Danzigue

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Gedano)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Danzigue
Gdańsk
Gdansk flag.svg Gdansk COA.svg
Lema: Nec temere, nec timide
(nem precipitadamente, nem timidamente)
Ayuntamiento Principal, Gdansk, Polonia, 2013-05-20, DD 02.jpg
Rua Długa, parte da Rota Real no centro histórico
Voivodia Pomerânia
Powiat Gdańsk
Governo municipal Rada miasta Gdańska
Administrador municipal Aleksandra Dulkiewicz
Área 262 km²
População (2004) 461 400 habitantes
Densidade 1761 hab/km²
Altitude 0-46 metros
Fundação 997
Código telefônico +(48) 58
Matrículas de automóveis GD
Website www.gdansk.pl
Localização
Localização de Danzigue na Polónia 54° 21' N 18° 40' E
Cidade da Polónia Flag of Poland.svg

Danzigue[1] (em polonês/polaco: Gdańsk; em alemão: Danzig; cassubiano, Gduńsk) é uma cidade da província de Pomerânia, na Polónia. A maior cidade portuária da Polónia desde a Idade Média, a maior cidade do norte da Polónia e a sexta maior cidade do país. Localiza-se na foz do rio Vístula. Tem cerca de 460 mil habitantes.

Danzigue está inserida no núcleo de Trójmiasto (Três Cidades), área urbana de mais de um milhão de habitantes que também abrange Gdynia e Sopot.

As igrejas góticas, o Grande Moinho do século XIV, uma câmara municipal renascentista e os museus de História de Danzigue, Nacional, Arqueológico, Etnográfico e de Arte Moderna são as principais referências históricas e culturais da cidade, assim como a sua planta medieval e o seu centro histórico.

História[editar | editar código-fonte]

Gdańsk no século XVI

Fundada no século X como uma fortaleza polaca, Gdańsk foi uma importante fortificação, um porto de pesca e um centro comercial de âmbar e artesanato. Em 1308, foi ocupada pelos Cavaleiros Teutônicos, que massacraram os habitantes em 13 de novembro. Após a rebelião contra os Cavaleiros Teutônicos, em 1454, a cidade se juntou novamente à Polônia. O retorno de Gdańsk às fronteiras polonesas sancionou a paz de Toruń em 1466.

Gdańsk era a cidade real do Reino da Polônia, o principal porto e a maior cidade da Polônia antes do século XVIII. Como uma das dez maiores e mais influentes cidades da Polónia, Gdańsk tinha o direito de participar nas eleições do rei da Polónia (a eleição foi introduzida em 1569).[2] Os reis da Polônia visitaram a cidade muitas vezes. Administrativamente, ele estava na voivodia da Pomerânia. Em 1627, perto de Oliwa (atual distrito de Gdańsk), uma das batalhas marítimas mais importantes da história da Polónia foi travada, na qual os poloneses derrotaram os suecos. Capturado pela Prússia na segunda partilha da Polônia em 1793. De 1807 a 1814 uma cidade livre, de 1871 dentro da Alemanha.

Em 10 de janeiro de 1920, por conta de previsão do Tratado de Versalhes, ganhou o status de "cidade livre", sendo criado, assim, o "corredor de Danzig", através do qual a Polônia teve livre acesso ao mar Báltico, entre outros direitos especiais, sendo protegida pela Liga das Nações. Tal imposição do pós-guerra foi motivo de permanente descontentamento do governo alemão até que, em 1 de setembro de 1939. A ocupação do corredor de Danzigue pelos alemão nazistas originou a Segunda Guerra Mundial, em 1939. A cidade foi ocupada pela Alemanha até 1945, quando, após a derrota da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, foi novamente incorporada ao território polonês.

Foi em Danzigue, no Estaleiro Naval de Lenine, que nasceu, em 1980, o único sindicato independente do antigo Leste Europeu socialista, o Solidariedade.

Esporte[editar | editar código-fonte]

Os quatro maiores clubes da cidade são o:

Há também clubes de futebol menores, Gedania (o clube mais antigo da cidade) e Polonia Gdańsk.

Danzigue foi uma das cidades-sede do Campeonato Europeu de Basquetebol de 2009, do Campeonato Europeu de Futebol de 2012, do Campeonato Europeu de Voleibol Masculino de 2013, do Campeonato Europeu de Andebol Masculino de 2016 e do Campeonato Europeu de Voleibol Masculino de 2017.

Personalidades[editar | editar código-fonte]

Monumento ao astrônomo polonês Jan Heweliusz em centro histórico
Estátua do Rei João III Sobieski da Polônia, que visitou Gdańsk muitas vezes

Imagens[editar | editar código-fonte]

Cidades gêmeas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Fernandes, Ivo Xavier (1941). Topónimos e Gentílicos. I. Porto: Editora Educação Nacional, Lda. 
  2. Polska Encyklopedia Szlachecka, t. I, Warszawa 1935, p. 42
  3. a b c d e f g h i j k l m n o p q r «Partner Cities» (em polaco e inglês). City of Gdańsk. 27 de maio de 2008. Consultado em 4 de janeiro de 2015 
  4. «Barcelona internacional - Ciutats agermanades» (em espanhol). © 2006-2009 Ajuntament de Barcelona. Consultado em 13 de julho de 2009 
  5. «Saint Petersburg in figures - International and Interregional Ties». Saint Petersburg City Government. Consultado em 23 de março de 2008 
  6. «Bytów official web site». www.bytow.com.pl 
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Danzigue