Geoparque Araripe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Geoparque Araripe
Localização  Ceará
País  Brasil
Dados
Área 3,796 km²
Criação 2006
Gestão Governo do Estado do Ceará e Universidade Regional do Cariri
Área geopak araripe.svg

Mapa mostrando a área do geoparque araripe
Vista aérea de parte do Geoparque.

O Geopark Araripe,[1] localizado no Ceará, é o primeiro geoparque das Américas reconhecido pela UNESCO.

Estendendo-se pela área de seis municípios cearenses: Barbalha, Crato, Juazeiro do Norte, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri e totalizando 3.796 km², o parque apresenta um vasto patrimônio biológico, geológico e paleontológico.

Inicialmente, parte de seu território já era reconhecido como Área de Proteção Ambiental Chapada do Araripe desde 1997, no planalto entre 700 e 900 metros de altura localizado próximo à divisa do Ceará com os estados do Piauí e Pernambuco.

Essa região contém a principal jazida de fósseis cretáceos do Brasil. Isso inclui a maior concentração de vestígios de pterossauros do mundo, além de 20 ordens diferentes de insetos fossilizados, com idade aproximada 110 milhões de anos. Também, destacam-se os fósseis preservados das primeiras plantas com flores, que demonstram as interações primitivas entre insetos e plantas. Desde setembro de 2006, está integrado à Rede Mundial de Geoparques, e é reconhecido pela UNESCO como um relevante patrimônio geológico e paleontológico mundial. Foi o primeiro geoparque reconhecido nas Américas, que hoje conta também com o geoparque uruguaio Grutas del Palacio na rede.

Um dos objetivos do geoparque, localizado no sul do estado, na região do Cariri, em meio ao semiárido nordestino, é preservar as riquezas naturais da Chapada do Araripe.

Geossítios[editar | editar código-fonte]

  • Colina do Horto
  • Cachoeira de Missão Velha
  • Floresta Petrificada do Cariri
  • Batateira
  • Pedra Cariri
  • Parque dos Pterossauros
  • Riacho do Meio
Formações rochosas do Geoparque.
  • Ponte de Pedra
  • Pontal de Santa Cruz

Popularização na mídia[editar | editar código-fonte]

Vários dinossauros, pterossauros, peixes e plantas do Geoparque Araripe aparecem na obra de ficção-científica brasileira "Realidade Oculta".

Referências

  1. «Chapada do Araripe vira parque geológico». Folha de S.Paulo. 25 de setembro de 2006. Consultado em 02 de janeiro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Leite. M. Brasil, Paisagens Naturais. São Paulo: Editora Ática, ISBN 978850810863-3

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Geoparque Araripe