George Soros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
George Soros
George Soros em 2010
Nascimento 12 de agosto de 1930 (87 anos)
Budapeste, Hungria
Nacionalidade Hungria Húngaro
Estados Unidos Norte-Americano
Cônjuge Annaliese Witschak (c. 1960; div. 1983)
Susan Weber Soros (c. 1983; div. 2005)
Tamiko Bolton(c. 2013)
Filho(s) Robert, Andrea, Jonathan, Alexander, Gregory
Alma mater London School of Economics
Ocupação Empresário, investidor financeiro, filantropo
Filiação Partido Democrata
Página oficial
georgesoros.com

George Soros ( /ˈsɔːrs/ ou /ˈsɔːrɒs/; em húngaro: Soros György; Budapeste, 12 de agosto de 1930) é um investidor, magnata dos negócios e filantropo húngaro-americano .[1][2][3][4] Soros é considerado por muitos como um dos maiores investidores do mundo.[5][6][7] Em fevereiro de 2017, ele tinha uma fortuna avaliada em US$ 25,2 bilhões de dólares, fazendo dele um dos trinta homens mais ricos do mundo.[8]

Nascido em Budapeste, ele escapou da ocupação da Hungria pelas tropas da Alemanha Nazista e depois emigrou para a Inglaterra em 1947. Soros estudou na London School of Economics graduando-se com um bacharelato e por fim um mestrado em filosofia. Ele começou sua carreira de negócios trabalhando em bancos mercantis antes de se entranhar no negócio de fundos de cobertura, na Double Eagle, em 1969. Com o dinheiro que começou a construir ele criou a Soros Fund Management em 1970. A Double Eagle, renomeada Grupo Quantum Fund, se tornou a principal firma assessorada por Soros. Quando fundada, a Quantum Fund tinha cerca de US$ 12 milhões de dólares em ativos sob gestão. Em 2011, seus ativos já somavam mais de US$ 25 bilhões.[9] Em 1992, ele ficou conhecido como "O Homem que Quebrou o Banco da Inglaterra" por causa da sua venda a descoberto de US$ 10 bilhões de dólares em libras esterlinas, o que gerou um lucro de US$ 1 bilhão para ele durante a chamada "Quarta-Feira Negra" britânica.[10]

Seus estudos de filosofia o ajudou a desenvolver e implementar a teoria da reflexibilidade de Karl Popper para o mercado de capitais, o que, segundo ele próprio, o ajudou a ter uma nova visão dos valores de segurança de bolhas especulativas, investimentos em valor e no mercado de ações, além de discrepâncias de valor utilizados para valores de vendas e derivativos.[11]

Soros também é conhecido por apoiar causas políticas progressistas e liberais, doando enormes somas de dinheiro para entidades políticas e ativistas através da sua fundação Open Society Foundations.[12][13]

Entre 1979 e 2011, Soros doou mais de US$ 11 bilhões de dólares para causas filantrópicas.[14][15] Ele também participou politicamente do processo de transição da Europa Oriental de comunismo para capitalismo no final da década de 1980 e começo da de 90,[10] ajudando, entre outras coisas, a financiar a Universidade Centro-Europeia.[16] Soros já foi casado três vezes (divorciado duas) e tem cinco filhos.[17]

Referências

  1. Greenwald, Glenn (20 de outubro de 2010). «George Soros' "foreign" money». Salon. Consultado em 16 de março de 2017 
  2. Weiss, Gary; Schares, Gail E.; Smith, Geri; Dwyer, Paul; Sandler, Neal; Pennar, Karen (22 de agosto de 1993). «The Man Who Moves Markets». Bloomberg Businessweek. Consultado em 16 de março de 2017 
  3. Rolnik, Guy (4 de fevereiro de 2002). «Business magnate George Soros: I'm afraid to come to Israel». Haaretz. Tel Aviv. Consultado em 18 de outubro de 2011 
  4. «Latin America Efforts Honored». South Florida Sun-Sentinel. Fort Lauderdale. 4 de junho de 1998. Consultado em 16 de março de 2017 
  5. «The incredible life of billionaire investing legend George Soros». Business Insider (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2017 
  6. «The Greatest Investors: George Soros | Investopedia». Investopedia (em inglês). 1 de dezembro de 2003. Consultado em 17 de março de 2017 
  7. Zuckerman, Gregory (9 de junho de 2016). «A Bearish George Soros Is Trading Again». Wall Street Journal. ISSN 0099-9660. Consultado em 16 de março de 2017 
  8. «Bloomberg Billionaires». Today's ranking of the world's richest people. Bloomberg.com. Consultado em 6 de fevereiro de 2015 
  9. Ungeheuer, Frederick (4 de maio de 1987). «George Soros: World's Champion Bull Rider». Time. ISSN 0040-781X. Consultado em 2 de fevereiro de 2017 
  10. a b Murphy, Brendan (Julho de 1993). «Finance: The Unifying Theme». Washington, D.C. The Atlantic. ISSN 1072-7825 
  11. Open Society Foundations (11 de outubro de 2010), George Soros Lecture Series: Financial Markets, consultado em 2 de fevereiro de 2017 
  12. Duszak, Alexandra (21 de dezembro de 2012). «Donor profile: George Soros». Center for Public Integrity. Consultado em 18 de maio de 2015 
  13. Shawcross, William (1 de setembro de 1997). "Turning Dollars into Change". Time.
  14. «Philanthropy vs. Tyranny: Inside the Open Society Foundations' Biggest Battle Yet – Inside Philanthropy – Inside Philanthropy» 
  15. Martin Gershowitz (4 de outubro de 2013). «George Soros Gets Hitched for Third Time». Jewish Voice 
  16. "Hungary: Soros Donates $250 Million to University in Budapest". IPR Strategic Business Information Database. Info Prod Research. 16 de outubro de 2001.
  17. Kaufman, Michael T., Soros: The Life and Times of a Messianic Billionaire. Página acessada em 17 de março de 2017.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Soros: The Life and Times of a Messianic Billionaire por Michael T. Kaufman (Alfred A. Knopf, 2002) ISBN 978-0-375-40585-3
  • Soros: The World's Most Influential Investor por Robert Slater (McGraw-Hill Professional, 2009) ISBN 978-0-07-160844-2