Generali Arena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
GENERALI Arena
Generali Arena-AC Sparta Praha.jpg

Nomes
Nome GENERALI Arena
Antigos nomes Estádio de Letná (1917-2003)
Toyota arena (2003-2007)
AXA Arena (2007-2009)
Características
Local Praga , República Checa
Gramado Desso GrassMaster (105 x 68)
Capacidade 19.416
Construção
Data 1921
Inauguração
Data 1921
Outras informações
Expandido 1937, 1969, 1994
Administrador AC Sparta Praha
Mandante AC Sparta Praha, Seleção Tcheca de Futebol

Arena Generali também conhecido como Estádio Letná (Checo: Stadion Letná [stadjon lɛtnaː]), é um estádio de futebol localizado na cidade de Praga, capital da República Tcheca. O estádio pertence ao Sparta Praga, um dos maiores clubes do país. Também é normalmente a casa da Seleção Tcheca de Futebol. Foi fundado em 1933 e tem capacidade para 20.565 espectadores. [1]

Atualmente recebe o nome de seu patrocinador, a gigante companhia de seguros italiana Generali. Anteriormente, também por motivos de patrocinadores, o estádio recebeu o nome de Toyota Arena e AXA Arena..

História[editar | editar código-fonte]

O estádio foi inaugurado em 1921. Uma parte do estádio pegou fogo em 1934 e foi reconstruida em 1937.

Em 1969, todas as outras tribunas foram substituídas e a capacidade foi ampliada para 35.880 espectadores. 

A reconstrução de 1994 em sua forma atual fez o estádio fechar por nove meses, até o estádio atender a todos os padrões internacionais. A pista de corrida foi removida e todos os lugares ganharam assentos.  

O estádio freqüentemente recebeu jogos internacionais, em outubro de 1989, 34 mil pessoas viram a Checoslováquia derrotar a Suíça em uma partida de qualificação para a Copa do Mundo de 1990. [2] Após a dissolução da Checoslováquia, o estádio continuou como um estádio internacional, hospedando jogos da seleção nacional de futebol da República Tcheca a partir de 1995, incluindo partidas de qualificação para a UEFA Euro 1996, nas quais os checos derrotaram os Países Baixos e a Noruega. [3]

O gramado foi substituido em 2001, incluindo a instalação de um novo sistema de aquecimento. Isso exigiu que o Sparta Praga tivesse que jogar seus jogos no Stadion Evžena Rošického . 

O Sparta foi multado em 55 mil CHF pela UEFA em 2001, após insultos racistas da sua torcida contra o brasileiro Luis Robson em uma partida da Champions League contra o Spartak Moscou. Foi, na época, a maior multa entregue pela UEFA a um clube por cânticos racistas. 

Nomes do Estádio[editar | editar código-fonte]

  • 1917-2003: Estádio Letná
  • 2003-2007: Toyota Arena
  • 2007-2009: AXA Arena
  • 2009-presente: Generali Arena

Referência[editar | editar código-fonte]

  1. 1996-2017, FG Forrest - Creative Technologies, www.fg.cz, fg@fg.cz,. «GENERALI Arena - AC Sparta Praha». www.sparta.cz (em checo). Consultado em 10 de dezembro de 2017. 
  2. «Sparta Praha's Stadium Is '12th Man' for Czech Soccer - The Prague Post». 1 de novembro de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2017. 
  3. «Czech soccer players make a pitch for World Cup '98 - The Prague Post». archive.is. 11 de abril de 2013