Geografia dos Países Baixos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Geografia dos Países Baixos
Mapa dos Países Baixos
Continente Europa
Região Europa Ocidental
Área
Posição 131.º maior
Total 41,543 km
Terra 33.881 km
Água 7.645 km
Fronteiras
Total
Países vizinhos Bélgica e Alemanha
Altitudes extremas
Ponto mais alto Vaalserberg [322,4 m]
Ponto mais baixo Gemeente Zuidplas [- 6,76 m]
 
Maior rio Reno [1.233 km]
Recursos naturais gás natural,petróleo e terras férteis
Uso do solo
Terra irrigada 6000 km
 
Perigos naturais Inundações por e rios

Os Países Baixos (Nederland em neerlandês) estão localizados no noroeste da Europa, entre as latitudes aproximadas de 51° e 53° N e longitudes 4° - 7° E e são limitados a norte e a oeste pelo Mar do Norte, a leste pela Alemanha e a sul pela Bélgica.

Um aspecto notável do país é o fato de ser extremamente plano. Cerca de metade do território fica a menos de 1 metro acima do nível do mar, e boa parte das terras está de fato abaixo do nível do mar - daí o nome "Países Baixos". O ponto mais alto, Vaalserberg, na fronteira sudeste, localiza-se a uma altitude de 321 m. Muitas áreas baixas estão protegidas por diques. Partes dos Países Baixos, inclusive quase toda a moderna província da Flevolândia, foram conquistadas ao mar. Essas áreas são conhecidas como pôlderes. Especialistas em geografia afirmam que os diques protegem os pôlderes da metade ocidental do país e impedem que as águas do Mar do Norte invadam o continente.

Como seriam os Países Baixos sem os diques (partes submersas).

O país é dividido em duas partes principais pelos rios Reno (Rijn), Waal e Mosa (Maas). Ao longo da costa, que se estende por cerca de 800 km, há várias ilhas. A mais importante cadeia insular encontra-se a Norte (ilhas Frísias). Historicamente, a paisagem tem mudado consideravelmente, tanto por acção do homem, como por desastres naturais. Em 1134 uma tempestade criou o arquipélago da Zeeland, no sudoeste. O Zuiderzee foi criado por uma tempestade em 1287, que matou pelo menos 50 000 pessoas; esta massa de água encontra-se actualmente fechada graças à construção de um enorme sistema de diques, que se destina a evitar catástrofes, bem como a ganhar espaço ao mar, criando o lago IJsselmeer e dando a Amsterdã acesso directo ao mar.

Os ventos predominantes no país são de sudoeste. Pela sua longa costa no Mar do Norte (451 km), o clima dos Países Baixos é tipicamente um clima atlântico, temperado, úmido e ventoso, caracterizado por frequentes chuvas e alta variabilidade. Os verões são suaves, com temperaturas máximas em torno de 25°C. No inverno, a temperatura mínima fica em torno de 0°C, gelando por vezes os rios; ocorrem geadas freqüentes e névoa. A precipitação média varia entre 600 mm e 800 mm. Pode chover todo o ano.[1][2]

Geologia[editar | editar código-fonte]

Do ponto de vista geológico, o território é de formação recente, tendo origem em aluviões, acumulados durante a Era Cenozóica, pelos rios da Europa centro-ocidental (Reno, Mosa e Escalda), e pelo mar. A região oriental encontra-se coberta de materiais de aluvionais mais consistentes – seixos, cascalho e areias - , enquanto que a ocidental é constituída por materiais finos - areias e argilas, parcialmente cobertas de turfeiras.

As províncias dos Países Baixos[editar | editar código-fonte]

As doze províncias dos Países Baixos.

Os Países Baixos são freqüentemente referidos como Holanda, embora isto seja tecnicamente incorreto. De fato, Holanda é o nome comum a duas das principais províncias neerlandesas - Holanda do Norte e Holanda do Sul (ver Holanda (região)).

São doze as províncias que compõem os Países Baixos:

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bandeira dos Países Baixos Países Baixos
Bandeira • Brasão • Hino • Culinária • Cultura • Demografia • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Turismo • Imagens