Ghost (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Ghost, veja Ghost (desambiguação).
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ghost
O Espírito do Amor (PT)
Ghost: Do Outro Lado da Vida (BR)
 Estados Unidos
1990 •  cor •  128 min 
Direção Jerry Zucker
Produção Steven-Charles Jaffe
Bruce Joel Rubin
Howard W. Koch
Lisa Weinstein
Lauren Ray
Roteiro Bruce Joel Rubin
Elenco Patrick Swayze
Demi Moore
Whoopi Goldberg
Tony Goldwyn
Rick Aviles
Género Drama
Romance
Suspense
Fantasia
Espiritismo
Edição Walter Murch
Companhia(s) produtora(s) Paramount Pictures
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 13 de Julho de 1990
Brasil 1 de Novembro de 1990
Portugal 9 de Novembro de 1990
Idioma Inglês
Orçamento US$ 22 milhões[1]
Receita US$ 505.702.588[1]
Página no IMDb (em inglês)

Ghost (Ghost: Do Outro Lado da Vida BRA ou O Espírito do Amor POR) é um filme norte-americano de 1990, dos gêneros drama, romance, suspense e fantasia espírita, dirigido por Jerry Zucker e com roteiro de Bruce Joel Rubin. O filme foi indicado a cinco Oscars, incluindo Melhor Filme, Melhor Trilha Sonora e Melhor Montagem, ganhou os prêmios de Melhor Atriz Coadjuvante para Whoopi Goldberg e Melhor Roteiro Original.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Sam Wheat (Patrick Swayze), um bancário, e Molly Jensen (Demi Moore), uma ceramista de talento, são um casal muito apaixonado. Recém-casados, se mudam para um apartamento em Nova York que acabaram de comprar. No trabalho, Sam descobre uma grande diferença em um par de contas bancárias. Desconfiado que há algum estelionatário desviando dinheiro do banco, ele confia em seu grande amigo e colega de trabalho, Carl Bruner (Tony Goldwyn), para investigar o assunto, já que o mesmo se ofereceu para a atividade. Com o tempo, vendo que o dinheiro da conta de um cliente continua a ser extorquido, passa a desconfiar de Carl, mas ainda não tem como provar suas suspeitas, e então Sam decide investigar os dados bancários e as contas de todos os clientes. Mais tarde, naquela noite, Sam e Molly, após voltarem de uma peça sobre Macbeth, são atacados por um bandido armado chamado Willie Lopez (Rick Aviles). Após anunciar o assalto, Molly se desespera e Willie lhe-dá um tapa. Sam entra em luta corporal com o bandido para proteger Molly, mas acaba assassinado com um tiro, e Molly fica em pânico. O espírito de Sam, ainda desorientado, tenta bater no bandido, mas fica em estado de choque ao ver seu corpo sem vida e estirado na calçada. Espíritos de luz tentam levá-lo, mas com medo e sem nada entender, recusa. Aos poucos, após acompanhar seu enterro, ele percebe que agora é um fantasma, cuja presença não pode ser vista ou ouvida, e fica muito atormentado, o que o faz chorar. Aproveitando-se desta nova realidade, decide investigar sobre o desvio da conta bancária, assunto que deixou pendente em vida, e descobre que Carl mandou assassiná-lo por medo de ser descoberto, e que ele é o estelionatário do banco que trabalhavam. Revoltado, promete vingança, e seu objetivo maior é proteger Molly.

Um dia, Sam está sozinho em seu apartamento que possuía em vida, testando sua habilidade de atravessar portas, quando Willie entra, procurando por algo. Sam é incapaz de parar o assassino, mas o gato de Molly consegue ver e ouvir Sam. Sam grita para o gato e este arranha o rosto de Willie. Sam segue o assassino até a casa dele no Brooklyn, e ouve que ele vai voltar para a casa de Molly para tentar achar a senha da conta bancária, que Sam conseguiu alterar em vida, impedindo o estelionatário de continuar com o golpe. Na volta, ele também conhece Oda Mae Brown (Whoopi Goldberg), ao passar pela porta de um centro espírita. Ele entra no local, em busca de ajuda pois sabe que ali podem vê-lo ou ouvi-lo. Oda Mae é uma mulher de bom coração, mas como é ex-presidiária, e não conseguiu emprego, decidiu se fingir de vidente para sobreviver. Ela é uma médium trambiqueira, que finge manter contato com parentes mortos em sessões para familiares, e se assusta muito quando percebe que pode ouvir Sam, embora não possa vê-lo. Ela acha que ficou louca, ficando muito assustada, acha que ouvir esta voz é castigo de Deus ou uma brincadeira de mau gosto do diabo, pois sempre fingiu suas habilidades até então. Com persistência, Sam conta sua história, e convence Oda Mae a dizer à Molly que ela está em perigo. Ao procurá-la, Molly não acredita, e diz que chamará a polícia caso ela não for embora. Oda Mae decide desistir, mas se afeiçoou a Sam, e por terem ficado amigos de verdade, ela promete continuar ajudá-lo. Molly está depressiva e infeliz pela morte de seu único e verdadeiro amor. Sam sofre demais e toda noite faz carinho nos cabelos de Molly até ela dormir. Sua amada não pode sentir sua presença, nem ouvi-lo ou vê-lo, o que o deixa muito frustrado. Carl se finge de amigo de Molly e aos poucos ganha sua confiança. Molly também conhece Willie, fingindo ser amigo de trabalho de Carl e Sam, e ela não o reconhece como o assaltante que matou Sam, por ele estar de máscara na ocasião. Oda Mae continua a procurá-la, sob orientação de Sam, revelando intimidades que só ele e Molly sabiam. A jovem fica impressionada, e aos poucos começa acreditar na vidente, ficando chocada ao saber que Carl e Willie são bandidos perigosos. Mas ao contar tudo para Carl, ele percebe que a há alguém ajudando a vidente, para ela saber sobre seus crimes, e então convence Molly de que Oda Mae é uma golpista e quer roubá-la. Molly fica com medo, e procura uma delegacia. Ela fala à polícia sobre suas preocupações, que está se sentindo perseguida e ameaçada. Os policiais confirmam que Oda Mae é uma velha conhecida da polícia americana, uma estelionatária que ficou presa por muitos anos, enquanto Willie não tem nenhum registro policial. É o suficiente para Molly acreditar plenamente em Carl. Ele passa a seduzi-lá e eles se envolvem. Sam fica revoltado, mas nada pode fazer.

Sam tenta mais uma vez. Oda Mae procura Molly e mesmo com as duas brigando, ela revela à Molly que Carl estava envolvido em um esquema de lavagem de dinheiro no banco e que o assassinato de Sam foi uma tentativa de Carl para adquirir as senhas dele, para que ele pudesse transferir o dinheiro de várias contas para outra no outro banco. Molly fica confusa, revoltada, e expulsa Oda Mae de sua casa. Não desistindo de proteger Molly, Sam aprende como mover objetos sólidos com um agressivo poltergeist (Vincent Schiavelli) na estação de metrô. Então, começa a assustar Carl e Willie, sugando suas energias e materializando suas mãos e movendo objetos na casa de cada um, o que os deixa em pânico. Ele convence Oda Mae a ajudá-lo novamente e embora ela não queira mais se meter em confusão, aceita. Seguindo suas instruções, Oda Mae usa uma de suas identidades falsas, vai até o banco, fecha a conta que estava sendo extorquida, e dá contra a vontade seus U$ 4 milhões de dólares para um abrigo de freiras, por um pedido de Sam, já que Oda queria muito aquele dinheiro, mas Sam afirma que aquele dinheiro é maldito e por causa dele foi morto.

Carl descobre que a conta que tinha os U$ 4 milhões fora fechada e este se desespera. Sam zomba dele no escritório fazendo objetos se mexerem e fazendo acusações que aparecem na tela de seu computador, digitando "assassino", então logo depois aparece o seu nome (SAM), tornando-o a repetir várias vezes. Carl visita Molly. Ele está muito perturbado e alterado. Ele grita para o além dizendo a Sam que vai matar Molly, cortando-lhe a garganta, a menos que o dinheiro seja devolvido naquela noite e na sua conta. Ele e Willie, em seguida, deduzem que, a Sra. Rita Müller, que fechou a conta, só pode ser a vidente Oda Mae. Eles, então, vão ao apartamento de Oda Mae para matá-la. Sam consegue chegar primeiro e avisa a Oda Mae e suas duas irmãs, para que rapidamente escapassem. Elas se refugiam no apartamento de uma vizinha. Sam usa seus poderes para separar, distrair e assustar Carl e Willie, que estão no apartamento de Oda Mae em busca dela e do dinheiro. Sam assusta Willie, aparecendo para ele e fazendo a palavra 'BOO' aparecer no espelho do banheiro de Oda Mae. Willie consegue ver o fantasma, e, horrorizado com a experiência e com muito medo e perturbação, foge correndo, e após ser empurrado por vários homens, que achavam que ele estava louco por correr gritando no meio da rua, ele é morto após ser encurralado e atropelado por um carro e um caminhão que perdeu a direção. O espiríto de Willie surge, vê seu corpo morto e ensangüentado em cima do capô do carro e avista Sam que diz a Willie que ele está morto. Um grupo de espíritos sombrios, com uma sinistra risada, emergem das trevas, e puxam Willie para uma sombra, enquanto Sam fica chocado com a cena de Willie sendo segurado e levado a força para o umbral.

Depois, Sam e Oda Mae retornam ao apartamento de Molly para avisá-la sobre Carl, mas ela se recusa a ir com Oda Mae. Sam finalmente a convence de que Oda Mae não é uma golpista e de que ele está verdadeiramente presente como um fantasma fazendo mover uma moeda por baixo da porta. A moeda sobe pela porta e levita na frente de Molly. Espantada, Molly deixa Oda Mae entrar e enquanto aguardava a polícia, Sam usa o corpo de Oda Mae para compartilhar uma última dança com Molly. Oda descobre que além de ouvir espíritos, pode incorporar. Sam incorpora em Oda, e conversa com Molly, que chora de emoção.

Carl chega, preparado para matar Molly e Oda Mae, mas elas fogem pela saída de incêndio. Sam fica momentaneamente enfraquecido por conta de ter incorporado em Oda Mae. Carl segue as duas até o sótão do prédio onde consegue capturar Oda Mae e a ameaça de morte, mas Molly vem em seu auxílio e detém Carl o suficiente para que a vidente escape. Carl segura Molly, mas não tem êxito. Como Sam se recuperou ele materializa energias e é capaz de desarmar Carl e atacá-lo. Carl se assusta ao ver o espírito de Sam e tenta fugir através de uma enorme janela de vidro. Ele arremessa um gancho andaime na direção de Sam que oscila para trás e parcialmente quebra o vidro na parte superior da janela, fazendo cair cacos pontiagudos de vidro sobre Carl, um deles acerta em cheio o vilão na barriga, o matando na hora. Sam desvia o olhar horrorizado com a morte do ex-amigo. O espírito de Carl surge. Sam então assiste em silêncio, enquanto guardiões sombrios chegam e arrastam Carl, que está gritando horrorizado para dentro da escuridão.

Sam vai até Oda Mae e Molly e pergunta se elas estão bem, Molly, de repente percebe que milagrosamente, ela pode ouvi-lo. Uma luz celestial enche o local e Sam se torna totalmente visível tanto para Molly, quanto para Oda Mae. Sam olha para trás e vê centenas de pessoas no plano espiritual, além de anjos, em um portal para o Além. Sua tarefa foi concluída e ele pode partir em paz. Sam compartilha com Molly um adeus emocionado e um último beijo entre a realidade e o além. Ele ainda agradece à Oda Mae por tudo e ela diz que os anjos estão o chamando para seu novo lar. Assim, Sam parte para a eternidade. Oda assume seus poderes e passa a trabalhar para caridade espiritual e Molly a ajuda, dando parte de suas cerâmicas à abrigos espíritas.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Actor Personagem Dublador/Brasil
Patrick Swayze Sam Wheat Garcia Júnior
Demi Moore Molly Jensen Mônica Rossi
Whoopi Goldberg Oda Mae Brown Selma Lopes
Tony Goldwyn Carl Brunner Hélio Ribeiro
Rick Aviles Willie Lopez Márcio Simões
Gail Boggs Irmã de Oda Mae Brown Maria da Penha
Armelia McQueen Irmã de Oda Mae Brown Marly Ribeiro
Vincent Schiavelli Fantasma do Metrô Mauro Ramos
Bruce Jarchow Lyle Ferguson Maurício Berger
Stephen Root Sargento Leonel Abrantes
Laura Drake Policial Carmen Sheila
Imagem Arsenio Hall na TV Júlio César
Locutor Corrêa de Araújo

Recepção[editar | editar código-fonte]

Ghost recebeu avaliações favoráveis ​​e teve uma aprovação de "81%" no Rotten Tomatoes.[2] Ele tem uma média de 53/100 no site Metacritic. O filme tem sido criticado por apresentar o estereótipo vodu negro com Oda Mae Brown. No entanto, apesar disso, o desempenho de Goldberg foi muito elogiado. Janet Maslin em sua revisão para o The New York Times comenta, "Ms. Goldberg interpreta um personagem de espanto, irritação e grande presente para voltar falar com o punho. Esta é uma daquelas raras ocasiões em que a inclassificável Sra. Goldberg encontrou um papel que realmente combina com ela, e ela faz mais do mesmo". Goldberg ganhou um Oscar, BAFTA e Globo de Ouro por sua performance.

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme foi um sucesso de bilheteria arrecadando U$ 505.702.588 com um orçamento de U$ 21 milhões.[3] No Brasil arrecadou U$17.041.632 e em Portugal U$602.695.[4] Foi o filme de maior bilheteria de 1990.[5]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1991 (Estados Unidos)

Ano Categoria Notas Resultado
1991 Melhor Filme Ghost Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante Whoopi Goldberg Venceu
Melhor Roteiro Original Bruce Joel Rubin Venceu
Melhor Edição Walter Murch Indicado
Melhor Trilha Sonora Maurice Jarre Indicado

Prêmio Saturno 1991 (Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films, EUA)

Ano Categoria Notas Resultado
1991 Melhor Filme de Fantasia Ghost Venceu
Melhor Diretor Jerry Zucker Indicado
Melhor Atriz Demi Moore Venceu
Melhor Ator Coadjuvante Tony Goldwyn Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante Whoopi Goldberg Venceu
Melhor Roteiro Bruce Joel Rubin Indicado
Melhor Música Maurice Jarre Indicado
Melhores Efeitos Sonoros Earle Smith Jr. Indicado

Academia Japonesa de Cinema 1991 (Japão)

Ano Categoria Notas Resultado
1991 Melhor Filme Estrangeiro Ghost Venceu

BAFTA[desambiguação necessária] 1991 (Reino Unido)

Ano Categoria Notas Resultado
1991 Melhor Atriz Coadjuvante Whoopi Goldberg Venceu
Melhor Roteiro Original Bruce Joel Rubin Indicado
Melhor Maquiagem Aileen Josenwall Indicado
Melhores Efeitos Visuais Eric Stewart Indicado

Globo de Ouro 1991 (Estados Unidos)

Ano Categoria Notas Resultado
1991 Melhor Filme - Comédia ou Musical Ghost Indicado
Melhor Ator - Comédia ou Musical Patrick Swayze Indicado
Melhor Atriz - Comédia ou Musical Demi Moore Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante Whoopi Goldberg Venceu

Remake[editar | editar código-fonte]

Em 13 de novembro de 2010, a Paramount Pictures e a Shochiku lançaram um remake japonês de Ghost, intitulado Ghost: In Your Arms Again (ゴースト もういちど 抱きしめ たい, Gōsuto Mouichido Dakishimetai?).[6] O remake é estrelado por Nanako Matsushima e Song Seung-heon, juntamente com a atriz veterana Kiki Kirin.

Adaptação para Musical[editar | editar código-fonte]

Ghost, O Musical é um musical com libreto e roteiro de Bruce Joel Rubin e letra e música de Dave Stewart e Glen Ballard.

Baseado no filme homônimo de 1990, o musical teve sua estreia mundial no Manchester Opera House em Manchester, Inglaterra, em março de 2011. Em seguida estreou em West End de Londres, Inglaterra, no verão de 2011, em 19 de julho, com temporada encerrada em outubro de 2012.

A estreia na Broadway em Nova York, Estados Unidos da América, ocorreu em abril de 2012, sendo a temporada encerrada em 18 de agosto de 2012.

O musical está em turnê no Reino Unido e nos Estados Unidos em 2013.[7] Em 2016, o musical ganhará montagem no Brasil,[8] com os atores André Loddi e Giulia Nadruz nos papeis principais.

Adaptação para série de televisão[editar | editar código-fonte]

Segundo o site americano "Deadline", o filme Ghost - Do Outro Lado da Vida, de 1990, será uma série de TV. A adaptação será feita pelo roteirista Akiva Goldsman (vencedor do Oscar por Uma Mente Brilhante) e pelo produtor-executivo Jeff Pinkner, que trabalhou nas séries Alias, Lost e Fringe. Será o primeiro projeto do departamento de televisão dos estúdios Paramount, recentemente reativado.[9]

Espiritismo[editar | editar código-fonte]

O filme Ghost, com temática espírita, foi um sucesso de bilheteria no Brasil, como outros filmes com a mesma temática,[10] devido a este país ter a maior comunidade espírita do planeta.[11][12]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde novembro de 2013).
  • A atriz Meg Ryan recusou o papel de Molly. Nicole Kidman chegou a fazer testes para o papel. Molly Ringwald também fez um teste para o papel mas perdeu para Demi Moore;
  • Bruce Willis, que na época era marido de Demi Moore, recusou o papel de Sam, pois achava que o filme não daria certo. Outros grandes atores, como Tom Hanks, Tom Cruise e Nicolas Cage foram reprovados para interpretar Sam;
  • O Diretor Jerry Zucker havia trabalhado anteriormente em comédias malucas, como Apertem os cintos... o Piloto Sumiu!;
  • Whoopi Goldberg só participou do filme graças à insistência de Patrick Swayze. Graças à sua atuação em Ghost, ela ganhou posteriormente o Oscar de melhor atriz coadjuvante;
  • Por uma estranha e mórbida coincidência, o ator Vincent Schiavelli, que interpretou o fantasma do metrô, morreu de câncer aos 57 anos, assim como Swayze.
  • O filme foi exibido pela primeira vez na televisão aberta, na Rede Globo, em Tela Quente - Especial, em 27 de dezembro de 1993. A audiência do longa foi histórica: bateu os 56 pontos e chegou a superar os índices da novela das oito da época, Fera Ferida, que a antecedeu na programação. Ghost entrou para a história, uma vez que nenhum outro filme registrou tamanha audiência até então e somente foi superada pela primeira exibição do filme Titanic, 7 anos depois, com 57 pontos.[13]

Referências

  1. a b «Ghost (1990)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 13 de janeiro de 2013. 
  2. [1]
  3. «"'Ghost' Performing Solidly at the Box Office"» (em inglês). Los Angeles Time 
  4. «"Ghost (1990) - International Box Office Results"» (em inglês). Box Office Mojo 
  5. "1990 Worldwide Grosses". Boxofficemojo.com. Acesso data em 29 de Julho de 2014.
  6. [2]
  7. [3]
  8. [4]
  9. Página visitada em 13.11.13
  10. [5]
  11. [6]
  12. [7]
  13. «Globo atinge 57 pontos no Ibope com Titanic - Diário do Grande ABC». Jornal Diário do Grande ABC 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Ghost