Genii Capital

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Genii Capital
Indústria Gerenciamento de investimentos e consultoria financeira
Fundação 2008
Fundador(es) Eric Lux e Gerard Lopez
Locais Luxemburgo
Divisões Genii Business Exchange
Subsidiárias Lotus F1
Website oficial www.genii-capital.com

Genii Capital é empresa de consultoria financeira e gerenciamento de investimentos, que é especializada em gerenciamento de marcas, tecnologias, automobilismo e em diversas atividades de capital de risco. Foi criada em 2008 por dois investidores de Luxemburgo, Gerard Lopez e Eric Lux, e tem interesse especial nos mercados emergentes, tais como os dos países do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China). A Genii Capital tem sua atenção voltada a diversos veículos de investimentos e oferece serviços de consultoria sobre assuntos variados, tais como a preparação de uma IPO, o desenvolvimento de negócios conjuntos, fusões e aquisições e mercados de capitais. Como resultado de uma iniciativa de reestruturação em 2011, a Genii Capital se encontra agora na divisão financeira do The Genii Group, um empreendimento global que coordena as atividades de Lux e Lopez.

Participações da Genii[editar | editar código-fonte]

Formula 1[editar | editar código-fonte]

Em 16 de dezembro de 2009 foi anunciado que a Genii compraria uma grande parte da equipe Renault de Fórmula 1.[1] A Genii venceu a concorrência da Prodrive, dirigida por David Richards, na negociata. A Genii irá, provavelmente, fazer a fusão do programa de desenvolvimento de piloto da Renault (Renault Driver Development) com uma empresa sua, a Gravity Sport Management, a qual gerencia pilotos como Ho-Pin Tung, que foi recentemente testado pela equipe da Renault e, também, Christian Vietoris.

Em 8 de dezembro de 2010, a Renault anunciou publicamente que venderia seus 25% restantes de ações da equipe de Enstone, equipe de Fórmula 1 da Renault, para a Genii Capital, que se tornou, a partir daquele momento, acionista única. O Grupo Lotus logo tornou-se parceiro da equipe, a qual foi renomeada de Lotus Renault GP. Ficou combinado que no futuro, a empresa construtora de carros, iria adquirir uma boa parte da Lotus Renault GP. A equipe passou a se chamar Lotus F1 Team a partir de 2012.[2] Após a Lotus F1 Team sofrer uma grave crise financeira, a Renault, em dezembro de 2015, comprou a equipe de volta.[3][4][5]

Outras[editar | editar código-fonte]

"GENII" é um acrônimo para Gerard and Eric Investment Interests.

Em 26 de janeiro de 2009, a PHC Aquis itions LLC, uma afiliada da Genii Capital, fez uma oferta de compra para a Polaroid Holding Company. O acordo incluiu a compra dos direitos autorais da Polaroid, nome e marca.

Em 7 de janeiro de 2010 foi anunciado que a Genii faria uma oferta em dinheiro para suíça Saab Automobile, oferta essa feita em parceria com o chefe comercial da Formula Um Bernard Ecclestone. Na época, Lars Carlstroem, porta-voz da Genii, disse "É uma oportunidade única e estamos surpresos que outros investidores não a tenham enxergado...[Genii] adora marcas e a Saab é uma marca tão poderosa quanto a Porsche e a BMW.” No fim a oferta foi recusada.

Em dezembro de 2011, foi anunciado que a Genii Capital promoveria uma oferta de $35 milhões para financiamento da Zink Imaging, uma empresa de tecnologia de impressão, financiamento esse a ser feito através da Genii Business Exchange.

Estratégia de expansão[editar | editar código-fonte]

Em 29 de julho de 2011, a Genii Capital, que já tinha negócios na Europa, Ásia e Estados Unidos, desembarcou no Brasil através de uma joint venture com o WWI Group. Isso faz parte da estratégia atual de expansão da Genii nos países do Bric.

Referências

  1. «Através de "parceria estratégica", Renault anuncia sua permanência». F1 Mania. Consultado em 24 de junho de 2017 
  2. «Grupo Lotus anuncia compra da Renault. F1 terá dois times com mesmo nome». Portal Race. Consultado em 24 de junho de 2017 
  3. «Renault compra Lotus e volta à F-1 em 2016». Consultado em 24 de junho de 2017 
  4. «Renault anuncia finalização do processo de compra da Lotus». ESPN. Consultado em 24 de junho de 2017 
  5. «Em evento, Renault é primeira equipe da F1 a revelar pintura». Motorsport. Consultado em 24 de junho de 2017