George Paget Thomson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
George Paget Thomson Medalha Nobel
Nascimento 3 de maio de 1892
Cambridge
Morte 10 de setembro de 1975 (83 anos)
Cambridge
Nacionalidade britânico
Cidadania Reino Unido, Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Etnia ingleses
Progenitores
Cônjuge Kathleen Buchanan Adam Smith
Filho(s) John Thomson, [Caroline] Rose Buchanan Thomson, Lieut. Com. David Paget Thomson, [Lilian] Clare Thomson
Irmão(s) Joan Paget Thomson
Alma mater Universidade de Cambridge
Ocupação físico, físico nuclear, professor(a) universitário(a)
Prêmios Medalha Howard N. Potts (1932), Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1937), Medalha Hughes (1939), Guthrie Lecture (1948), Medalha Real (1949), Medalha Faraday (1960)
Empregador Imperial College London, Universidade de Aberdeen
Orientador(es) John William Strutt
Orientado(s) Ishrat Hussain Usmani
Instituições Universidade de Aberdeen, Universidade de Cambridge, Imperial College London
Campo(s) física
Título Knight Bachelor

George Paget Thomson (Cambridge, 3 de maio de 1892 — Cambridge, 10 de setembro de 1975) foi um físico britânico.[1]

Recebeu em 1937 o Nobel de Física, pela verificação experimental da difração do elétron por cristais.

Nasceu em Cambridge, filho do físico laureado com o Nobel Joseph John Thomson e Rose Elisabeth Paget. Thomson estudou matemática e física no Trinity College (Cambridge) até a Primeira Guerra Mundial em 1914, quando se juntou ao Regimento de Infantaria da Rainha. Depois de um breve serviço na França, ele trabalhou em aerodinâmica em alguns lugares. Em 1924, Thomson se casou com Kathleen Buchanan Smith, filha do Reverendíssimo Sir George Adam Smith. Eles tiveram dois casais de filhos. Kathleen morreu em 1941. George Thomson recebeu o Nobel de Física em 1937 por descobrir as propriedades de onda do elétron (prêmio dividido com Clinton Joseph Davisson). Thomson demonstrou que o elétron pode difratar como uma onda, uma descoberta que prova o princípio de dualidade onda-partícula que foi inicialmente proposto por Louis de Broglie em 1924 (na apresentação de sua tese de doutorado). Em 1930 foi apontado como professor no Imperial College em Londres. Durante a década de 30 e na Segunda Guerra Mundial, Thomson se especializou em física nuclear, se concentrando em aplicações práticas militares. Mais tarde, ele continuou seus trabalhos em energia nuclear mas também escreveu sobre aerodinâmica e o valor da ciência na sociedade. Thomson ficou no Imperial College até 1952, quando se tornou mestre na Corpus Christi College em Cambridge. Em 1964, a academia o honrou com a estátua George Thomson, um trabalho de um arquiteto moderno no campus Leckhamtpon.

Referências

  1. Moon, P. B. (1977). «George Paget Thomson 3 May 1892 – 10 September 1975». Biographical Memoirs of Fellows of the Royal Society. 23: 529–556. doi:10.1098/rsbm.1977.0020Acessível livremente 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Victor Franz Hess e Carl David Anderson
Nobel de Física
1937
com Clinton Joseph Davisson
Sucedido por
Enrico Fermi
Precedido por
John Cockcroft e Ernest Walton
Medalha Hughes
1939
Sucedido por
Arthur Compton
Precedido por
James Gray e Harold Jeffreys
Medalha Real
1949
com Rudolph Peters
Sucedido por
Carl Pantin e Edward Appleton


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.