Gabriel Jesus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Gabriel Jesus
Gabriel Jesus
Gabriel Jesus pela Seleção Brasileira em 2018
Informações pessoais
Nome completo Gabriel Fernando de Jesus
Data de nascimento 3 de abril de 1997 (26 anos)
Local de nascimento São Paulo, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,75 m
destro
Apelido Tetinha[1]
Informações profissionais
Clube atual Arsenal
Número 9
Posição atacante
Clubes de juventude
2010–2013
2013–2015
Anhanguera
Palmeiras
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2015–2016
2017–2022
2022–
Palmeiras
Manchester City
Arsenal
00083 000(28)
00236 000(95)
00056 000(19)
Seleção nacional3
2015
2015–2016
2016–
Brasil Sub-20
Brasil Sub-23
Brasil
00010 0000(3)
00013 0000(5)
00064 000(19)


2 Partidas e gols totais pelos
clubes, atualizadas até 02 de fevereiro de 2024.
3 Partidas e gols pela seleção nacional estão atualizadas
até 28 de janeiro de 2024.

Medalhas
Competidor do Brasil
Copa América
Ouro Brasil 2019 Jogador
Prata Brasil 2021 Jogador
Jogos Olímpicos
Ouro Rio 2016 Futebol

Gabriel Fernando de Jesus (São Paulo, 3 de abril de 1997) é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente joga pelo Arsenal.

Jesus começou sua carreira profissional no Palmeiras, onde foi eleito o Craque do Brasileirão na edição de 2015 e venceu a Copa do Brasil. Em 2016, conquistou, com o clube paulista, o título do campeonato nacional. Ele assinou com o Manchester City em janeiro de 2017 em uma transferência de 27 milhões de libras, no qual conseguiu quatro títulos da Premier League, três da Copa da Liga Inglesa e um da Copa da Inglaterra. Em julho de 2022, foi contratado pelo Arsenal em um negócio de 45 milhões de libras.[2]

Sua estreia na Seleção Brasileira ocorreu em setembro de 2016. Anteriormente, destacou-se nas categorias de base com sete gols em 21 jogos, tendo chegado à final da Copa do Mundo FIFA Sub-20 de 2015. Nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016 no Rio de Janeiro, conquistou a medalha de ouro no torneio masculino. Além disso, fez parte da equipe campeã da Copa América de 2019 e participou de duas edições da Copa do Mundo FIFA: 2018 e 2022.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gabriel nasceu no Bairro do Limão, em São Paulo, e aos três anos de idade se mudou para o Jardim Peri. Foi então que começou a praticar futebol, primeiro na rua, posteriormente em times da região. Atuou pelo "Pequeninos do Meio Ambiente", "União do Peri", "Cantareira", "Vitória do Peri" e por último na "Associação Atlética Anhanguera".[3][4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Anhanguera[editar | editar código-fonte]

Aos 15 anos, jogando pelo clube amador Anhanguera, foi artilheiro da Copa São Paulo Sub-15, com 29 gols, chamando atenção de clubes brasileiros de expressão. Por intermédio de um representante, foi levado para uma avaliação no Palmeiras e acabou sendo contratado.[5]

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Em 1 de julho de 2013, Gabriel Jesus assinou contrato com o Palmeiras.[6] No seu primeiro campeonato com a camisa do Palmeiras – Campeonato Paulista Sub-17 de 2013 – Jesus foi inicialmente reserva, porém foi ganhando espaço nos treinos e assumiu a titularidade e terminou como artilheiro do time com 16 gols.[7] Em seu primeiro ano de clube, foi campeão e marcou gols decisivos, chegando a marca de 54 gols em 48 partidas. Com apenas um ano e seis meses de clube, o jovem de 17 anos já havia em seu currículo: dois títulos internacionais e um vice-campeonato paulista. Autor de 37 gols em 22 jogos no Campeonato Paulista-Sub-17 de 2014, quebrou o recorde da artilharia da competição.[8]

Ainda no ano de 2014, quando o Palmeiras corria sérios riscos de rebaixamento, Jesus chegou a treinar com a equipe principal, cujo técnico era o argentino Ricardo Gareca, no entanto, achando melhor não arriscar a carreira da grande promessa, a comissão decidiu não relacioná-lo aos jogos.[9][10] Parte da torcida discordou da decisão, chegando a organizar um abaixo-assinado online para que Jesus fosse relacionado no final daquela temporada.[11]

Após uma longa novela quanto à renovação de contrato, renovou-o no final de 2014 por cinco anos.[12][13][14][15]

Em 2015, pela Copa São Paulo de Futebol Júnior, Gabriel obteve destaque marcando cinco gols em seis jogos, apesar do Palmeiras ter sido eliminado pelo Botafogo-SP nas semifinais. Por conta das boas atuações, Gabriel e outros quatro jogadores que integraram a equipe da Copa São Paulo foram promovidos ao time principal pelo treinador Oswaldo de Oliveira.[16]

Profissional[editar | editar código-fonte]

Gabriel Jesus aquecendo antes do clássico contra o Santos, em 2015

Gabriel fez sua estreia como profissional em 7 de março de 2015, numa vitória do Palmeiras sobre o Bragantino, por 1–0, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. Aos 24 minutos do segundo tempo, a torcida do Palmeiras pediu a entrada do atacante e foi atendida.[17]

No dia 15 de julho, Gabriel fez o seu primeiro gol pelo time principal do Palmeiras na vitória por 1–0 sobre a equipe alagoense ASA após assistência de Cleiton Xavier, garantindo a classificação palmeirense para as oitavas de final da Copa do Brasil[18] em partida realizada em Londrina.[19] Em 26 de agosto, foi titular e destaque da equipe com dois gols e uma assistência na vitória do Palmeiras por 3–2 sobre o Cruzeiro, que garantiu a classificação do time às quartas de final da Copa do Brasil.[20] Em 30 de agosto, em partida contra o Joinville, válida pelo Campeonato Brasileiro, Gabriel marcou seus dois primeiros gols na competição, contribuindo para a vitória por 3–2.[21] Veio a conquistar seu primeiro título como profissional no dia 2 de dezembro de 2015 quando o Palmeiras derrotou o Santos e faturou a Copa Do Brasil pela terceira vez em sua história.[22]

Em 2016, marcou o seu primeiro gol no Campeonato Paulista em partida contra o São Bento.[23] Dias depois, no empate por 2–2 contra o River Plate do Uruguai, pela Taça Libertadores da América, marcou seu primeiro gol em competições internacionais.[24] Apesar do time não ter avançando para a fase mata-mata, foi o artilheiro da equipe, com quatro gols.[25]

Ainda em 2016, fez parte da campanha vitoriosa do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, obtendo destaque com suas atuações e atraindo o interesse do Manchester City, que o contratou. Gabriel terminou como artilheiro do time com 12 gols e foi considerado pela mídia o Bola de Ouro.[26]

Manchester City[editar | editar código-fonte]

2016–17[editar | editar código-fonte]

O Manchester City anunciou a contratação de Jesus em 3 de agosto de 2016,[27] num acerto de reportados 27 milhões de libras, valor com o potencial de aumentar devido a cláusulas de desempenho.[28] O contrato com término no final da temporada 2020–21 previa que Jesus se juntaria a sua nova equipe somente em janeiro de 2017.[29]

O jogador estreou na Premier League no dia 21 de janeiro, entrando no final do segundo tempo no empate por 2–2 contra o Tottenham, no White Hart Lane.[30] Uma semana depois, Jesus teve sua primeira titularidade no clube na vitória por 3–0 sobre oCrystal Palace pela Copa da Inglaterra, partida em que deu assistência para o primeiro gol, marcado por Raheem Sterling, e sofreu a falta convertida por Yaya Touré que fechou o placar.[31] No dia 1 de fevereiro, jogou pela primeira vez como titular na Premier League na vitória por 4–0 sobre o West Ham no Estádio Olímpico de Londres, dando assistência para o primeiro gol de Kevin De Bruyne e marcando o terceiro após passe de Sterling,[32] se tornando o primeiro jogador da história do Manchester City a marcar e dar assistência em sua primeira titularidade na Premier League.[33] Na partida seguinte do campeonato nacional, contra o Swansea no Etihad Stadium, Gabriel Jesus abriu o placar e desempatou o jogo já nos acréscimos do segundo tempo, selando a vitória por 2–1.[34]

Seu bom começo no Manchester City foi interrompido por uma fratura no quinto metatarso do pé direito sofrida em 13 de fevereiro, antes dos 15 minutos do primeiro tempo da partida contra o Bournemouth no estádio Dean Court. Gabriel Jesus passou por cirurgia em Barcelona no dia 16 de fevereiro, com previsão de retorno para o final da temporada ou apenas na temporada seguinte, ou seja, desfalcou os citizens nas oitavas de final da Liga dos Campeões, partida na qual o clube foi eliminado para o Monaco.[35][36] Retornou aos campos em 27 de abril, como substituto no final do segundo tempo do empate por 0–0 contra o Manchester United no Etihad Stadium.[37] Na rodada seguinte, fez um dos gols no empate em 2–2 contra o Middlesbrough, em 30 de abril.[38] Terminou a temporada 2016–17 da Premier com a marca de sete gols e quatro assistências nos oito jogos que iniciou como titular,[39] ajudando sua equipe a chegar à terceira colocação e à classificação para a Liga dos Campeões da temporada seguinte.[40]

2017–18[editar | editar código-fonte]

Gabriel Jesus com o Manchester City em 2017

Gabriel Jesus marcou seu primeiro gol de sua segunda temporada no City na terceira rodada da Premier League, em 26 de agosto de 2017, empatando a partida que acabaria com vitória de virada por 2–1 sobre o Bournemouth em Dean Court.[41] Na rodada seguinte, em 9 de setembro de 2017, na goleada por 5–0 contra o Liverpool, no Etihad Stadium, marcou o segundo e o terceiro gol da partida, completando de cabeça um cruzamento de De Bruyne e depois aproveitando passe de Sergio Agüero,[42] alcançando a impressiva marca de participação direta em 14 gols em suas primeiras 12 partidas (10 gols e 4 assistências) como titular na Premier League.[43] Estreou em competições internacionais europeias em 13 de setembro de 2017, marcando o terceiro da vitória por 4–0 sobre o Feyenoord, Estádio De Kuip, pela primeira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões,[44] se tornando o quarto jogador da história do City a estrear com gol na competição.[45]

Em 31 de dezembro de 2017, em partida contra o Crystal Palace pela Premier League, Gabriel Jesus sofreu uma lesão no ligamento colateral medial do joelho esquerdo,[46] com expectativa de retorno em 3 a 12 semanas.[47]

2018–19[editar | editar código-fonte]

Em 3 de agosto de 2018, o Manchester City confirmou que Gabriel Jesus havia renovado o contrato com o clube até 2023.[48] Marcou um hat-trick na goleada de 6–0 do City sobre o Shakhtar Donetsk na fase de grupos da Liga dos Campeões, tornando-se o 15.º brasileiro na história a faze-lo nesta competição.[49] Marcou na Copa da Liga Inglesa pela primeira vez na temporada na vitória de 3–0 sobre o Oxford United,[50] foi novamente decisivo contra o mesma equipe nas quartas de final da competição, dessa vez com uma assistência.[51] Em 9 de janeiro de 2019, Gabriel Jesus marcou quatro gols pela primeira vez em sua carreira, contra o Burton Albion, em uma elástica goleada por 9–0, ajudando os Citizens a chegar a final da competição.[52] O atacante terminou a temporada com 21 gols somados em todas as competições.[51]

2019–20[editar | editar código-fonte]

Jesus atuando pelo City em 2021

Em 22 de junho de 2019, Jesus trocou o número 33,[53] número esse que usou desde o começo da sua carreira,[54] para o número 9, número que usa na Seleção Brasileira.[55]

Atuando mais vezes como titular por conta de algumas lesões de Agüero, Gabriel Jesus terminou a fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA com quatro gols em cinco jogos. Chegou a marca de 12 gols atuando pela Champions, tornando-se assim o 10º jogador a atingir a marca de 10 gols antes dos 23 anos.[56]

No dia 26 de fevereiro de 2020, pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, Jesus teve uma ótima atuação, participou ativamente das recuperações de bola da equipe e marcou na vitória do City por 2–1 sobre o Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu, além disso, provocou a expulsão do zagueiro Sergio Ramos, peça importantíssima dos madridistas.[57] No jogo de volta, distribuiu uma assistência e marcou perante os merengues, sendo essencial para a vitória por 2–1 no Etihad Stadium e para a classificação para as quartas do clube inglês.[58]

Arsenal[editar | editar código-fonte]

2022–23[editar | editar código-fonte]

No dia 4 de julho de 2022 foi anunciado pelo Arsenal.[59][60] O brasileiro deixou o Manchester City em uma transferência de 45 milhões de libras (R$ 289 milhões na cotação atual) e com um contrato válido até junho de 2027. Novo camisa 9, Gabriel Jesus passou a receber o maior salário do elenco.[61]

Realizou sua estreia pelos Gunners no dia 8 de julho, marcando dois gols na vitória diante do Nürnberg, em jogo amistoso. Gabriel saiu do banco e marcou logo dois gols o primeiro aos (47') e o segundo deles (75').[62][63] Em um total de cinco jogos na pré-temporada de 2022, o jogador marcou sete gols, incluindo um hat-trick em sua estreia no Emirates Stadium, na goleada por 6–0 contra o Sevilla.[64]

Oficialmente, o atacante estreou pelo clube em uma vitória por 2–0 contra o Crystal Palace no Selhurst Park, válida pela Premier League.[65] Apesar de quase fazer um golaço naquele jogo, os seus dois primeiros gols oficiais como um gunner saíram contra o Leicester, no Emirates, em vitória por 4–2.[66]

Após a contusão no joelho sofrida em dezembro, quando defendia a Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo FIFA, Jesus só retornou aos gramados no dia 12 de março, entrando aos 32 minutos do segundo tempo durante a vitória por 3–0 contra o Fulham, pela 27ª rodada da Premier League.[67]

Em 1 de abril, o brasileiro foi titular do Arsenal na Premier League pela primeira após recuperação de lesão. Ele foi o grande destaque ao marcar duas vezes contra o Leeds United, além de sofrer o pênalti que ele mesmo converteu, encerrando assim um jejum de exatos seis meses sem marcar.[68]

Pela Premier League, Gabriel encerrou a temporada 2022–23 com bons números: disputou 26 jogos, marcou 11 gols e deu sete assistências. Considerando clube e Seleção, o atacante terminou a temporada com 36 partidas realizadas.[69]

2023–24[editar | editar código-fonte]

Marcou seu primeiro gol na temporada no dia 3 de setembro, numa vitória contra o Manchester United. Gabriel Jesus, que começou no banco de reservas, entrou no segundo tempo e marcou um golaço nos acréscimos, garantindo o triunfo de virada por 3–1.[70] No dia 29 de novembro, na vitória de 6-0 sobre o Lens se tornou o primeiro jogador de um clube inglês a marcar e, seus quatro jogos iniciais pelo seu time na Champions, e também, chegou à marca de 24 gols na história da Liga dos Campeões e entrou no top 5 dos brasileiros com mais gols na competição.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Sub-20[editar | editar código-fonte]

Em 28 de março de 2015, Gabriel aos 17 anos recebeu sua primeira convocação para a Seleção Brasileira Sub-20 para um torneio amistoso na Áustria contra Camarões, Catar e Honduras, entre os dias 6 e 18 de abril.[71] Estreou pela Seleção no dia 13 de abril, contra o Catar. Nessa partida marcou também seu primeiro gol, roubando a bola na intermediária, arrancando, driblando o goleiro e tocando para o fundo das redes.[72] Devido a sua boa participação no torneio, foi convocado para disputar a Copa do Mundo FIFA Sub-20 que foi realizada na Nova Zelândia.[73] Na estreia da Seleção Brasileira com uma vitória por 4–2 contra a Nigéria, Gabriel marcou um gol, além de uma assistência para Judivan marcar o segundo gol do Brasil.[74] Na segunda partida, Gabriel fez a jogada que originou o pênalti que garantiu a vitória brasileira por 2–1 contra a Hungria.[75] Devido a dois cartões amarelos recebidos, cumpriu suspensão na partida contra a Coreia do Norte. Pelas oitavas de final contra o Uruguai, Gabriel marca o pênalti decisivo na vitória de 5–4 nas penalidades máximas depois de um empate em 0–0 no tempo normal e prorrogação.[76] Gabriel ainda avançou com o Brasil até a final, onde perdeu o título para a Sérvia.[77] Terminou a competição com dois gols marcados em sete partidas disputadas.[78]

Gabriel Jesus pelas Olimpíadas de 2016

Olímpica[editar | editar código-fonte]

Fez seu primeiro jogo pela Seleção Brasileira Olímpica no amistoso diante da República Dominicana, marcando um gol na vitória do Brasil por 6–0 em Manaus.[79]

Em 29 de junho de 2016, Gabriel foi convocado para disputar os Jogos Olímpicos pela Seleção Brasileira Sub-23,[80] estreando oficialmente em 4 de agosto, num empate com a África do Sul, em 0–0 no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Ainda pela fase de grupos, o atacante marcou seu primeiro gol nas Olímpíadas contra a Dinamarca, em 10 de agosto, partida vencida por 4–0 no estádio Fonte Nova, na Bahia. Na semifinal, contra a Seleção de Honduras no Maracanã, Gabriel marcou dois gols na partida, ajudando o Brasil a golear por 6–0.[81] Em 20 de agosto, Gabriel Jesus foi campeão olímpico de futebol pela Seleção Brasileira Olímpica, no Maracanã, título inédito para o Brasil, terminando a competição como um dos artilheiros da equipe, com três gols.[82] Ao receber a medalha de ouro, Gabriel vestiu a camisa de Fernando Prass, atitude repetida em seguida por Gabigol e Rodrigo Caio, em homenagem ao goleiro que fora cortado da Seleção logo no início das Olimpíadas por lesão e substituído por Weverton.[83]

Principal[editar | editar código-fonte]

Jesus em sua estreia pelo Brasil, em setembro de 2016, contra o Equador

Gabriel estreou pela Seleção Brasileira principal no dia 1 de setembro de 2016, marcando dois gols na vitória por 3–0 contra o Equador, em Quito, em partida válida pelas Eliminatórias.[84] Na ocasião, o até então jogador do Palmeiras sofreu um pênalti e fez dois belos gols no triunfo brasileiro. Gabriel ainda marcou mais três gols no ano de 2016 vestindo a camisa amarelinha, totalizando cinco gols em seis jogos na Seleção principal, o que também o tornou o jogador mais jovem a marcar cinco gols na história das Eliminatórias Sul-Americanas, superando marca que até então pertencia a Lionel Messi.[85]

Copa do Mundo de 2018[editar | editar código-fonte]

Gabriel Jesus jogando contra a Costa Rica pela Copa do Mundo de 2018

Na Copa do Mundo FIFA de 2018, realizada na Rússia, Gabriel foi muito questionado por não fazer gol nos quatro primeiros jogos, os quais iniciou a partida como titular.[86] Com isso, ele tornou-se o primeiro centroavante titular da Seleção Brasileira a não conseguir marcar nos quatro jogos iniciais de uma edição da Copa do Mundo.[87] Porém, seus números eram positivos na parte defensiva, já que ele era o atacante da Copa com mais desarmes e roubadas de bola.[88]

Pós Copa de 2018 e Copa América de 2019[editar | editar código-fonte]

Após a Copa do Mundo, Gabriel Jesus começou o período pós-Copa como reserva de Roberto Firmino.[89] No dia 17 de maio de 2019, Gabriel foi convocado para a Copa América de 2019.[90] Iniciando-a como reserva, Gabriel foi ganhando espaço, e conseguiu se firmar, dessa vez atuando pelos lados, com Firmino mantido como a referência.[91] Gabriel fez boas partidas, e no dia 2 de julho de 2019, contra a Seleção Argentina, pelas semi-finais, Gabriel quebrou o seu jejum de gols em "Copas", pela Seleção, e marcou, além de dar uma assistência para Firmino, no triunfo por 2–0.[92] No dia 7 de julho de 2019, na final contra o Peru (o mesmo no qual Gabriel tinha perdido pênalti pela 3° rodada[93]), Gabriel marcou, além de dar uma assistência para Everton Cebolinha.[94] Gabriel ainda foi expulso, na vitória por 3–1 contra os Peruanos.[95]

Copa América de 2021 e Copa do Mundo de 2022[editar | editar código-fonte]

Gabriel Jesus também integrou a seleção brasileira que disputou a Copa América de 2021 em casa e terminou como vice-campeã, perdendo a final para a Argentina. Nas quartas-de-final, contra o Chile, Gabriel Jesus acertou o chileno Mena com as travas da chuteira, foi expulso e não voltou a jogar no torneio.[96]

No ano seguinte, Gabriel Jesus também disputou a Copa do Mundo FIFA de 2022, no Qatar. Na estreia contra a Sérvia, o jogador começou no banco de reservas e, no segundo tempo, entrou no lugar de Richarlison, mas pouco apareceu no jogo. Na partida seguinte, contra a Suíça, novamente o jogador entrou no segundo tempo no lugar de Richarlison, mas pouco apareceu. Na terceira partida, contra Camarões, o jogador começou como titular, mas pouco apareceu e, no decorrer da partida, sofreu uma lesão parcial no ligamento do joelho direito. Por causa dessa lesão, Gabriel Jesus foi cortado da seleção e não jogou mais na Copa.[97]

Outras atividades[editar | editar código-fonte]

Caso de racismo[editar | editar código-fonte]

No dia 17 de março de 2016, em jogo válido pela primeira fase da Taça Libertadores da América contra o Nacional de Montevidéu, Gabriel foi alvo de atos racistas por parte de um torcedor uruguaio. Na cena, captada pelas câmeras de TV, um torcedor do Nacional foi flagrado imitando um macaco em direção ao jogador palmeirense.[98] O Palmeiras, através de uma nota, repudiou o ato e pediu providências por parte da Confederação Sul-Americana de Futebol.[99] Em abril, a Confederação Sul-Americana decidiu multar o clube uruguaio em 10 mil dólares, escapando assim de retaliações mais severas, como perdas do mando de campo.[100]

Fora dos campos[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2015, foi capa da Revista Palmeiras com o título: "Glória, Glória, Aleluia".[101]

Em novembro de 2015, Gabriel participou do comercial da Adidas que lançou a bola que será utilizada no Jogos Olímpicos do Rio em 2016. A bola foi batizada de “Errejota”, uma menção à cidade sede das Olimpíadas.[102]

Em abril de 2016 a Samsung lançou a campanha "Brasil Desafie Barreiras" para as Olimpíadas de 2016 e contou com Gabriel Jesus, além de Bernardinho, como protagonistas da campanha.[103]

Participações em videoclipes[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 8 de outubro de 2023[107]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Ano Clube Campeonato Jogos Gols Fontes
2012 A.A. Anhanguera Copa São Paulo Sub-15 - 29
2013 Palmeiras International Cup de Arapongas Sub-17 5 8 [108]
Campeonato Paulista Sub-17 - 13 [109]
2014 Aspires Tri-Series Catar Sub-17 2 2
2014 Campeonato Paulista Sub-17 22 37 [110]
2014 Copa do Brasil Sub-17 - 3 [111]
2015 Copa São Paulo de Futebol Júnior 6 5 [112]
Total 35 97 -

Profissional[editar | editar código-fonte]

Equipe Temporada Campeonato
nacional
Copas
nacionais[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Palmeiras 2015 20 4 2 9 3 1 8 0 0 37 7 3
2016 27 12 5 2 0 0 5 4 0 12 5 0 46 21 5
Total 47 16 7 11 3 1 5 4 0 20 5 0 83 28 8
Manchester City 2016–17 10 7 4 1 0 1 0 0 0 0 0 0 11 7 5
2017–18 29 13 4 4 0 0 9 4 1 0 0 0 42 17 5
2018–19 29 7 3 11 10 3 6 4 0 1 0 0 47 21 6
2019–20 34 14 8 10 3 3 8 6 3 1 0 0 53 23 14
2020–21 29 9 4 6 3 0 7 2 0 0 0 0 42 14 4
2021–22 28 8 8 5 1 2 8 4 1 0 0 0 41 13 11
Total 159 58 31 37 17 9 38 20 5 2 0 0 236 95 45
Arsenal 2022–23 26 11 5 1 0 0 6 0 1 33 11 6
2023–24 17 4 3 1 0 0 5 4 2 22 8 5
Total 32 12 5 2 0 0 8 2 1 55 19 11
Total na carreira 233 86 43 49 20 10 51 26 6 22 5 0 374 142 64

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Sub-20
Ano
Jogos Gols Assist.
2015 10 2 3
Total 10 2 3
Sub-23
Ano
Jogos Gols Assist.
2015 4 2 0
2016 9 3 0
Total 13 5 0
Seleção Principal
Ano
Jogos Gols Assist.
2016 6 5 4
2017 7 3 1
2018 12 3 1
2019 14 7 3
2020 2 0 1
2021 11 0 3
2022 7 1 0
2023 4 0 0
Total 63 19 13
Seleção Brasileira (total)
Ano
Jogos Gols Assist.
2015 14 4 3
2016 15 8 4
2017 7 3 1
2018 12 3 1
2019 14 7 3
2020 2 0 1
2021 11 0 3
2022 7 1 0
2023 4 0 0
Total 86 26 16

Títulos[editar | editar código-fonte]

Títulos oficiais[editar | editar código-fonte]

Palmeiras
Manchester City
Seleção Brasileira Sub-23
Seleção Brasileira

Títulos não-oficiais[editar | editar código-fonte]

Arsenal
Seleção Brasileira

Categoria de Base[editar | editar código-fonte]

  • International Cup de Arapongas Sub-17: 2013[108]
  • Aspires Tri-Series Catar Sub-17: 2014[113]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pereira, Felipe de (14 de fevereiro de 2017). «""Aqui ele é o Tetinha". UOL vê jogo (e lesão) de Gabriel Jesus no Jd. Peri"». UOL Esporte. Consultado em 13 de novembro de 2017 
  2. «Arsenal oficializa a contratação de Gabriel Jesus». Terra. 4 de julho de 2022. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  3. «► A.A. Anhanguera: onde Gabriel Jesus começou a ser 'lapidado' | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 19 de julho de 2020 
  4. Faber, Guilherme (21 de novembro de 2022). «Do Jardim Peri ao Qatar: a segunda Copa de Gabriel Jesus». Terra. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  5. «Gabriel Jesus visita time amador onde começou a jogar futebol». Gazeta Esportiva. 27 de julho de 2019. Consultado em 19 de julho de 2020 
  6. Lucena, Fellipe (22 de julho de 2016). «O meteoro Gabriel Jesus: joia pode ir da várzea à Inglaterra em 5 anos». Lance. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  7. «Com 16 gols, Gabriel Jesus já iguala artilheiro do Palmeiras em 2015». Gazeta Esportiva. 26 de junho de 2016. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  8. «Fé no camisa 9: relembre a trajetória de Gabriel Jesus». Gazeta Esportiva. 14 de julho de 2018. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  9. «Joia do Palmeiras Gabriel Jesus, acredita ser muito cedo para jogar no elenco profissional». Esporte Interativo. 29 de dezembro de 2014. Consultado em 23 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 19 de fevereiro de 2016 
  10. Faber, Guilherme (21 de novembro de 2022). «Do Jardim Peri ao Qatar: a segunda Copa de Gabriel Jesus». Terra. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  11. «Em jogo do ano, torcedor faz abaixo-assinado e "exige" escalação de Joia». globoesporte.globo.com. Globo Esporte. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  12. «Artilheiro do Paulista Sub-17, atacante Gabriel Jesus renova com o Palmeiras». palmeiras.com.br. Site Oficial do Palmeiras. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  13. «Técnico da base compara prodígio do Palmeiras a Kaká». esportes.terra.com.br. Portal Terra. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  14. «Gabriel Fernando pede valorização e acordo com Palmeiras emperra». esportes.estadao.com.br. Site Oficial Estadão. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  15. «No ataque ou no meio, Gabrieis do Palmeiras se destacam na Copinha». folha.uol.com.br. Site Oficial Folha de S.Paulo. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  16. «Com novidades, Oswaldo comanda treino coletivo na Academia». palmeiras.com.br. Site Oficial do Palmeiras. 27 de janeiro de 2015. Consultado em 28 de janeiro de 2015 
  17. «Pacotão do Palmeiras: Gabriel Jesus estreia e rouba a cena em vitória». globoesporte.globo.com. Globo Esporte. 8 de Março de 2015. Consultado em 26 de Fevereiro de 2016 
  18. «Flamengo e Palmeiras se classificam para as oitavas de final». cbf.com.br. Site Oficial da CBF. 16 de julho de 2015. Consultado em 16 de julho de 2015 
  19. «Em Londrina, ASA e Palmeiras duelam por vaga nas oitavas da Copa do Brasil». globoesporte.com. 15 de julho de 2015. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  20. «Gabriel Jesus faz golaço, Palmeiras derrota o Cruzeiro de novo e segue na Copa do Brasil». Consultado em 27 de agosto de 2015 
  21. «Palmeiras x Joinville». esporte.uol.com.br. Portal UOL. 30 de agosto de 2015. Consultado em 31 de agosto de 2015 
  22. «Palmeiras, nos pênaltis, fatura a Copa do Brasil». torcedores.com. Site Torcedores.com. 3 de dezembro de 2015. Consultado em 3 de dezembro de 2015 
  23. «Ficha técnica». palmeiras.com.br. Site oficial do Palmeiras. Consultado em 17 de fevereiro de 2016 
  24. «Ficha técnica». palmeiras.com.br. Site oficial do Palmeiras. Consultado em 17 de fevereiro de 2016 
  25. «Artilheiros da Copa Libertadores da América 2016». Quadro de Medalhas. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  26. «Gabriel Jesus leva Bola de Ouro e quebra jejum de 20 anos para o Palmeiras». ESPN. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  27. «Manchester City FC sign Gabriel Jesus». MCFC. Consultado em 3 de agosto de 2016. Arquivado do original em 5 de agosto de 2016 
  28. «Gabriel Jesus aceita nova proposta do City e vai receber R$ 441 mil por semana». iG. 20 de dezembro de 2017. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  29. «Gabriel Jesus: Winger formally completes £27m move to Man City». BBC Sport (em inglês). 19 de janeiro de 2017 
  30. «Gabriel Jesus aprova estreia no City, mas lamenta gol anulado: "Fiquei p..."». globoesporte.com. Consultado em 21 de janeiro de 2017 
  31. «Titular, Gabriel Jesus enche os olhos da imprensa e de Guardiola: "O futuro"». globoesporte.com. Consultado em 28 de janeiro de 2017 
  32. Stadium, Dominic Fifield at the London (1 de fevereiro de 2017). «Gabriel Jesus off the mark as Manchester City rout West Ham again». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  33. «1 - Gabriel Jesus is the first player to both score and assist in his first @PremierLeague start for Man City. Intervention.». @OptaJoe (em inglês). Twitter. 1 de fevereiro de 2017. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 25 de fevereiro de 2017 
  34. «Só Jesus salva! Brasileiro marca nos acréscimos e garante vitória do Man City sobre o Swansea». ESPN. 5 de fevereiro de 2017 
  35. «Gabriel Jesus: Manchester City forward 'may be out for season'». BBC Sport (em inglês). 17 de fevereiro de 2017 
  36. «Gabriel Jesus completa 1 ano no City: gols, lesões e adoração de Guardiola». www.uol.com.br. Consultado em 25 de fevereiro de 2020 
  37. Doyle, Paul (27 de abril de 2017). «Manchester City v Manchester United: Premier League – as it happened». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 27 de abril de 2017 
  38. «Gabriel Jesus faz gol de cabeça aos 40 e evita derrota do City para o Middlesbrough». Globoesporte.com. 30 de abril de 2017 
  39. «OptaJoe on Twitter: "11 - Gabriel Jesus has now had a hand in 11 goals in eight Premier League starts for Man City (seven goals, four assists). Prodigy."». OptaJoe. 21 de maio de 2017. Consultado em 21 de maio de 2017 
  40. Jurejko, Jonathan (21 de maio de 2017). «Watford 0-5 Manchester City». BBC Sport (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2017 
  41. Fisher, Ben (26 de agosto de 2017). «Manchester City's Raheem Sterling breaks Bournemouth but then sees red». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 29 de agosto de 2017 
  42. «Jesus faz dois, e City goleia Liverpool em jogo complicado para Éderson». GloboEsporte.com. 9 de setembro de 2017. Consultado em 9 de setembro de 2017 
  43. «13 - Gabriel Jesus has been directly involved in 13 goals in his 12 Premier League starts for Man City (nine goals, four assists). Menace.». @OptaJoe. Twitter. 9 de setembro de 2017. Consultado em 9 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2017 
  44. «Stones tem dia de artilheiro, Gabriel Jesus marca, e City atropela o Feyenoord». Globoesporte.com. 13 de setembro de 2017. Consultado em 14 de setembro de 2017 
  45. «4 - Gabriel Jesus is the 4th player to score on his Champions League debut for Man City (also Balotelli, Kolarov & Nolito)». @OptaJoe (em inglês). Twitter. 13 de setembro de 2017. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 14 de setembro de 2017 
  46. «Gabriel Jesus: Man City striker set for more tests as ligament injury confirmed». BBC Sport (em inglês). 1 de janeiro de 2018. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  47. «Manchester City's Gabriel Jesus faces long absence with knee ligament injury». The Guardian (em inglês). 1 de janeiro de 2018. ISSN 0261-3077. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  48. «Gabriel Jesus renova contrato com Manchester City até 2023». Globoesporte. Consultado em 25 de fevereiro de 2020 
  49. «Gabriel Jesus é o 15º brasileiro a fazer um 'hat-trick' na Champions». R7.com. 8 de novembro de 2018. Consultado em 25 de fevereiro de 2020 
  50. «Oxford United 0 x 3 Manchester City - Copa da Liga Inglesa 2018-2019 Terceira fase - Tempo Real - Globo Esporte». globoesporte.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2020 
  51. a b «Oxford United 1 x 3 Manchester City - Copa da Liga Inglesa 2019-2020 Quartas de final - Tempo Real - Globo Esporte». globoesporte.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2020 
  52. «Baile! Gabriel Jesus faz 4, City goleia por 9 a 0 e encaminha vaga na final». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 26 de janeiro de 2019 
  53. «Gabriel Jesus escolhe a camisa 33 no City, a mesma que vestia no Palmeiras». Extra. 19 de janeiro de 2017. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  54. Paulo Vinícius Coelho (9 de março de 2015). «Gabriel Jesus número 33. Acredite! Pensaram na idade de Cristo». UOL. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  55. Clayton, David. «Gabriel Jesus to wear the No. 9 shirt». www.mancity.com (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2020 
  56. «Gabriel Jesus supera recorde de Neymar e entra para grupo seleto na Champions». ESPN Brasil. 11 de dezembro de 2019. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  57. José Edgar de Matos (27 de fevereiro de 2020). «G. Jesus barra Agüero, aterroriza Sergio Ramos e faz "jogo grande" em Madri». UOL. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  58. «Gabriel Jesus brilha, City elimina o Real e vai às quartas da Champions». UOL. 7 de agosto de 2020. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  59. «Atacantes da Seleção trocam de time a quatro meses da Copa 2022». Futeboleiro.com. 19 de julho de 2022 
  60. «Gabriel Jesus é apresentado pelo Arsenal e vestirá a camisa 9». WSCOM. 4 de julho de 2022. Consultado em 4 de julho de 2022 
  61. «Gabriel Jesus terá o maior salário do Arsenal; veja o valor». Transfer News (em inglês). 30 de junho de 2022. Consultado em 4 de julho de 2022 
  62. «Gabriel Jesus vibra com estreia pelo Arsenal». Consultado em 5 de agosto de 2022 
  63. Stroud, James (8 de julho de 2022). «Gabriel Jesus: Arsenal star's exciting highlights in dream debut vs Nurnberg». GiveMeSport (em inglês). Consultado em 28 de novembro de 2022 
  64. «Gabriel Jesus faz hat-trick, e Arsenal atropela o Sevilla por 6 a 0 em último amistoso antes da estreia na Premier League». ESPN. 30 de julho de 2022. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  65. «Com 50º gol de Gabriel Jesus, City bate Crystal Palace por 2 a 0». Extra. 19 de outubro de 2019. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  66. Hernan, Martyn (13 de agosto de 2022). «Gabriel Jesus estreia no Arsenal com 2 dois gols e uma assistência». Agência Brasil. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  67. Raisa Lima (14 de março de 2023). «Gabriel Jesus volta a jogar pelo Arsenal, e Arteta afirma: 'É um excelente problema para se ter, acredite'». Goal.com. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  68. «Gabriel Jesus faz dois, Arsenal goleia o Leeds e abre vantagem para o City na Premier League». ESPN Brasil. 1 de abril de 2023. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  69. Gabriel Lopes (28 de maio de 2023). «Gabriel Jesus faz gol e dá assistência em goleada do Arsenal na Premier League». Sambafoot. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  70. «Com golaço de Gabriel Jesus, Arsenal vira para cima do United». Terra. 3 de setembro de 2023 
  71. «Gabriel Jesus é convocado para a seleção brasileira sub-20». Globo Esporte.com. 28 de março de 2015. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  72. A Tribuna (13 de abril de 2015). «Seleção sub-20 vence o Catar por 3–0 no primeiro amistoso na Áustria». atribuna.com.br. Consultado em 13 de abril de 2015 
  73. globoesporte.globo.com (29 de abril de 2015). «Sem Gerson e Gabigol, Gallo convoca Seleção para o Mundial Sub-20». Site Globo Esporte. Consultado em 31 de maio de 2015 
  74. globoesporte.globo.com (31 de maio de 2015). «Frenético: Brasil vira sobre Nigéria e estreia com vitória no Mundial Sub-20». Site Globo Esporte. Consultado em 31 de maio de 2015 
  75. globoesporte.globo.com (4 de junho de 2015). «Brasil fura retranca húngara, vira e se classifica no Mundial Sub-20». Site Globo Esporte. Consultado em 4 de junho de 2015 
  76. globoesporte.globo.com (31 de maio de 2015). «Brasil joga bem, bate Uruguai nos pênaltis e avança às quartas de final». Site Globo Esporte. Consultado em 11 de junho de 2015 
  77. esportes.terra.com.br (20 de junho de 2015). «Brasil é castigado na prorrogação e perde título para Sérvia». Portal Terra Esportes. Consultado em 30 de agosto de 2015 
  78. «Players - Top goals». fifa.com. Página da competição no site oficial da FIFA. Consultado em 31 de maio de 2015 
  79. gazetaesportiva.net (9 de outubro de 2015). «Seleção olímpica passeia em amistoso e faz seis na República Dominicana». Site Gazeta Esportiva. Consultado em 9 de outubro de 2015 
  80. «Com Prass, Neymar e Douglas Costa, Micale convoca a seleção olímpica». globoesporte.globo.com. Globo Esporte. 29 de junho de 2016 
  81. «Brasil 6 x 0 Honduras: Seleção goleia e fica a um passo do sonho do ouro». Yahoo. 17 de agosto de 2016. Consultado em 20 de agosto de 2016 
  82. «O ouro olímpico é do Brasil, nos pênaltis, após decisão dramática». 20 de agosto de 2016. Consultado em 21 de agosto de 2016 
  83. «Gabriel Jesus homenageia Prass com camisa 1 após ouro olímpico do Brasil». Consultado em 21 de agosto de 2016 
  84. «Na estreia de Tite, Gabriel Jesus brilha, e seleção atropela o Equador». Futebol. ESPN. 1 de setembro de 2016 
  85. Suaide, Pedro (28 de fevereiro de 2020). «De CR7 a Messi, passando por Salah e Neymar; veja quem Gabriel Jesus supera na produção de gols na Champions». ESPN. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  86. Alexandre Lozetti, Edgard Maciel de Sá e Tossiro Neto (2 de julho de 2018). «Jesus segue sem gol, mas muda posição, corre muito e ganha elogio: "Trator"». GloboEsporte.com. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  87. Thiago Benevenutte (6 de julho de 2018). «Sem gols, Jesus tem pior desempenho de um "camisa 9" do Brasil em Copas». GloboEsporte.com. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  88. «Comentaristas destacam importância tática de Jesus na Seleção: "Trabalha no sistema defensivo para o Neymar brilhar"». SporTV. 2 de julho de 2018. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  89. «Agora titular, Firmino se apresenta como grande novidade do Brasil pós-Copa». www.uol.com.br. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  90. «Tite divulga convocação do Brasil para a Copa América com Neres e Fernandinho: "Lista mais difícil"». ge. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  91. «Antes concorrentes, Gabriel Jesus e Firmino se unem e formam dupla promissora». Terra. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  92. «Brasil 2 x 0 Argentina - Copa América 2019 Semifinal - Tempo Real - Globo Esporte». globoesporte.com. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  93. «Seca de Gabriel Jesus após pênalti estraga noite perfeita de Tite: "fiquei triste" | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  94. «Brasil 3 x 1 Peru - Copa América 2019 Final - Tempo Real - Globo Esporte». globoesporte.com. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  95. «Brasil x Peru: Gabriel Jesus é expulso, dá soco na cabine do VAR, chora e faz gesto de roubo; vídeo». ge. Consultado em 17 de novembro de 2020 
  96. «Gabriel Jesus é imprudente, acerta chileno em disputa e é expulso em Brasil x Chile». ge. Consultado em 22 de novembro de 2023 
  97. «Lesão de Gabriel Jesus: entenda por que atacante foi cortado da Copa do Mundo». Lance!. Consultado em 22 de novembro de 2023 
  98. «Gabriel Jesus sofre insultos racistas na partida no Uruguai». Estadão. esportes.estadao.com.br. 17 de março de 2016. Consultado em 13 de maio de 2016 
  99. Departamento de Comunicação (18 de março de 2016). «Nota de Repúdio». Site oficial do Palmeiras. palmeiras.com.br. Consultado em 13 de maio de 2016 
  100. «Conmebol multa clube uruguaio por racismo contra Gabriel Jesus, do Palmeiras». Tribuna do Norte. tribunadonorte.com.br. 7 de abril de 2016. Consultado em 13 de maio de 2016 
  101. «13ª edição da Revista Palmeiras». Revista Palmeiras. revistasep. 17 de setembro de 2015. Consultado em 13 de maio de 2016 
  102. «Adidas lança bola da Rio-16 com Gabriel Jesus e gêmeas do nado». olimpiadas.uol.com.br. UOL. 19 de novembro de 2015 
  103. Bruno Bardella (11 de abril de 2016). «Samsung lança campanha das Olimpíadas com Bernardinho e Gabriel Jesus». Comunic Art. comunicart.blog.br. Consultado em 14 de junho de 2016 
  104. «Gabriel Jesus estrela clipe de funk». Blog Brasil Mundial FC. 12 de maio de 2017. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  105. «Projota e Anavitória lançam clipe de 'Linda', com participação de Gabriel Jesus». G1. 13 de julho de 2017. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  106. Fellipe Santos (5 de maio de 2018). «Com Gabriel Jesus, Kevinho lança clipe de "Papum" em clima de Copa do Mundo». Portal Rap Mais. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  107. «Estatísticas, avaliações e gols do Gabriel Jesus». SofaScore. Consultado em 4 de setembro de 2023 
  108. a b «Invicto, Sub-17 do Verdão é campeão de torneio internacional no Paraná». depoisdoapito.com.br. Depois do Apito. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  109. «Artilharia Paulista Sub-17 de 2013». fpf.org.br. Site Oficial da Federação Paulista de Futebol. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  110. «Artilharia Paulista Sub-17 de 2014». fpf.org.br. Site Oficial da Federação Paulista de Futebol. Consultado em 23 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 23 de janeiro de 2015 
  111. «Artilharia Copa do Brasil Sub-17 de 2014». cbf.com.br. Site Oficial da Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  112. «Artilharia Copa São Paulo de 2015». fpf.org.br. Site Oficial da Federação Paulista de Futebol. Consultado em 23 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 8 de janeiro de 2015 
  113. «Sub-17 do Palmeiras conquista título de torneio internacional no Qatar». palmeiras.com.br. Site Oficial do Palmeiras. Consultado em 23 de janeiro de 2015 
  114. «Vencedores do Prêmio Craque Brasileirão 2015». CBF. 30 de novembro de 2015 
  115. «Sem camisa 33, Gabriel Jesus aguarda estreia em Libertadores». Terra Esportes. 9 de dezembro de 2015. Consultado em 10 de dezembro de 2015. Arquivado do original em 22 de dezembro de 2015 
  116. «I migliori under del mondo». La Gazzetta dello Sport 
  117. a b «Veja os ganhadores da edição 2016 do Troféu Mesa Redonda». Gazeta Esportiva. Consultado em 2 de fevereiro de 2023 
  118. «The 100 best footballers in the world 2016 – interactive» (em inglês). The Guardian 
  119. «Gabriel Jesus» (em espanhol). Marca 
  120. «2018–19 EFL Cup». Wikipedia (em inglês). 24 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Gabriel Jesus
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias
Wikidata Base de dados no Wikidata