Gediminas Kirkilas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gediminas Kirkilas
Nascimento 30 de agosto de 1951 (69 anos)
Vilnius
Cidadania União Soviética, Lituânia
Alma mater Universidade de Vilnius
Ocupação político, restaurador
Prêmios Ordem da Cruz da Terra Mariana, 2.ª Classe, Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República da Polônia, Comandante da Ordem da Cruz de Vytis
Página oficial
http://www.ministraspirmininkas.lt/Default.aspx
Assinatura
Lisbon Treaty FA Lithuania Gediminas Kirkilas.png

Gediminas Kirkilas (Vilnius, 30 de agosto de 1951) foi um primeiro-ministro da Lituânia. Ele foi nomeado em 4 de Julho de 2006 após o governo de Zigmantas Balčytis, o primeiro-ministro provisório, que não conseguiu reunir o apoio necessário da Seimas. Kirkilas conseguiu obter o apoio necessário do Seimas em 4 de Julho de 2006. [1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Depois ele regressou da obrigatoriedade do serviço militar, onde esteve entre 1972 a 1978, trabalhou em muitos monumentos culturais (por exemplo, igrejas e o Palácio Verkiai), empreendendo obras de restauração. Em 1978-1982, ele estudou Ciências Políticas. Após a formatura, começou a trabalhar no Partido Comunista da Lituânia e teve diversos cargos no mesmo. Após Algirdas Brazauskas se ter tornado secretário do partido, Kirkilas tornou-se no seu secretário.

Desde a independência do país, declarada em 11 de Março de 1990, Kirkilas estava envolvido nos assuntos de Estado e foi eleito quatro vezes (em 1992, 1996, 2000 e 2004) para o Seimas pelo Partido Social Democrata da Lituânia. Ele tornou-se Ministro da Defesa da Lituânia desde 7 de Dezembro de 2004.

Em 2004, ele recebeu um MBA da International Business School, em Vilnius.

Em Janeiro de 2007, foi elogiado no The Economist como um herói cujos "resultados têm superado muitas expectativas". [2]

Referências