Gerard Jacob De Geer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Gerard Jacob De Geer
Nascimento 2 de outubro de 1858
Paróquia de Klara
Morte 23 de julho de 1943 (84 anos)
Saltsjöbaden Parish
Sepultamento Bromma churchyard
Cidadania Suécia
Progenitores
Cônjuge Ebba Hult De Geer, Mary Elisabet de Geer
Filho(s) Sten de Geer
Irmão(s) Gerhard Louis De Geer
Alma mater
Ocupação geólogo, político
Prêmios
Empregador Universidade de Estocolmo, Geological Survey of Sweden, The Journal of Geology

Gerard Jacob De Geer (Estocolmo, 2 de outubro de 1858 — Estocolmo, 24 de julho de 1943) foi um geólogo sueco. É conhecido pela descoberta e estudo dos varves.

Seus estudos contribuíram significativamente para o entendimento da geologia do período quaternário, particularmente na geomorfologia e geocronologia.

Ensinou geologia na Universidade de Estocolmo e foi o fundador do instituto de geocronologia. Foi um especialista na datação das geleiras.

Foi laureado com a medalha Wollaston de 1920, pela Sociedade Geológica de Londres.[1]

Precedido por
Aubrey Strahan
Medalha Wollaston
1920
Sucedido por
Benjamin Neeve Peach e John Horne

Referências

  1. «Award Winners Since 1831 / Wollaston Medal» (em inglês). The Geological Society of London. Consultado em 10 de agosto de 2015. Cópia arquivada em 25 de julho de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) geólogo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.