Gerdau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste(a) artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão. (desde abril de 2015)
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde novembro de 2011).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura o município alemão de mesmo nome, veja Gerdau (Alemanha).
Gerdau
Razão social Gerdau S.A.
Empresa de capital aberto
Cotação BM&F Bovespa: GGBR3, GGBR4
NYSE: GGB
Latibex:XGGB
Indústria Siderurgia
Gênero Sociedade anônima
Fundação 16 de janeiro de 1901 (117 anos)
Fundador(es) João Gerdau
Sede São Paulo, SP,  Brasil
Área(s) servida(s) Brasil
e mais 100 países.
Proprietário(s) Gerdau S.A.
Presidente Gustavo Werneck
Produtos Aço
Pregos
Arames
Vergalhões
Valor de mercado Aumento R$ 23,231 bilhões (Mar/2014)[1]
Lucro Baixa R$ 684,0 milhões (2015)[2]
LAJIR Baixa R$ 4,501 bilhões (2015)[2]
Faturamento Aumento R$ 43,581 bilhões (2015)[2]
Website oficial www.gerdau.com.br

A Gerdau S.A., também referida como Grupo Gerdau, é uma empresa siderúrgica brasileira regida sob a forma jurídica de sociedade anônima. Possui operações industriais em 11 países – nas Américas, na Europa e na Ásia –, as quais somam uma capacidade instalada superior a 25 milhões de toneladas de aço bruto por ano. É a maior recicladora da América Latina e, no mundo, transforma anualmente milhões de toneladas de sucata em aço. Com cerca de 90 mil acionistas, a Gerdau está listada nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque e Madri, respectivamente, Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo - BM&FBovespa -, New York Stock Exchange (em português: Bolsa de Valores de Nova Iorque) - NYSE, e Bolsa de Valores de Madrid - Bolsa de Madrid.[3] Estudos realizados em 2014 e 2015 apontaram a Gerdau como maior empresa da Região Sul do Brasil.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Residência e sede da João Gerdau & Cia. Colônia de Santo Ângelo, município de Agudo, 1885.

A Gerdau foi fundada por Johann Heinrich Kaspar Gerdau. Filho de Johannes Gerdau e Anna Focken, camponeses residentes em Neuenfelde, no Reino de Hanôver. Natural de Altona, atualmente um bairro da cidade de Hamburgo, no então Reino da Prússia, João emigrou para o sul do Império do Brasil em 1869, em busca de melhores condições de vida e de novos empreendimentos, desembarcando no Porto de Rio Grande, província de São Pedro do Rio Grande do Sul, ainda jovem. Instalou-se na Colônia Santo Ângelo, território que atualmente pertence à cidade de Agudo, no estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Na mesma cidade investiu inicialmente no comércio. Mais tarde, em 1884, fundou uma casa comercial de secos e molhados em Cachoeira do Sul. Em busca de novas oportunidades, João Gerdau mudou-se com a esposa Alvine Gerdau e os três filhos, Hugo, Walter e Bertha, para Porto Alegre a capital do estado.

Em Porto Alegre comprou a fábrica de pregos Pontas de Paris, em 1901, marco da origem do grupo. Pouco antes de seu falecimento, em 24 de novembro de 1917, o negócio passou a ser administrado pelo filho, Hugo Gerdau. Com a abundante produção de pregos, o Rio Grande do Sul deixava de depender da importação. Em 1933 a fábrica de pregos expandiu a produção com a construção de uma nova unidade em Passo Fundo, no interior do estado.

Em 1946 o genro de Hugo Gerdau, Curt Johannpeter, casado com sua filha Helda, assumiu a direção da Gerdau e comandou uma fase decisiva de expansão dos negócios. Dois anos após sua entrada, a fábrica de pregos Hugo Gerdau, sucessora da fábrica de pregos Pontas de Paris, comprou a Siderúrgica Riograndense e iniciou sua bem sucedida trajetória na siderurgia.

Segundo a página da Gerdau, a direção do Seu Curt - como era chamado na empresa -:

Curt Johannpeter e sua esposa Helda Gerdau tiveram quatro filhos:[5]

Germano, Klaus, Jorge e Frederico não participam mais do Conselho de Administração.

Conselho de administração Gerdau S.A.[editar | editar código-fonte]

O Conselho de administração da Gerdau é responsável pelo acompanhamento e execução de políticas internas e externas da empresa, pela definição da estratégia de longo prazo, pela escolha da presidência e designação dos membros do Comitê executivo e pela decisão sobre assuntos relevantes para os negócios e as operações.

É formado por sete membros:[6]

  • Cláudio Johannpeter, presidente
  • André Bier Gerdau Johannpeter, vice-presidente
  • Guilherme Chagas Gerdau Johannpeter, vice-presidente
  • Aod Cunha de Moraes Junior, conselheiro
  • Affonso Celso Pastore, conselheiro
  • Fernando Fontes Iunes, conselheiro
  • Richard Chagas Gerdau Johannpeter, conselheiro

Comitê Executivo Gerdau[editar | editar código-fonte]

  • Atualmente, esse conselho não existe mais.
  • Apenas os de Pessoas, Finanças, Remuneração, Estratégia e Governança.

Operações de Negócio[editar | editar código-fonte]

Usinas siderúrgicas localizadas no Brasil[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://www.bloomberg.com/quote/GGBR4:BZ
  2. a b c Gerdau (31 de dezembro de 2015). «Gerdau - Relatório Anual 2015» (PDF). Site da Gerdau. Consultado em 7 de Janeiro de 2017. 
  3. www.gerdau.com.br
  4. «500 Maiores do Sul». Tabela aberta no botão "500 maiores do sul". Amanhã. Consultado em 9 de janeiro de 2017. 
  5. Chama Empreendedora: a história e a cultura do Grupo Gerdau
  6. a b Relatório Anual Gerdau 2010

Ligações externas[editar | editar código-fonte]