Gado Bravo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o filme, veja Gado Bravo (filme).
Question book-4.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2012). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Gado Bravo
Bandeira de Gado Bravo
Brasão de Gado Bravo
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 29 de abril
Fundação 29 de abril de 1994 (24 anos)
Gentílico gado-bravense
Prefeito(a) Paulo Alves Monteiro[1] (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Gado Bravo
Localização de Gado Bravo na Paraíba
Gado Bravo está localizado em: Brasil
Gado Bravo
Localização de Gado Bravo no Brasil
07° 34' 58" S 35° 47' 27" O07° 34' 58" S 35° 47' 27" O
Unidade federativa  Paraíba
Região
intermediária

Campina Grande IBGE/2017[2]

Região
imediata

Campina Grande IBGE/2017[2]

Região metropolitana Campina Grande
Municípios limítrofes Aroeiras, Umbuzeiro,
Barra de Santana,
Queimadas,
Santa Cecília
Distância até a capital 191 km
Características geográficas
Área 192,424 km² [3]
População 8 458 hab. (PB: 93º) –  IBGE/2014[4]
Densidade 43,96 hab./km²
Altitude 400 m
Clima Semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,513 (PB: 223º) – baixo PNUD/2010[5]
PIB R$ 30 497,049 mil (PB: 99º) – IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 3 599,32 IBGE/2008[6]
Página oficial
Prefeitura gadobravo.pb.gov.br

Gado Bravo é um município brasileiro localizado na Região Metropolitana de Campina Grande, estado da Paraíba. Sua população em 2014 foi estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 8 458 habitantes,[4] distribuídos em 192 km² de área.

História[editar | editar código-fonte]

O município de Gado Bravo teve seu povoamento iniciado no fim do século XIX e início do século XX, com migrações de origem endógena e exógena, principalmente do estado de Pernambuco, não se sabe porque, talvez pela proximidade da fronteira interestadual.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma altitude de 400 metros. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2009 sua população era estimada em 8.461 habitantes.A hidrografia é composto por Riachos temporários como o Rio Paraibinha na divisa com Queimadas, o Riacho Salinas na divisa com Barra de Santana, além do Rio Paraíba do Norte na divisa com Santa Cecília e Umbuzeiro. Um importante riacho é o Riacho Itália. O município é composto por 54 Sítios, os principais são: Boa Vista, Caracozinho, Campo Alegre, Tapuia, Chã de Beleu entre outros.

Clima[editar | editar código-fonte]

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[7] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

Dados do Departamento de Ciências Atmosféricas, da Universidade Federal de Campina Grande, mostram que Gado Bravo apresenta um clima com média pluviométrica anual de 593,9 mm[8] e temperatura média anual de 23,4 °C.[9]

Dados climatológicos para Gado Bravo (sítio Lagoa dos Marcos)
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 31,4 31,2 30,7 29,8 28,5 27,2 26,8 27,6 29,0 30,7 31,7 31,8 29,7
Temperatura média (°C) 24,7 24,6 24,4 24,0 23,1 22,0 21,4 21,5 22,4 23,6 24,3 24,7 23,4
Temperatura mínima média (°C) 20,4 20,5 20,6 20,3 19,7 18,6 17,6 17,5 18,5 19,2 19,8 20,2 19,4
Precipitação (mm) 23,6 32,1 86,2 118,6 67,3 81,2 85,7 33,6 20,5 6,0 6,5 23,1 593,9
Fonte: Departamento de Ciências Atmosféricas.[8][9][10][11]

Política[editar | editar código-fonte]

O primeiro prefeito de Gado Bravo foi Salomão Lucena de Farias (1997-2000) e seu vice Fernando Barbosa de Moraes. Com a morte de Salomão seu vice Fernando Morais (2001-2005) assumiu, se candidatou e foi o segundo prefeito[carece de fontes?]. Foi substituído por Paulo Alves Monteiro (2005-2008) e logo depois em (2009-2012) por Austerliano Evaldo.

A primeira mulher a ser vereadora em Gado Bravo foi Almery Alves de Farias (2005-2008) e foi reeleita(2009-2012)[12] e a mais votada no município entre todos os candidatos à Câmara Municipal.

Esporte[editar | editar código-fonte]

Gado Bravo tem alguns times de futebol que disputam o campeonato municipal:Interbravo, Cruzeiro, Criciúma,Fluminense, Brasil, Vasco, São Paulo e Central.O Campeonato Gado Bravense não tem sido disputado nos últimos anos por falta de apoio da Prefeitura Municipal.

Festas[editar | editar código-fonte]

A principal festa gado-bravense é a homenagem ao santo padroeiro da cidade "São José", recebe turistas da Região. Uma importante festividade é a festa de Nossa Senhora Santana realizada no Sítio Tapuia.[carece de fontes?]

Referências

  1. Portal Eleições 2016. «Resultado das Eleições: Gado Bravo-PB». Consultado em 3 de janeiro de 2017. 
  2. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 17 de agosto de 2017.. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2017 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  4. a b «Estimativa populacional 2014 IBGE». Estimativa populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 2 de agosto de 2013. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  7. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.
  8. a b «Precipitação Mensal». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1990. Consultado em 15 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  9. a b «Temperatura Compensada Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 15 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  10. «Temperatura Máxima Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1980. Consultado em 15 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  11. «Temperatura Mínima Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 15 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  12. Federação de Municípios da Paraíba

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.