Gestão do Esporte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Gestão do Esporte (ou Sport Management em inglês) é uma área de conhecimento e atuação que envolve o gerenciamento das diversas atividades e organizações existentes no segmento da “Indústria do Esporte”, ou seja, ações práticas, eventos e produtos que se relacionam com inúmeras modalidades esportivas e as diferentes organizações envolvidas.[1] Além disso, a Gestão do Esporte também pode englobar o gerenciamento de programas e projetos esportivos que são ofertados pelo poder público.[2]

Origem e História[editar | editar código-fonte]

O surgimento da Gestão do Esporte pode ser considerado a partir do desenvolvimento do próprio Esporte Moderno, já que toda e qualquer atividade esportiva necessitava e necessita de uma organização.[3] Entretanto, sua consolidação enquanto área de conhecimento se deu somente na década de 1960, com a criação dos primeiros programas acadêmicos nos Estados Unidos.[4] Os principais responsáveis pelo aumento da complexidade na gestão de franquias do esporte profissional americano foram as altas demandas do próprio esporte profissional, mas também do esporte universitário, assim como o desenvolvimento dos meios de comunicação e aumento do consumo de produtos esportivos.[5]

Assim, ao longo dos anos houve um aumento da complexidade na intervenção profissional de gestores do esporte, o que acabou motivando o desenvolvimento da área pelo mundo. Na Europa com relação do “Esporte Para Todos” ou com situações relacionadas com o próprio fenômeno esportivo, como seu poder educacional, seus eventos, empreendimentos e até mesmo negócios existentes em todo o globo.

No Brasil, apenas em 1978 é que surge, um dos primeiros registros de cursos específicos na área da Gestão do Esporte, sob o título “curso de especialização em Administração Esportiva da Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo”.[6] Entretanto, apenas no final da década de 1990 e 2000 que a área da Gestão do Esporte ganhou mais força no país, através de um ensino mais objetivo e a existência de disciplinas específicas, principalmente nos cursos de Educação Física e Esporte.[7]

Já no final da década de 2000 e início da década de 2010, com a organização dos grandes eventos esportivos no Brasil, surgem também cursos profissionalizantes denominados “Tecnólogos em Gestão Desportiva e Lazer” e cursos  institucionais, promovidos por organizações como o Comitê Olímpico do Brasil, por exemplo.[8] Em um levantamento recente foi possível identificar cerca de 50 cursos de Tecnólogos em Gestão Desportiva e Lazer e 119 cursos de especialização no nível de pós-graduação do tipo lato sensu no Brasil. Por outro lado, não existem cursos de Bacharelado e/ou cursos de pós-graduação stricto lato sensu específicos em níveis de mestrado e doutorado. Contudo, existem algumas linhas de pesquisa relacionadas à Gestão do Esporte em programas de pós-graduação de Educação Física.[9]

Em relação à atuação prática, em outros centros a Gestão do Esporte já está consolidada e é considerada parte essencial do desenvolvimento do Esporte, já no Brasil a situação encontra-se em estágio de transição. Isto significa que a área encontra-se entre um amadorismo completo, realizando reflexões sobre uma melhor profissionalização do profissional, neste caso do gestor esportivo e iniciando um movimento que envolva a existência de uma Gestão do Esporte ética, responsável, transparente e mais profissional.[2] No Brasil a atuação e valorização de gestores pela sociedade e pelos setores públicos e privados envolve a necessidade de uma visão estratégica, a busca por efetividade e um melhor desenvolvimento do esporte nacional.[10]

Aplicação[editar | editar código-fonte]

A Gestão do Esporte possui como principal objetivo realizar o gerenciamento efetivo, eficaz e eficiente das atividades e organizações esportivas. Onde a eficácia refere-se ao resultado alcançado, a eficiência envolve a forma com que ele é alcançado e a partir de ambas, o gestor esportivo poderá perceber a efetividade, ou seja, à capacidade em se alcançar os resultados e objetivos pretendidos.[2]

Dessa forma, o ensino e a pesquisa científica são fatores que podem contribuir para melhorar o gerenciamento na área da Gestão do Esporte no Brasil, e do conhecimento produzido a partir desses estudos relacionados a problemas reais do contexto prático das atividades e organizações esportivas, é possível alinhar as tomadas de decisões dos gestores esportivos com maior embasamento e consistência, superando erros frequentes que podem ser observados no contexto esportivo brasileiro.

Conhecimentos Necessários[editar | editar código-fonte]

A Gestão do Esporte também pode ser definida como a utilização e aplicação de diferentes conhecimentos oriundos principalmente das Ciências do Esporte e da Administração, no gerenciamento das diferentes atividades e organizações existentes que envolvem o fenômeno Esporte. [2]

Entretanto, a gestão pode envolver diversos tipos de conhecimentos, já que envolverá experiências adquiridas ao longo da vida, conhecimento científico e entendimento do objeto para se tomar decisões que posteriormente irão servir para o planejamento, para a estruturação, para controle e para a avaliação de determinadas atividades ou organizações. [11] Assim, na Gestão do Esporte é preciso conhecer, saber fazer, fazer e refletir sobre o que está sendo gerido. [12] Para gerir algo relacionado com o fenômeno Esporte é preciso principalmente conhecer o universo da prática, da atividade, do serviço ou do produto esportivo, respeitando sempre o conhecimento científico e a importância social do Esporte.

Dessa forma, a Gestão do Esporte é uma área que pode ser vista como interdisciplinar, multidisciplinar e até transdisciplinar, na qual os conhecimentos pessoais, das Ciências do Esporte e da Administração irão se unir para o gerenciamento das atividades existentes e que envolvem o fenômeno Esporte. As experiências ao longo da vida darão algumas perspectivas sobre como lidar com as pessoas e como lidar com as dificuldades e pressões presentes no meio esportivo. A partir das Ciências do Esporte é possível conhecer as práticas esportivas, as necessidades para o pleno desempenho esportivo, individual, social, econômico e cultural dos seus praticantes. Enquanto a partir da Administração, é possível conhecer os aspectos relacionados ao planejamento, estratégia, governança, finanças, recursos humanos, marketing e empreendedorismo. [2]

Como a Gestão do Esporte se insere em inúmeros tipos de organizações e situações, outras áreas também se interagem em seu escopo, como o Direito, a Economia, a Sociologia, a Psicologia, a Comunicação, a Política, dentre outras.

Gestor Esportivo[editar | editar código-fonte]

Não é possível definir um único perfil de profissional, entretanto, é possível delinear algumas competências que o gestor esportivo deve possuir independentemente da organização esportiva ou atividade desempenhada.

O gestor esportivo deve conhecer o objeto que irá gerir, neste caso o Esporte, bem como as ferramentas da administração; ter a capacidade de conjugar e lidar com políticas; definir a missão da organização; desenvolver o planejamento; convergir os recursos humanos para os objetivos a serem alcançados; conhecer e estimular técnicas de marketing, imagem e comunicação; elaborar políticas de gestão de qualidade; dentre outros. [13]

Quando o gestor esportivo exercer uma posição de liderança, seja em uma atividade ou em uma organização que se contextualiza como interdisciplinar, este deve se preocupar com suas habilidades e capacidades de coordenar pessoas e recursos.

Além disto, independentemente do perfil e das competências necessárias para o trabalho como gestor esportivo, é preciso que esses profissionais tenham profissionalismo, continuem em uma jornada de educação continuada, tenham uma visão ampla do futuro de sua organização esportiva e do contexto no qual estão inseridos. [14]

Grupos de Pesquisa[editar | editar código-fonte]

Abaixo, 31 grupos de pesquisas que possuem linha de pesquisa direta (alguns indiretamente) com a Gestão do Esporte. Os grupos foram identificados após análise de 144 resultados (excluindo duplicados e linhas de pesquisa) no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil – Lattes/CNPq utilizando os seguintes descritores: Gestão + (d)Esporte(iv) e Administração + + (d)Esporte(iv).

Nome do Grupo Instituição Ano de Criação Site do CNPq Situação CNPq Site
Centro de Estudos Olímpicos e Paralímpicos Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS 2000 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5864564776794440 Não atualizado no CNPq Não possui.
Grupo de Estudos Socioculturais em Educação Física Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Escola Superior de Educação Física

2001 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4952573356502990 Certificado CNPq http://www.ufrgs.br/gesef/
GESPORTE - Gestão e Marketing da Educação Física, Esporte, Saúde e Lazer Universidade de Brasília - UnB

Faculdade de Educação Física

2002 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3507236297143321 Certificado CNPq https://www.gesporte.net/
Grupo de Pesquisa em Lazer, Esporte e Sociedade - GPLES Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN 2002 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3537298533385637 Certificado CNPq Não possui.
Grupo de Estudos e Pesquisa em Gestão do Esporte GEPAE Universidade de São Paulo - USP

Escola de Educação Física e Esporte

2003 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4110707595524570 Certificado CNPq https://gepae.wordpress.com/
Implementação e Controle Estratégicos - CONTEST Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS 2004 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6077720364520597 Certificado CNPq Não possui.
Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Física, Esporte e Lazer - GEPEFEL Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Departamento de Educação (DEDC) - Campus II

2007 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6714980164417099 Certificado CNPq Não possui.
Centro de Estudos de Educação Física, Esporte e Lazer Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Instituto de Ciências Biológicas e Saúde

2008 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/7941306353934847 Certificado CNPq https://www.pucminas.br/esportes/ceefel/Paginas/default.aspx
Engenharia de Produção do Entretenimento Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Departamento de Engenharia Industrial

2008 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0104135724089071 Certificado CNPq Não possui.
Grupo de Pesquisa em Ciências do Esporte ( GPCE ) Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR 2010 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1584527663002645 Certificado CNPq Não possui.
Laboratório em Gestão de Políticas de Saúde, Esporte e Lazer Universidade Federal de Pernambuco - UFPE 2010 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/2921861524869232 Certificado CNPq Não possui.
Laboratório Intercontinental de Gestão do Desporto (LIGD) Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO 2011 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5370965216864376 Certificado CNPq http://www.cafigueiredo.org/
NPGDEL - Núcleo de Pesquisa em Gestão Desportiva e de Lazer Instituto Federal do Ceará - Reitoria - IFCE 2013 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0654044436952774 Certificado CNPq Não possui.
Esportes e Atividade Física Universidade Anhembi Morumbi - UAM 2014 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4681773051056223 Não atualizado no CNPq Não possui.
Grupo de Pesquisa em Esporte e Gestão - Gequip ESEF/UPE Universidade de Pernambuco - UPE

Escola Superior de Educação Física

2014 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3820485089689501 Certificado CNPq https://gequip-esef.wixsite.com/gequipesef
GEPECOM - Grupo de Pesquisa e Estudos em Comunicação e Marketing Universidade de São Paulo - USP

Escola de Educação Física e Esporte

2015 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/8696533373111280 Não atualizado no CNPq Não possui.
GPELS - Grupo de Estudos e Pesquisas Sobre Gestão do Esporte, Lazer e Saúde Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Faculdade de Educação Física

2015 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/2041311623637230 Certificado CNPq Não possui.
Grupo de Estudo em Educação Física, Esportes e Lazer - FHO Centro Universitário Herminio Ometto de Araras - UNIARARAS 2017 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/8575182702316186 Não atualizado no CNPq Não possui.
Grupo de Estudos e Pesquisas em Gestão Esportiva (GEPEGE) Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Instituto de Biociências de Rio Claro

2017 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6133762278734214 Certificado CNPq Não possui.
Sport.MaP - Grupo de Pesquisa em Gestão e Políticas do Esporte Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Faculdade de Ciências Aplicadas

2017 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9584250244951877 Certificado CNPq https://sportmapfca.wixsite.com/sportmap
Grupo de Estudo em Cultura Esporte e Lazer Instituto Federal do Ceará - Reitoria - IFCE 2018 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4084470289612353 Certificado CNPq Não possui.
Grupo de Pesquisa em Educação Física e Ciências do Esporte Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE 2018 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0095320695022483 Certificado CNPq Não possui.
Grupo de Pesquisa em Gestão do Esporte- GPGE Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR

Campus Curitiba

2018 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9402817038377380 Certificado CNPq Não possui.
Atelier da Gestão Esportiva Universidade da Amazônia - UNAMA 2019 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4059968518177086 Certificado CNPq Não possui.
Gestão de Politicas Públicas do Esporte, Lazer e Promoção de Saúde Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - IFES 2019 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0100699084802601 Não atualizado no CNPq Não possui.
Grupo de Estudo e Pesquisa em Gestão do Esporte Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ

Departamento de Educação Física e Desportos

2019 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/8590344455732098 Certificado CNPq Não possui.
Grupo de Pesquisa em Esporte, Gestão, Cultura e Lazer - GPEG Faculdades Integradas Hélio Alonso - FACHA 2019 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5319630667959764 Certificado CNPq Não possui.
Laboratório de Estratégia, Marketing, Empreendedorismo e Inovação Universidade Federal do Cariri - UFCA 2019 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3640794855465130 Certificado CNPq Não possui.
Lazer, Gestão e Política (LAGEP) Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP

Centro Desportivo

2019 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0845127575156736 Certificado CNPq Não possui.
Grupo de Estudos e Pesquisas em Reabilitação Cardiovascular e Metabólica Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

Centro de Estudos Superiores de São João dos Patos

2020 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3754977102025475 Certificado CNPq Não possui.
Grupo de Estudos e Pesquisas Socioculturais em Educação Física e Esporte (GEPESEFE) Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG 2020 dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/8071577348814292 Certificado CNPq Não possui.

Organizações[editar | editar código-fonte]

Existem diversas organizações (associações) dedicadas ao desenvolvimento da Gestão do Esporte enquanto área de conhecimento. Elas representam a possibilidade de desenvolvimento e disseminação do conhecimento científico, maior intercâmbio entre pesquisadores e profissionais e são um importante foro para a discussão de temas relevantes, através da realização de congressos anuais e da publicação de revistas científicas. Existe a North American Society for Sport Management (NASSM), fundada em 1985/86; a European Association for Sport Management (EASM), fundada em 1993; a Sport Management Association of Australia and New Zealand (SMAANZ), fundada em 1995; a Asian Association for Sport Management (AASM), fundada em 2005; a Asociación Latinoamericana de Gerência Deportiva (ALGEDE), fundada em 2009; e a African Sport Management Association (ASMA), fundada em 2010.

Ainda existem outras iniciativas, como a Aliança Intercontinental de Gestão do Desporto (AIGD), fundada em 2010 e a World Association for Sport Management (WASM), fundada em 2012.

Em muitos países existem sua associação nacional. No Brasil, temos a Associação Brasileira de Gestão do Esporte (Abragesp).

A Abragesp foi fundada em 2009 por um conjunto de docentes e pesquisadores da área, constituindo-se uma associação técnico-científica e sem fins lucrativos. A associação tem o objetivo de incentivar pesquisas, estudos, congressos, cursos e demais iniciativas (Revistas Científicas, Grupos de Estudos e Prêmios) que tenham por objetivo a produção, o estímulo e a disseminação de conhecimento na área da Gestão do Esporte no Brasil.  A Abragesp também apoia boas práticas de gestão relacionadas ao esporte.

As principais ações da Abragesp envolvem a realização do Congresso Brasileiro de Gestão do Esporte (CBGE) e a co-produção da Revista de Gestão e Negócios do Esporte (RGNE), além do Prêmio Abragesp de Teses, Dissertações e Trabalhos de Conclusão de Curso em Gestão do Esporte. Também desenvolve parcerias para o apoio de eventos, canais de mídia, cursos e demais iniciativas que busquem pelo desenvolvimento e a disseminação de conhecimento da Gestão do Esporte no Brasil.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Pitts, B. G., & Stotlar, D. K. Fundamentals of sport marketing. Morgantown: Fitness Information Technology, 2013
  2. a b c d e Mazzei, L. C., & Rocco Júnior, A. J. "Um ensaio sobre a Gestão do Esporte: um momento para a sua afirmação no Brasil". In: Revista de Gestão e Negócios Do Esporte, 2017; 2 (1): 96–109
  3. Masteralexis, L. P., Barr, C., & Hums, M. Principles and Practice of Sport Management. (4th ed.). Sudbury: Jones & Bartlett Learning, 2011
  4. Rocha, C. M., & Bastos, F. C. "Gestão do esporte: definindo a área". In: Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, 2011; 25 (especial): 91–103
  5. Masteralexis, L. P. "A Indústria de Esporte Profissional nos EUA". In: P. de S. Vance, V. M. J. Nassif, & L. P. Masteralexis (eds.). Gestão do Esporte: casos brasileiros e internacionais. Rio de Janeiro: LTC - Grupo Gen, 2015, 267–289
  6. Bastos, F. C. "Administração Esportiva: área de estudo, pesquisa e perspectivas no Brasil". In: Motrivivência, 2003; (20–21): 295–306
  7. Mazzei, L. C., Amaya, K., & Bastos, F. C. (2013). "Programas acadêmicos de graduação em Gestão do Esporte no Brasil". In: Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, 12 (1): 219–234
  8. Bastos, F. C. Gestão do esporte no Brasil: reflexões sobre avanços, limites e desafios. Tese de livre-docência. São Paulo: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo, 2016
  9. Mazzei, L. C. "Conferência de Encerramento - Reflexões sobre a Gestão do Esporte no Brasil”. In: 10º Congresso Brasileiro de Gestão do Esporte. Abragesp: São Paulo, 2016
  10. Campestrini, G. R. H. Plataforma de Negócios do Esporte. A Gestão do Esporte Orientada para o Mercado. Curitiba: Editora Prismas, 2016
  11. Quinaud, R. T., Mazzei, L. C., Milan, F. J., Milistetd, M., & Nascimento, J. V. do. (2019). Gestores do esporte: reflexões sobre sua formação e desenvolvimento profissional. Pensar a Prática, 22, 1–17.
  12. Pires, G. M. V. da S., & Sarmento, J. P. S. de R. L. (2001). Conceito de Gestão do Desporto. Novos desafios, diferentes soluções. Revista Portuguesa de Ciências Do Desporto, 1(1), 88–103.
  13. Amaral, C. M. dos S., & Bastos, F. C. (2015). O gestor esportivo no Brasil: revisão de publicações no país. Revista Intercontinental de Gestãoo Desportiva, 5(1), 68–78.
  14. Mazzei, L. C., & Bastos, F. da C. (2012). Gestão do Esporte No Brasil: Desafios e Perspectivas. São Paulo: Ícone Editora.