Geografia da Bielorrússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Geografia da Bielorrússia
Mapa da Bielorrússia
Continente Europa
Região Leste Europeu
Área
Posição 83.º maior
Fronteiras
Total
Países vizinhos Ucrânia, Polônia, Lituânia, Letônia e Rússia
 
Recursos naturais as florestas, depósitos de turfa, pequenas quantidades de petróleo e gás natural, granito, calcário dolomítico, marga, cré, areia, cascalho e barro.
 
Problemas ecológicos contaminação nuclear decorrente do acidente nuclear de Chernobil

A Bielorrússia é um país independente situado na Europa de Leste. Tem fronteiras com a Polónia e a Lituânia a oeste; a Rússia a leste; a Ucrânia ao sul e a Letónia ao norte.

A Bielorrússia tem uma área de 207 600 km². Embora não possua litoral, tem 11.000 lagos. Atravessam o país três grandes rios: o Neman, o Pripyat e o Dnieper. A Bielorrússia é relativamente plana e tem muitos pântanos. O maior território pantanoso é o Palesse.

Topografia[editar | editar código-fonte]

Lago Strusta, Raion Brasłaŭski, Voblast de Viciebsk.

O ponto mais elevado do país é a Dzyarzhynskaya Hara (colina de Dzyarzhynsk), com 346 m, e o seu ponto mais baixo é a margem do rio Neman, na fronteira lituana, a 90 m de altitude.

Problemas ambientais[editar | editar código-fonte]

O mais notório legado de poluição da era soviética está ligado ao acidente nuclear de Chernobyl, ocorrido em 1986. Cerca de 70% da radiação foi carregada para a Bielorrússia pelo vento, afetando pelo menos 25% do país — especialmente os voblasts (províncias) de Homyel e Mahilyow, no sul e sudeste, e 22% da população.

Ícone de esboço Este artigo sobre a Bielorrússia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.