Geraldo Canali

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Geraldo Valente Canali (Lages, 1949) é um jornalista brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Lages, mas criado em Porto Alegre desde criança, Geraldo Canali é um célebre jornalista no estado em que vive, o Rio Grande do Sul.

Foi repórter da Rede Globo na década de 1980 e ancorou telejornais na Rede Bandeirantes entre 1994 e 1998, como o Jornal da Band e o Jornal da Noite, paralelamente ao trabalho como professor do curso de jornalismo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Em dezembro de 1998 se desentendeu com o então diretor jornalístico da emissora Paulo Henrique Amorim, e deixou a emissora.

Convidado pelo então governador eleito Olívio Dutra, tornou-se diretor da TV Educativa do Rio Grande do Sul, criando polêmica em meados do ano 2000 ao retirar do ar alguns programas, como o Observatório da Imprensa.

Em 2004, ganhou um processo trabalhista contra a Rede Bandeirantes, por redução salarial indevida.

Atualmente, prossegue a carreira acadêmica na UFRGS e apresenta programas na rádio da universidade.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.