Garegino II Rexituni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Garegino II Rexituni
Morte 378
Etnia Armênio
Progenitores Pai: Tatzates
Ocupação Nobre
Religião Catolicismo

Garegino II Rexituni foi um nobre armênio do século IV, ativo no reinado do rei Varasdates (r. 374–378). Era filho de Tatzates, o único membro sobrevivente de sua família.

Vida[editar | editar código-fonte]

Dinar de Sapor II (r. 309–379)

Casou-se com Amazaspo, irmã de Bassaces I e Bardanes I e Baanes, o Apóstata. Quando tropas do Império Sassânida do Sapor II (r. 309–379) invadem a Armênia no reinado de Varasdates (r. 374–378), Garegino foge e deixa sua esposa para trás, que é capturada e morta por não abjurar sua fé.[1]

Participou na luta de Manuel Mamicônio contra Varasdates em 378. No confronto final, foi encontrado entre os naxarares caídos, mas estava nem morto nem ferido. Nesse dia, segundo Fausto, o Bizantino, seu parente Amazaspes I passa perto e Garegino diz: "Senhor Amazaspes, cuide de mim. Comando que um corcel seja trazido para que eu monte." Amazaspes pergunta quem era e ele responde. Amazaspes então ordenou que os portadores de escudos próximos se abaixassem e o protegessem. Certo Danunes, gumapetes dos soldados portadores de escudo, ao vê-los protegendo-o perguntou-lhes quem era e responderam. Ele se enfurece, desmonta, pega sua espada e corta Garegino em pedaços.[2]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Grousset, René (1947). História da Armênia das origens à 1071. Paris: Payot