Galinhela-de-são-tomás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaCyanolimnas cerverai
Espécime taxidermizado

Espécime taxidermizado
Estado de conservação
Status iucn3.1 CR pt.svg
Em perigo crítico (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Gruiformes
Família: Rallidae
Género: Cyanolimnas
Barbour & Peters, 1927
Espécie: C. cerverai
Nome binomial
Cyanolimnas cerverai
Barbour & Peters, 1927
Distribuição geográfica
distribuição em verde
distribuição em verde

A galinhela-de-são-tomás (Cyanolimnas cerverai) é uma espécie de ave típica de Cuba que, segundo a IUCN, está em situação de risco de extinção.[2]

Descoberta e taxonomia[editar | editar código-fonte]

A ave foi formalmente descrita pelo herpetologista americano Thomas Barbour e seu compatriota, o ornitólogo James Lee Peters, em 1927. Eles a consideraram distintiva suficiente para merecer seu próprio gênero, Cyanolimnas. O nome do gênero deriva do grego antigo kuanos ("azul escuro") e limnas (do latim ralídeo); já o epíteto específico é uma homenagem ao descobridor da ave, Fermín Zanón Cervera, um soldado espanhol que permaneceu na região após o fim da Guerra Hispano-Americana e se tornou um naturalista profissional.

Barbour tinha sido acompanhado pelo espanhol em suas visitas anteriores a Cuba, e ao ouvir o canto das aves estranhas que podiam ser encontrados na área de Zapata, enviou Cervera em uma série de viagens para a região. Cervera finalmente encontrou o animal perto de um pequeno povoado, cujo nome foi usado para batizar a ave em língua espanhola "Gallinuela de Santo Tomás". Cervera também descobriu o Ferminia cerverai e o Torreornis inexpectata, e seu nome também foi posto no novo centro ecológico no Parque Nacional Ciénaga de Zapata.

A família dos ralídeos contém mais de 150 espécies divididas em pelo menos 50 gêneros, o número exato dependendo da autoridade. A galinhela-de-são-tomás é o único membro do gênero Cyanolimnas, e é considerado intermediário entre dois outros gêneros do Novo Mundo, Neocrex e Pardirallus. Todas as seis espécies nos três gêneros têm bicos longos, cinco têm a plumagem monótona, e todos, exceto por um, têm uma mancha vermelha na base do bico. Acredita-se ser descendente de aves semelhantes aos Amaurornis.

Descrição[editar | editar código-fonte]

É uma ave de porte médio, plumagem escura, com aproximadamente 29 cm de comprimento. A parte superior do corpo são de cor marrom-oliva e a testa, laterias da cabeça e partes inferiores são cinza-ardósia, com algumas listras brancas no baixo ventre. Os flancos são cinza-amarronzados e a parte de baixo da cauda é branca. Íris, pernas e pés são vermelhos, e o bico é amarelo com uma base vermelha. As penas da cauda são apenas esparsamente farpadas, e as asas são muito curtas e arredondadas. Os sexos são semelhantes na aparência, mas as aves imaturas são mais maçantes e têm pés e bicos cor de oliva; os filhotes, como acontece com todos os ralídeos, são cobertos por uma penugem enegrecida. A vocalização da ave é descrita como uma batida "cutucutu-cutucutu-cutucutu" semelhante ao da coruja Gymnoglaux lawrencii, e "kuvk kuck" parecido com o emitido pelo carão. No entanto, essas chamadas podem ser na verdade da saracura-pintada.

Não há espécies semelhantes em Cuba; a simpátrica saracura-pintada tem o mesmo tamanho, mas é fortemente manchada e listrada de branco. A plumagem da galinhela é intermediária entre as do Neocrex colombiana e saracura-do-banhado mas estas aves habitam os continentes da América do Sul e Central.

Referências

  1. BirdLife International (2012). Cyanolimnas cerverai (em Inglês). IUCN 2012. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2012 Versão 2. Página visitada em 1 de janeiro de 2013.
  2. Folha: Mergulhão de Madagascar é declarado extinto após 25 anos sem ser visto
Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.