Gaiola (ave)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Duas crianças com gaiola de papagaio (pintura de Georg Friedrich Kersting , ca. 1835)
Gaiola britânica, cerca de 1750, mogno e latão, total: 217,8 × 62,9 × 62,9 cm, Metropolitan Museum of Art (New York City)

Uma gaiola (do termo latino caveola, com hiperbibasmo) é uma jaula feita normalmente de metal, arame, cana ou madeira, usada em geral para encerrar aves.[1]

Gaiolas antigas (ou estilo antigo) são frequentemente populares como itens de colecionador ou como decoração doméstica, mas a maioria não é adequada para abrigar pássaros vivos, sendo muito pequena, formato inadequado, usando materiais ou construção insegura.[2] Gaiolas mais longas e de boa qualidade projetadas para pássaros de estimação são mais adequadas.

Histórico[editar | editar código-fonte]

As gaiolas de pássaros viram seu uso mais antigo na antiga Mesopotâmia, Egito, Pérsia, Grécia, Roma, China, Índia, Babilônia, entre muitos outros.[3] Durante este tempo as aves eram mantidas muitas vezes por motivos religiosos ou simbólicos, mas também eram um sinal de riqueza e aristocracia, como as aves africanas importadas para as cortes romanas. A área de Harz Mountain na Alemanha tornou-se conhecida por seu estilo único de gaiola, esculpindo elaboradas gaiolas de madeira semelhantes a relógios de cuco. O comércio de aves exóticas tornou-se bastante lucrativo, alguns pássaros valendo pelo seu peso em ouro. As aves em cativeiro eram um símbolo de status e eram mantidas em famílias e cortes ricas em toda a Europa Ocidental, com patrocínio especial da monarquia. Os séculos XVIII e XIX foram um período notável de criatividade em relação às gaiolas. As influências variaram da China à Europa gótica. Talvez o auge da criação de pássaros tenha ocorrido durante a era vitoriana. Novas inovações em design e materiais exclusivos alimentaram a mania da criação de pássaros.[4] Mesmo na América colonial, os colonos mantinham pássaros em gaiolas de madeira ou bambu. Em 1874, a empresa Andrew B. Hendryx (então chamada Hendryx & Bartholomew)[5] foi fundada na América e se juntou à Hartz Mountain como uma das principais fabricantes de gaiolas de pássaros da moda. Enquanto o movimento Art Deco e Arts and Crafts surgiu no início de 1900, o design das gaiolas de pássaros refletia a tendência, geralmente com gaiolas suspensas de estilo oriental. A próxima grande mudança de estilo foi durante a Era Atômica, quando o plástico se tornou o material predominante nas gaiolas de produção em massa. Lentamente, as gaiolas de ferro e plástico deram lugar às grandes e elegantes gaiolas de aço encontradas nas lojas de animais de hoje.[6]

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 827.
  2. «Vintage and Antique Bird Cages | Collectors Weekly». www.collectorsweekly.com. Consultado em 27 de fevereiro de 2022 
  3. Dennis, Jerry (2014). «A HISTORY OF CAPTIVE BIRDS». Michigan Quarterly Review (3). ISSN 1558-7266. Consultado em 27 de fevereiro de 2022 
  4. «BIRD-CAGES – A FASCINATION». Colne Stour website. Consultado em 27 de fevereiro de 2022 
  5. «The Andrew B. Hendryx Company Knew Why Caged Birds Sing». Hagley (em inglês). 9 de outubro de 2013. Consultado em 27 de fevereiro de 2022 
  6. «A Brief History of Bird Cages Through Time - Windy City Parrot» (em inglês). 9 de janeiro de 2018. Consultado em 27 de fevereiro de 2022 
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Gaiola (ave)