Geraldo Moreira da Silva Júnior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Geraldo
Informações pessoais
Nome completo José Paulo Geraldo
Data de nasc. 6 de fevereiro de 1974 (44 anos)
Local de nasc. Duque de Caxias (RJ), Brasil
Altura 1,73 m
Canhoto
Apelido G10, G38, G50 Geraldinho da Vila
Informações profissionais
Posição Ex-meia ofensivo
Clubes de juventude
Bahia
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19931996
1997
19972000
2001
2002
2002
20022005
2006
2006
20072008
2009
2010
20102011
2011
2012
2013
2013
2014
2015
Vasco EC
Confiança
Vitória de Guimarães
Atlético Paranaense
Sport
Bahia
Al-Shabab
Sport
Coritiba
Náutico
Ceará
Itumbiara
Ceará
Vitória
Fortaleza
Volta Redonda
Icasa
Confiança
Tigres do Brasil


0070 0000(4)






0046 0000(25)


0137 0000(46)
0012 0000(1)
0044 0000(17)
0010 0000(0)
0021 0000(1)
0032 0000(5)
0001 0000(0)

Geraldo Moreira da Silva Júnior, mais conhecido como Geraldo (Duque de Caxias, 6 de fevereiro de 1974), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como meia-ofensivo.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Geraldo atuou em vários clubes:Central de Caruaru, Vasco EC (Sergipe), Confiança, Vitória de Guimarães (Portugal), Atlético Paranaense, Bahia, Al-Shabab (Emirados Árabes), Sport, Coritiba, Náutico, Ceará, Fortaleza e Tigres do Brasil.

Ao chegar ao Náutico, em 2007, causou polêmica, pois tinha sido ídolo do arqui-rival Sport em 2002, embora tenha sido dispensado em 2006 por estar com um futebol abaixo das expectativas.

Em 2009, foi contratado pelo Ceará para as disputas do Campeonato Cearense, onde conseguiu levar o Alvinegro ao vice-campeonato, e ainda no mesmo ano conseguiu uma das maiores vitórias dele: levar o clube à elite do futebol brasileiro. Mas, por o clube e o atleta não chegarem a um acordo financeiro, Geraldo foi para o Itumbiara.

Em 2010, disputou o Campeonato Goiano pelo Itumbiara. Não foi nada bem em suas apresentações, pois a equipe não estava indo bem. Até que o Ceará o contratou novamente para tentar consertar o seu meio-campo no Campeonato Cearense de 2010. Permaneceu para o Campeonato Brasileiro e foi um dos grandes destaques da equipe cearense na competição.

Em julho de 2011, com poucas chances no Ceará, acertou com o Vitória para a disputa da Série B.

Em janeiro de 2012, assina contrato com o Fortaleza. Uma grande surpresa para os torcedores dos dois maiores clubes da capital cearense, já que o jogador havia dito que jamais vestiria a camisa Tricolor.

Em junho, a mãe do Geraldo faleceu, o goleiro Fernando Henrique defendeu um pênalti contra o Atlético Paranaense e dedicou ao seu amigo Geraldo.

Após o Fortaleza não conseguir o acesso para a Série B, Geraldo foi dispensado do Leão.

No dia 22 de janeiro de 2013, Geraldo acertou com o Volta Redonda, para disputar o Campeonato Carioca de 2013.[2]

No dia 15 de agosto de 2013, Geraldo acertou com o Icasa[3]. Ele utilizará o número 50 em homenagem aos 50 anos do Icasa.

Após o término do seu vínculo com o Icasa, Geraldo acerta com o Confiança.

Em fevereiro de 2015, Geraldo acertou com o Tigres do Brasil, até o final do campeonato estadual.[4]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Atlético-PR


Sport


Ceará


Artilharia[editar | editar código-fonte]


Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.