Gabriel Pardal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde julho de 2017).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Gabriel Pardal
Nascimento 30 de agosto de 1984 (34 anos)
Salvador, Bahia, Brasil
Ocupação Ator, Ilustrador, Escritor
[www.gabrielpardal.com Página oficial]
IMDb: (inglês)

Gabriel Pardal (Salvador, 30 de agosto de 1984) é ator, ilustrador e escritor brasileiro. É um artista que desenvolve trabalhos em diferentes plataformas (filmes, vídeos, peças, livros, sites, desenhos...), e é mais conhecido por ter fundado o site ORNITORRINCO e pelas ilustrações que cria sob o nome de Canibal Vegetariano. Pardal escreve, ao mesmo tempo, com sagacidade, sensibilidade e acidez. Sua visão de mundo e críticas a sociedade, bem como seu humor e escrita poética, fazem de Gabriel um autor contemporâneo plural em sua singularidade.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gabriel Pardal se formou em Publicidade e Propaganda em 2007 em Salvador - BA. Neste mesmo ano se mudou para o Rio de Janeiro e começou a cursar Interpretação Teatral na CAL - Casa de Artes de Laranjeiras. Três anos depois se formou no curso de teatro e passou a atuar profissionalmente na cena artística teatral da cidade. Durante este tempo Pardal criou a agência NOMEDACOUSA - Brinquedos & Bombas, focado em desenvolver projetos artísticos para a internet. Um desses projetos surgiu em 2011, o ORNITORRINCO,[1] site de crônicas, artigos, ensaios e textos de não-ficção que conta com um grupo de colunistas e colaboradores que escrevem toda semana. Ele também criou o BALA, um programa que era publicado ainda nos primórdios do YouTube onde entrevistava artistas independentes da cena carioca. Em 2011 ele publica o seu primeiro livro, Carnavália (editora Oitoemeio). Em 2014 volta para Salvador para filmar o longa-metragem Tropykaos, dirigido por Daniel Lisboa. Nesta mesma época, Pardal cria o perfil do Canibal Vegetariano na rede social instagram e começa a postar desenhos, cartuns, ilustrações que têm claramente uma verve poética, reflexiva e bem humorada.[2] Em 2016 lança o livro homônimo pela editora Rocco, com uma seleção de alguns dos desenhos postados na rede e outros inéditos.[3] Também em 2016, Pardal lança o ebook Tédio e Diversão - Textos Selecionados, uma coletânea dos melhores textos que escreveu ao longo de três anos no site ORNITORRINCO. Desde 2007 vem realizando uma série de espetáculos teatrais, performances, vídeos e outros trabalhos como ator e autor.

Livros[editar | editar código-fonte]

Carnavália[editar | editar código-fonte]

(editora Oitoemeio, 2011)

Neste livro de estreia Gabriel Pardal atravessa o leitor com reflexões poéticas a respeito da sociedade de consumo, suas características, seus valores, por que e pra quê comprar. Com o humor da sua prosa poética ele questiona a busca incansável das pessoas por notoriedade e fama, as celebridades, os salões de beleza lotados, pílulas para emagrecimento, analisando o que hoje nos faz pertencente à sociedade, shopping centers, redes sociais, indústria cultural, e quais testes fazer para ser aceito em seu círculo social. Não há enredo narrativo nem personagem central. São ideias fragmentadas, monólogos, jogos, notas, piadas. Pardal utiliza-se de recursos extraídos de sua experiência no teatro, cinema, internet, capturando momentos de uma vida guiada pelos eventos da mídia, urbana e multifacetada, para revelar uma escrita com habilidade analítica sobre a sociedade de consumo. Seu texto é audacioso e crítico ao mesmo tempo que divertido e pop. Carnavália é um livro escrito essencialmente sobre a polêmica transformação das pessoas em mercadorias, ou seja, em produtos capazes de obter atenção e atrair demanda e fregueses, tornando-se uma mercadoria desejável.[4]

Ornitorrinco[editar | editar código-fonte]

(editora 7Letras, 2013)

Este livro foi publicado em 2013, especialmente para uma turnê onde os colunistas viajaram para encontrar leitores e colaboradores do site. O livro reúne os melhores textos escritos pelo grupo desde o seu surgimento em 2011 até 2013. Textos de Bruna Beber, Domingos Guimaraens, Emanuel Aragão, Franco Fanti, Gabriel Camões, Gabriel Pardal, Júlio Fisherman, Keli Freitas, Letícia Novaes, Maria Rezende, Ramon Nunes Mello e Vitor Paiva.[5]

Tédio e Diversão[editar | editar código-fonte]

(editora ornitorrinco, 2016)

Desde 2011 Gabriel Pardal vem publicando ensaios, artigos, opiniões, crônicas, textos de não ficção no site ORNITORRINCO. Tédio e Diversão é uma seleção do que ele escreveu entre 2013 e 2016. Esses textos expõem ideias e elaboram reflexões sobre o trabalho artístico, a influência da internet no processo criativo, a interferência das redes sociais no contato com público, o sucesso, o fracasso e as dificuldades de seguir a sua vocação. Revelam, assim, o que se passa na cabeça de um jovem artista na busca por criar e apresentar seus trabalhos. Pardal se mostra atento às evoluções da sociedade, ligado na cultura e no comportamento das pessoas, escrevendo com inteligência e bom humor.[6]

Canibal Vegetariano[editar | editar código-fonte]

(editora Rocco, 2016)

Em Canibal vegetariano, Gabriel Pardal leva para o papel as tiradas, reflexões e provocações que compartilha diariamente com os seguidores de seu perfil no Instagram e em outras redes sociais. São frases curtas ou pequenos diálogos quase sempre desconcertantes, acompanhados de ilustrações ou grafismos despretensiosos que surpreendem o leitor a cada página, com suas doses de espanto, inadequação, humor. Um livro atual, antenado com as pequenas e as grandes questões do dia a dia, e com o qual jovens e adultos vão se identificar.[7][8]

Filmes[editar | editar código-fonte]

  • O Homem Que Parou o Tempo (2016) - direção de Hilnando Mendes.
  • Tropykaos (2014) - direção de Daniel Lisboa.[9]
  • A Despedida (2012) - direção de Rodrigo Alvarado.[10]
  • Fácil como a vida (2010) - direção de Pedro Perazzo.

Peças[editar | editar código-fonte]

  • As palavras e as coisas (2016/2017) - texto e direção Pedro Brício.[11]
  • Eu, o Romeu e a Julieta (2015) - texto coletivo e direção de Emanuel Aragão.[12]
  • Um plano pra dois (2013) - texto de Bernardo Winitskowski e direção de Cristina Moura.
  • A Gaivota (2012) - texto de Anton Tchecov e direção de Bruno Siniscalchi.
  • Ficções (2012) - texto coletivo e direção de Emanuel Aragão.
  • Meu avesso é mais visível que um poste (2011) - texto e direção de Emanuel Aragão.

Projetos[editar | editar código-fonte]

ORNITORRINCO[editar | editar código-fonte]

ORNITORRINCO é uma publicação online de textos que aspira enriquecer a cena cultural e social através de opiniões, comentários e notícias sobre o mundo contemporâneo, promovendo reflexões sobre como é viver no mundo de hoje. O ORNITORRINCO está em atividade desde 2011 e não tem nenhuma filiação política, partidária, religiosa, mercadológica ou com qualquer grupo. Todo o material publicado é de responsabilidade de seus autores. O ORNITORRINCO foi fundado no início de 2011 pela agência criativa NOMEDACOUSA - Brinquedos&Bombas. O coletivo formado por poetas, dramaturgos, jornalistas, compositores, músicos, começou a escrever e enviar quinzenalmente um zine por e-mail para uma lista exclusiva de assinantes. As edições eram temáticas e os colunistas tinham liberdade criativa total. O projeto que começou em abril de 2011 dura até hoje em um site onde colunistas fixos e colaboradores publicam suas opiniões a respeito do que lhes cercam.[13]

O Leitor[editar | editar código-fonte]

O Leitor é uma newsletter que compartilha uma seleção de textos e notícias sobre vários aspectos da vida contemporânea ao redor do mundo. Política, Cultura, Tecnologia, Ciência, Opinião são alguns dos tópicos selecionados entre artigos populares e outros menos conhecidos. A missão é filtrar com cuidado o volume de informações produzidas na internet e enviar ao assinante textos que estão fora do radar ou mesmo os que estão em manchetes, mas sob um ponto de vista diferente.

Ligações Perigosas[editar | editar código-fonte]

Ligações Perigosas é um programa semanal de rádio sobre literatura e variedades, isso quer dizer que o foco principal é a produção de literatura nacional e internacional e parte-se daí para discutir a cultura e a sociedade. Criado por Fernando Ramos e Gabriel Pardal, o programa existe desde o início de 2016 e já realizou 32 episódios e entrevistou 22 autores e/ou profissionais ligados à literatura. O propósito do programa é colaborar com a difusão da literatura no Brasil e abrir um campo de argumentação livre sobre o estado da cultura no país, preocupando-se em falar sobre os lançamentos da semana e as notícias quentes do mercado literário, abrangendo não apenas os escritores conhecidos mas também os menos conhecidos e a produção independente.  O programa é gravado em dois estados. Fernando Ramos (Porto Alegre) liga para Gabriel Pardal (Rio de Janeiro) para conversarem sobre as novidades do meio literário e em cada edição fazem conexões com outro estados para entrevistar autores e artistas.[14]

Referências

  1. Gabriel Pardal e o ORNITORRINCO: “É uma ideia simples, mas a missão é complexa” (Subversa) http://canalsubversa.com/?p=2607
  2. O ‘Canibal Vegetariano’ que transforma suas anotações diárias em ilustrações poéticas e reflexivas (Hypeness) http://www.hypeness.com.br/2016/04/ilustrador-transforma-sua-anotacoes-diarias-em-desenhos-poeticos-e-reflexivos/
  3. Baiano que mora há nove anos no Rio escreve e desenha sobre suas reflexões (O Globo) http://oglobo.globo.com/rio/bairros/baiano-que-mora-ha-nove-anos-no-rio-escreve-desenha-sobre-suas-reflexoes-20236122
  4. Saiba mais sobre o Carnavália http://www.gabrielpardal.com/carnavalia
  5. Fanzine Ornitorrinco vira livro e site colaborativo (O Globo) http://oglobo.globo.com/cultura/fanzine-ornitorrinco-vira-livro-site-colaborativo-8282736
  6. Saiba mais sobre o Tédio e Diversão http://www.gabrielpardal.com/tedio-e-diversao
  7. Em "Canibal Vegetariano", Gabriel Pardal apresenta todo seu bom humor (O Chaplin) http://www.ochaplin.com/2016/10/em-canibal-vegetariano-gabriel-pardal-apresenta-todo-seu-bom-humor.html
  8. FARM Entrevista Gabriel Pardal (AdoroFarm) http://www.farmrio.com.br/es/adorofarm/post/farm-entrevista-gabriel-pardal/_/A-blogPost-4200013.eses
  9. Tropykaos (Adorocinema) http://www.adorocinema.com/filmes/filme-234833/
  10. Trailer do filme "A Despedida", no Youtube
  11. As palavras e as coisas (RioShow) http://rioshow.oglobo.globo.com/teatro-e-danca/pecas/as-palavras-e-as-coisas-17087.aspx
  12. Eu, o Romeu e a Julieta no Teatro Poeira http://www.overmundo.com.br/guia/eu-o-romeu-e-a-julieta-no-teatro-poeira-1
  13. Leia Ornitorrinco https://ornitorrinco.net.br/
  14. Ouça as entrevistas do Ligações Perigosas http://www.gabrielpardal.com/ligacoesperigosas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]