silva [1]
2007 "Copacabana, amor à primeira vista" Ala dos Compositores Renato Lyra [1]
2008 "O Real Jardim Botânico Rio de Janeiro" Ala dos Compositores Valéria Pires e Sidiney Rocha [1]
2009 "Merci Beaucoup me deixe passar, vou ali volto já" Sérgio Maçã, Merica e Hugo Bruno Walesca Marinho [1]
2010 "Passeando pelo verde o Golfinho abre as portas para a vida" Odmar do Banjo Lincon Menezes [1]
2011 "O exagerado Cazuza nas terras de Santa Cruz"
(Reedição da enredo de 1998 da Acadêmicos de Santa Cruz)
José Luiz e Cláudio Carioca Lincon Menezes [4][1]
2012 "Gente inteligente, cuida do meio ambiente" Igor Reis e Odmar do Banjo Lincon Menezes [7][1]
2013 "É de janeiro a dezembro" [9]
2014 "Por caminhos dourados, um Belo Horizonte encontrei" Alexandre Moraes, Hugo Bruno e Merica Boa Esperança [10]
2015 "O Chapéu" [11]
2016 "Fazer o bem, sem olhar a quem" Fernando Magarça e Gilson Bernine [6]
2017 "Teteu José: Deus na Grécia, Menino do Rio e Rei na Maré" Alexandre Moraes, Hugo Bruno e Dedé Russinho [8]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m «Informações». Site Academia do Samba. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017 
  2. Extra (22 de junho de 2010). «G.R.C.E.S.M. Golfinhos da Guanabara». Consultado em 17 de março de 2011 
  3. Terra (10 de janeiro de 2008). «Golfinhos da Guanabara transfere local de ensaios». Consultado em 21 de abril de 2011 
  4. a b c Extra (22 de junho de 2010). «Corações Unidos do Ciep traz a realeza para o samba». Consultado em 17 de março de 2011 
  5. [1]
  6. a b c [2]
  7. a b http://www.sidneyrezende.com/noticia/154706+planeta+golfinhos+da+guanabara+ouca+o+samba+para+2012
  8. a b «2017». Site Rádio Arquibancada. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017 
  9. [3]
  10. «2014». Site SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 29 de novembro de 2013 
  11. «2015 2». Site Agência Brasil. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017