Acadêmicos do Manoel Honório

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Acadêmicos do Manoel Honório
Fundação 1977 (39 anos)[1]
Cores Vermelho e branco[2]
Símbolo Pandeiro
Bairro Manoel Honório[2]
Presidente Antônio Marcos Pinto Ribeiro da Silva (Marcos Coruja)[2]

Associação Cultural e Recreativa Acadêmicos do Manoel Honório[3] (ACR Acadêmicos do Manoel Honório) é uma escola de samba da cidade de Juiz de Fora, no estado brasileiro de Minas Gerais.

História[editar | editar código-fonte]

A escola foi fundada em 1977, pelo carnavalesco Fernando Lourenço Torres, dono do Bar Montreal. Tradicional ponto de encontro, o estabelecimento servia de concentração para o bloco “Vai Quem Quer”, que saia sempre às sextas-feiras, antes do carnaval.

A agremiação, que começou como uma brincadeira de amigos, cresceu e ganhou prestígio. O sucesso foi tão grande que o “Vai Quem Quer” recebeu convite da Prefeitura para desfilar na avenida.

Em 2007, no Grupo 1-B, apresentou o enredo “Manoel Honório viaja na Estrada Real: Riquezas, história, cultura e arte em nosso carnaval”. No Carnaval 2008, desfilou pelo Grupo de Avaliação, cantando o enredo “Pra não dizer que falei de flores... Manoel Honório fala dessa cultura”. No ano de 2009 e 2010 não se apresentou. A escola retornara a passarela do samba em 2011.

Escola tradicional do carnaval da cidade, em 2010 esteve fora dos desfiles oficiais.[4][5] retornou em 2011, com um enredo sobre a cana de açúcar, sendo a campeã do Grupo C do Carnaval Juizforano. Em 2012 no grupo B apresentou enredo sobre a Lua.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Antônio Marcos Pinto Ribeiro da Silva (Marcos Coruja) ? - atualidade [2]


Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2013 Nem [2]
2016


Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2015
2016

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2013 Hilário e Nádia [2]
2016

Rainhas de bateria[editar | editar código-fonte]

Período Rainha Madrinha Ref.
2015
2016


Carnavais[editar | editar código-fonte]

Acadêmicos do Manoel Honório
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
1983 A visita dos deuses ao país do carnaval [1]
Não desfilou de 1989 a 2000. [1]
2002 Campeã B Tainacã... A Grande Estrela na Lenda da Floresta Encantada [1]
2004 A Diamante o brilho que fascina Saulo Saúde e Lúcia Ventura [1][6]
Não desfilou em 2005.
2006 4º lugar B Flash, Festas e Glamour, Eduardo Gomes 15 anos de sucessos [1][7]
2007 7º lugar B Manoel Honório viaja na estrada real: História, cultura e arte em nosso carnaval Compositores:Heron Santos (Poeta), Nilmar Romano, Sérgio Português, Bebeto e José Carlos Interpretes:Nilmar Romano e Edinho Leal Mário Carvalho e Cazé Rocha [1][3][8]
2008 Vice-campeã Avaliação Pra não dizer que falei de flores... Manoel Honório fala dessa cultura Compositores:Amilton Damião e Edinho Leal Interpretes:Zezé do Pandeiro, Edinho Leal e Edmilson Mário Carvalho e Cazé Rocha [1][9]
Não desfilou em 2009 e 2010.[10]
2011 Campeã C Cana Pra Que Te Quero

Compositores: Edynel, Zezé do Pandeiro, Paulo Carioca e Edson Leal

Aloísio Costa Zezé do Pandeiro [11][12]
2012 3º lugar B Do luar que clareia a academia, histórias, magias, mistérios e lendas fascinantes. Aloísio Costa [10][13][14]
2013 3º lugar B Maravilhas brasileiras Jackson Almeida Edmilson, Ari e Gaguinho [2][15]
2014 2º lugar B O futebol brasileiro no fantástico mundo das Copas [16]
2015 2º lugar B Um convite especial
2016 B

Referências

  1. a b c d e f g h «Acadêmicos do Manoel Honório». Portal Brasil Carnaval. Arquivado desde o original em 29 de janeiro de 2009. Consultado em 23 de maio de 2013. 
  2. a b c d e f g «Acadêmicos do Manoel Honório 2013». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 23 de maio de 2013. 
  3. a b «Acadêmicos do Manoel Honório 2007». Prefeitura de Juiz de Fora. 
  4. «Ladeira é tricampeã do Carnaval de Juiz de Fora». Prefeitura de Juiz de Fora. 16 de fevereiro de 2010. Consultado em 5 de abril de 2010. 
  5. «Resultados oficiais do carnaval 2010». Prefeitura de Juiz de Fora. Consultado em 5 de abril de 2010. 
  6. «Acadêmicos do Manoel Honório 2004». Prefeitura de Juiz de Fora. 
  7. «Resultados oficiais do Carnaval 2006» (doc). Prefeitura de Juiz de Fora. 2 de março de 2006. Consultado em 23 de maio de 2013. 
  8. «Resultados oficiais do Carnaval 2007» (doc). Prefeitura de Juiz de Fora. 20 de fevereiro de 2007. Consultado em 23 de maio de 2013. 
  9. «Acadêmicos do Manoel Honório 2008». Prefeitura de Juiz de Fora. 
  10. a b «Acadêmicos do Manoel Honório 2012». Prefeitura de Juiz de Fora. 
  11. «Acadêmicos do Manoel Honório 2011». Prefeitura de Juiz de Fora. 
  12. «Carnaval 2011 - Mocidade Alegre é a campeã da folia juiz-forana». Prefeitura de Juiz de Fora. 9 de março de 2011. Consultado em 23 de maio de 2013. 
  13. «Acadêmicos do Manoel Honório». Tribuna de Minas. 15 de fevereiro de 2012. Consultado em 23 de maio de 2013. 
  14. «Veja a pontuação de cada uma das escolas em todos os quesitos». Tribuna de Minas. 21 de fevereiro de 2012. Consultado em 23 de maio de 2013. 
  15. «Carnaval 2013 : Juventude Imperial é a campeã do Grupo B». Prefeitura de Juiz de Fora - Carnaval 2013. 12 de fevereiro de 2013. Consultado em 23 de maio de 2013. 
  16. Roberta Oliveira (22 de fevereiro de 2014). «Escolas de samba do Grupo B encerram desfiles em Juiz de Fora». G1. Consultado em 22 de fevereiro de 2014. 

Notas

Ícone de esboço Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.