Gelo à deriva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gelo à deriva na Gronelândia.
Gelo permanente (à esquerda, na costa) versus gelo à deriva (à direita) num cenário hipotético de dinâmica marítima.

Gelo à deriva é qualquer forma de gelo marítimo que não seja permanente, sendo esta segunda anexa ou presa à costa ou a outros objetos fixos, como icebergs aterrados.[1][2][3] As formações de gelo, quando estão soltas, deslocam-se em decorrência da ação dos ventos e correntes oceânicas. Quando ela é movida numa única e grande massa (>70% de cobertura), é chamada de bloco de gelo.[1]

Referências

  1. a b «Sea-Ice Nomenclature» (PDF). World Meteorological Organization,. Consultado em 20 de agosto de 2015 
  2. Weeks, Willy F. (2010). On Sea Ice. [S.l.]: University of Alaska Press. p. 2. ISBN 978-1-60223-101-6 
  3. Leppäranta, M. 2011. The Drift of Sea Ice. Berlin: Springer-Verlag.
Ícone de esboço Este artigo sobre Oceanografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.