Gertrudes de Helfta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Santa Gertrudes redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Santa Gertrudes (desambiguação).
Santa Gertrudes
Santa Gertrudes de Helfta
Nascimento 6 de janeiro de 1256 em Eisleben, Saxônia-Anhalt, Alemanha
Morte 1302 (46 anos) em Helft, Saxônia, Alemanha
Veneração por Igreja Católica
Canonização , 1677 por Papa Clemente XII
Festa litúrgica 16 de novembro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Santa Gertrudes de Helfta ou Santa Gertrudes, a Grande (Eisleben, 6 de janeiro de 12561302) foi uma beneditina, mística e teóloga alemã.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nada se sabe sobre seus pais, donde se supõe ter sido órfã.

Ainda criança, com cerca de 5 anos, ingressou no mosteiro de Santa Maria de Helfta, sob a direção da abadessa Gertrudes de Hackeborn. Eventualmente é confundida essa com sua abadessa, motivo pelo qual em algumas imagens aparece, erradamente, segurando um báculo. Alguns estudiosos referem-se ao mosteiro como cisterciense, pois foi fundado por sete irmãs da comunidade de Halberstadt.

Aí não terá desempenhado cargos importantes, ou ao menos só se conhece que foi cantora e que se dedicou aos estudos. Depois que experimentou a conversão a Deus, iniciou uma caminhada de perfeição na vida religiosa, voltando seus talentos para o estudo das escrituras e teologia. Produziu numerosos textos, mas somente três são conhecidos e isso deve-se à altura em que os cartuxos de Colónia imprimem o Memorial em 1536. Entre eles estão: Revelações do Amor Divino, parcialmente escrito com outras monjas da comunidade, e Exercícios Espirituais. A aceitação e êxito foi enorme, e produziu-se toda uma corrente espiritual em torno a ela que se traduziu em reedições contínuas de seus escritos e numerosas biografias.

Teve várias experiências místicas, incluindo uma visão de Jesus, convidando-a a repousar sua cabeça em seu peito para ouvir seu coração batendo no compasso do divino amor.

Morreu em Helfta, em torno de 1302.

Sua festa é celebrada em 16 ou 17 de Novembro, mas a data exata confunde-se com os registos da abadessa Gertrudes.

Foi canonizada pelo Papa Clemente XII no ano de 1677.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Santa Gertrudes, Magna, monja, +1303, 16 de Novembro de 2013

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Gertrudes de Helfta