Gare de Lyon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde maio de 2015).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Paris-Gare de Lyon
P1210896 Paris XII gare de Lyon rwk.jpg
Gare de Lyon
Uso atual Estação ferroviária
Estação de metropolitano
Administração SNCF
Linhas Metrô de Paris
1 e 14
Ferroviárias
Linha Paris-Marseille
RER A e D
Transilien R, TER Bourgogne e Thello
Informações históricas
Inauguração 1900 (117 anos)
Localização
Localização 20 boulevard Diderot
75012, Paris, França

Paris-Gare de Lyon (ou Gare de Lyon) é um das seis grandes estações ferroviárias de Paris na França. Com movimentação de 83 milhões de passageiros por ano,[1] tornando-se o terceira mais movimentada estação da França e um das mais movimentadas da Europa. É o término norte da estrada de ferro Paris-Marselha. É nomeado em homenagem á cidade de Lyon. A estação está localizada no 12º arrondissement de Paris, na margem norte do Rio Sena, no leste de Paris.

A estação é servida pela alta velocidade dos trens da TGV para o sul e leste da França, Suíça, Alemanha, Itália e Espanha. A estação também abriga os comboios regionais da RER e também uma estação de metrô.

História[editar | editar código-fonte]

A estação foi construída para a Exposição Mundial de 1900. Em vários níveis, é considerado um exemplo clássico da arquitetura de seu tempo. O mais notável é a grande torre do relógio em cima um canto da estação, semelhante em estilo a torre do relógio da Inglaterra o Big Ben.

A estação abriga o Restaurante Le Train Bleu, que tem servido bebidas e refeições para os viajantes e outros hóspedes desde 1901 em um ambiente ricamente decorado.

Em 27 de junho de 1988, no acidente de trem Gare de Lyon, um trem desgovernado colidiu com um trem parado na hora do rush, 111 pessoas á bordo, matando mais de 56 pessoas e ferindo mais de 55.

Os serviços do trem[editar | editar código-fonte]

De serviços de trem Gare de Lyon partem para as principais cidades francesas, tais como: Lyon, Marselha, Nice, Montpellier, Perpignan, Dijon, Besançon, Mulhouse, Grenoble e um número de destinos nos Alpes

Os serviços internacionais operam para a Itália: Turim, Milão e Veneza, Suíça: Genebra, Zurique, Berna, Interlaken, Lausanne e Brig, Alemanha: Freiburg im Breisgau e Espanha: Barcelona.

Os seguintes serviços atualmente da TGV na Gare de Lyon:

  • Serviços de alta velocidade ( TGV ) Paris - Lyon
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Avignon - Aix-en-Provence - Marselha
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Avignon - Aix-en-Provence - Cannes - Antibes - Nice
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Lyon - Montpellier - Narbonne - Perpignan
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Lyon - Montpellier - Narbonne - Perpignan - Figueres Vilafant - Girona - Barcelona
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Grenoble
  • Serviços de Alta Velocidade (TGV) Paris - Bellegarde - Genebra
  • Serviços de Alta Velocidade (TGV) Paris - Bellegarde - Annemasse - Evian-les-Bains
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Chambéry - Aix-les-Bains - Annecy
  • Serviços de Alta Velocidade (TGV) Paris - Chambéry - Turim - Milão
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Belfort - Mulhouse - Basileia - Zurique
  • Serviços de Alta Velocidade (TGV) Paris - Dijon - Basel - Bern - Interlaken
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Dijon - Lausanne (- Brig)
  • Serviços de Alta Velocidade (TGV) Paris - Dijon - Neuchâtel
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Dijon - Besançon - Belfort - Mulhouse - Freiburg im Breisgau
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Dijon - Besançon - Belfort - Mulhouse
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Dijon - Besançon-Viotte
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Dijon - Châlons-sur-Saône
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Lyon - Saint-Étienne
  • Serviços de Alta Velocidade (TGV) Paris - Valence - Avignon - Miramas
  • Serviços de alta velocidade (TGV) Paris - Chambéry - Albertville - Bourg-Saint-Maurice (Winter)
  • Trem noturno ( Thello ) Paris - Milão - Verona - Pádua - Veneza
  • Os serviços regionais de Paris - Montereau - Sens - Laroche-Migennes
  • Os serviços regionais ( Transilien ) Paris - Melun - Moret - Nemours - Montargis
  • Serviços de Paris RER A Saint-Germain-en-Laye - Nanterre-Université - La Defense - Gare de Lyon - Vincennes - Boissy-Saint-Léger
  • Serviços de Paris RER A Cergy le Haut - Conflans - Sartrouville - La Defense - Gare de Lyon - Vincennes - Val-de-Fontenay - Marne-la-Vallée (Disneyland)
  • Serviços Paris RER A Poissy - Sartrouville - La Defense - Gare de Lyon - Vincennes - Val-de-Fontenay - Marne-la-Vallée (Disneyland)
  • Serviços Paris RER D Creil - Orry-la-Ville - Goussainville - Saint Denis - Gare du Nord - Gare de Lyon - Combs-la-Ville - Melun
  • Serviços Paris RER D Goussainville - Saint Denis - Gare du Nord - Gare de Lyon - Juvisy - Ris - Corbeil
  • Serviços Paris RER D Châtelet - Gare de Lyon - Juvisy - Grigny - Corbeil - Malesherbes
  • Serviços Paris RER D Gare de Lyon - Juvisy - Grigny - Corbeil - Melun

Viajando entre a Gare de Lyon e outras estações da linha principal Paris[editar | editar código-fonte]

Para a Gare du Nord, usando a Linha D do RER no sentido Créil.

Para a Gare de l'Est caminhando até nas proximidades da Estação Quai de la Rapée do Metrô para a Linha 5 (indo para o norte para Bobigny - Pablo Picasso), ou ir para a Linha 1 em Gare de Lyon para o norte para a Estação Bastille e pegando transferência para a Linha 5. Essa é também uma outra maneira de chegar à Gare du Nord.

Para Gare Saint-Lazare, usando a Linha 14.

Para Gare Montparnasse, usando o auto-ônibus 91, que vai aí diretamente. Ou usando o Metrô pela Linha 14 para a Châtelet e depois transferindo para a Linha 4 para Montparnasse-Bienvenüe (embora Châtelet seja uma estação extremamente grande e complexa, a conexão entre as duas linhas é muito curta).

Para Gare d'Austerlitz, é mais rápido para caminhar para o sul através Pont Charles de Gaulle ou Pont d'Austerlitz.

Gare de Lyon em filmes[editar | editar código-fonte]

A estação apareceu nos seguintes filmes:

  • 1972: Viagens com a Minha Tia , dirigido por George Cukor
  • 2005: O Mistério do Trem Azul , um romance de mistério Hercule Poirot de Agatha Christie (e sua adaptação para a TV)
  • 2007: As férias do Mr. Bean , dirigido por Steve Bendelack
  • 2010: The Tourist (O Tourista) , dirigido por Florian Henckel von Donnersmarck

Metrô de Paris e RER[editar | editar código-fonte]

Gare de Lyon
Ligne-1-Gare-de-Lyon-1.jpg
Uso atual Estação de metropolitano
Administração RATP Metrô de Paris
Linha Linha 1 e 14
Código GDL
Plataformas 2 (Laterais)
Informações históricas
Inauguração 19 de julho de 1900
Endereço 20 bis, 25, 27, 28, boul. Diderot
167, 175, 191, 201, 203, rue de Bercy
Gare de Lyon (três)

20º arrondissement de Paris

Próxima estação
Sentido La Défense Paris m 1 jms.svg Sentido Château de Vincennes
Bastille Reuilly-Diderot
{{{nome}}}
Sentido Saint-Lazare Paris m 14 jms.svg Sentido Olympiades
Châtelet Bercy
{{{nome}}}

Gare de Lyon é uma estação das linhas 1 e 14 do Metrô de Paris. Ela está conectada à Gare de Lyon e ao RER, as estações estão dentro de um complexo e é a terceira estação mais ocupada da rede com 30.910.000 passageiros que entram, em 2004, constituídos de 15,78 na linha 1 e 15,13 na linha 14.

Linha 1[editar | editar código-fonte]

A estação da linha 1 foi uma das oito estações de originais aberto como parte da primeira seção da linha 1 entre Porte de Vincennes e Porte Maillot em 19 de Julho de 1900. Foi construída com um comprimento de 100 metros, em vez dos 75 metros de comprimento usada para as estações da linha antes da sua extensão durante a reconstrução da linha para operação de pneus de borracha. A estação foi construída no método Cut and cover e é coberta por um de 23,90 metros de largura de cobertura de metal, que apoia as ruas acima.[2]Ela tinha originalmente quatro vias flanqueando duas plataformas de seis metros de largura, a fim de acomodar a proposta da linha circular (então chamado Linhas 2 e 6), embora isto nunca foi completado. De 1 de Agosto de 1906, o término do norte da Linha 5 foi temporariamente localizado nas plataformas de reposição, o que requeria uma reversão no Quai de la Rapée. Em 17 de dezembro de 1906 a Linha 5 foi estendida para Jacques Bonsergent e a seção entre Quai de la Rapée e Gare de Lyon foi fechada. A rota da linha foi fechada e as peças de plataformas na Gare de Lyon foram usadas como parte de uma via de bitola de 60 cm (24 pol), conhecido como as Voie des Finances, operadas pelo Ministério das Finanças para mover a rede entre 1937-1957.

As plataformas da Linha 1 foram levantadas durante o fim de semana de 18 e 19 de julho de 2009 como parte da automação da Linha 1.

Linha 14[editar | editar código-fonte]

A estação da Linha 14 foi inaugurada em 15 de outubro de 1998. Ela está localizado ao sul da Gare de Lyon na Rue de Bercy, perto das estações das linhas do RER A e D. Ela tem duas linhas de cada lado de uma grande plataforma central. Entre a faixa leste de Olympiades e a sede da RATP há um jardim exótico.

O Conselho de Administração do Syndicat des transports d'Île-de-France decidiu, em 27 de Maio de 2009 para fornecer financiamento em 2010 para um terceiro acesso no meio da plataforma para facilitar a circulação no interior da estação ocupada e relativamente estreita. Este novo acesso irá juntar-se a ponte existente sobre os trilhos, que atualmente fornece acesso ao RER, mas não é usado para acesso à Linha 14. Isso seria separar o fluxo de passageiros chegando e partindo.

RER A e D[editar | editar código-fonte]

A Gare de Lyon da RER é uma estação das linhas A e D com outros sentidos para Gare de Châtelet-Les Halles e Nation

Referências

  1. «LA SATURATION DU RESEAU FERRE FRANCILIEN» (PDF). Stif.org (em Frances). Consultado em 5 de Maio de 2015 
  2. Tricoire, Jean (1999). Le métro de Paris – 1899 – 1911 : images de la construction (The Paris Metro 1899–1911: images of the construction) (em French). Paris: éditions Paris Musées. ISBN 2-87900-481-0 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Gare de Lyon
Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.