Gal (álbum de 1969)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gal
Álbum de estúdio de Gal Costa
Lançamento 1969
Gravação 1969
Gênero(s) Rock psicodélico, hard rock, acid rock, tropicalismo, experimental
Duração 35:28
Idioma(s) Português
Formato(s) LP, CD, Download digital
Gravadora(s) Philips
Produção Manoel Barenbein
Cronologia de Gal Costa
Gal Costa
(1969)
Legal
(1970)

Gal é o terceiro álbum da carreira de Gal Costa, lançado em 1969, que se tornaria com o passar do tempo, uma das cantoras mais celébres, mais conhecidas e mais aclamadas por público e por críticos em todo o Brasil. O disco é considerado por muitos como o mais psicodélico, experimental e radical de toda a sua carreira, graças as influências gritantes que a cantora buscou de Janis Joplin e Jimi Hendrix em meio às guitarras raivosas e cortantes de Lanny Gordin e às mixagens sujas propositalmente. Neste álbum surgiu a primeira gravação da música: "Meu Nome é Gal", que os cantores e compositores: Roberto Carlos e Erasmo Carlos fizeram especialmente para ela. Neste álbum também ela canta "País Tropical" pela primeira vez, sucesso ardente de Jorge Ben Jor(na época ainda Jorge Ben). O álbum contem composições de Caetano Veloso, Jorge Ben Jor, Gilberto Gil, Jards Macalé e Capinan, e Roberto Carlos e Erasmo Carlos.

O disco foi relançado pela primeira vez em CD na Série Colecionador pela Polygram em 1993 e novamente no começo dos anos 2000 pela série "Todo Universal", e por fim em 2010 com o restante de sua discografia no box "Gal Total" com sua arte original adaptado para o formato do CD.[1] Recentemente foi relançado em vinil pelo selo Polysom juntamente de seu disco anterior, o homônimo também lançado em 1969.[2]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 5 de 5 estrelas. link

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado A
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Cinema Olympia"  Caetano Veloso 3:09
2. "Tuareg"  Jorge Ben 3:25
3. "Cultura e Civilização"  Gilberto Gil 4:21
4. "País Tropical"  Jorge Ben 3:49
5. "Meu Nome é Gal"  Roberto Carlos, Erasmo Carlos 3:26
Lado B
N.º TítuloCompositor(es) Duração
6. "Com Medo, Com Pedro"  Gilberto Gil 3:07
7. "The Empty Boat"  Caetano Veloso 4:07
8. "Objeto Sim, Objeto Não"  Gilberto Gil 5:10
9. "Pulsars e Quasars"  Jards Macalé, Capinam 4:58

Músicos Participantes[3][editar | editar código-fonte]

Ficha Técnica[4][editar | editar código-fonte]

  • Direção da Produção: Manoel Barenbein
  • Arranjos e direção musical: Rogério Duprat
  • Técnicos: João Kibelkstis e Stélio Carlini
  • Estúdio: Scatena (São Paulo)
  • Foto da contracapa: Freitas
  • Capa: Dircinho
  • Texto do encarte: Caetano Veloso
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Gal Costa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.