Gianni Rodari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gianni Rodari Academia Brasileira de Letras
Data de nascimento 23 de outubro de 1920
Local de nascimento Omegna, Itália
Nacionalidade  Itáliana
Data de morte 14 de abril de 1980 (59 anos)
Local de morte Roma, Itália
Ocupação Jornalista, escritor e poeta
Magnum opus Gramática da fantasia

Gianni Rodari (Omegna, 23 de outubro de 1920Roma, 14 de abril de 1980) foi um jornalista, escritor e poeta italiano, especializado em livros de literatura infantil.

É conhecido e traduzido em muitos países do mundo.

Cquote1.svg Ele, vai ir longe? vai ter sorte? Vai cuidar-se de todas as coisas deste mundo?
Nós não sabemos isso, porque ele está ainda marchando
com a coragem e a decisão do primeiro dia.
Só podemos desejar para ele,
de todo coração: BOA SORTE!
Cquote2.svg
Gianni Rodari, O jovem caranguejo

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Il libro delle Filastrocche (1951)
  • As aventuras de Cebolinho - no original Il Romanzo di Cipollino (1951)
  • La freccia azzurra (1953)
  • Zé Jasmim na terra dos aldrabões - no original Gelsomino nel paese dei bugiardi (1958)
  • Filastrocche in cielo e in terra (1960)
  • Histórias ao telefone - no original Favole al telefono (1962)
  • Gip nel televisore (1962)
  • La torta in cielo (1966)
  • Gramática da fantasia: introdução à arte de inventar histórias - no original La Grammatica della Fantasia (1974)
  • C'era due volte il barone Lamberto ovvero I misteri dell’isola di San Giulio (1978, ISBN 88-06-01578-8)
  • Novas histórias ao telefone - no original Novelle fatte a macchina
  • La filastrocca di Pinocchio (1974)
  • Marionette in libertà (1974)
  • La gondola fantasma (1978)
  • C'era due volte il barone Lamberto (1978)
  • Il teatro i ragazzi la città (1978)
  • Histórias para brincar - no original Parole per giocare (1979)
  • Bambolik (1979)
  • Il gioco dei quattro cantoni (1980)
  • I nani di Mantova (1980)
  • Pequenos vagabundos - no original Piccoli vagabondi (1981, póstumo)
  • Alice entre as gravuras - no original Alice nelle figure (2007, póstumo)
  • Animais sem Jardim Zoológico - no original Animali senza Zoo (2008, póstumo)
  • Baralhando histórias - no original A sbagliare le storie (2011, póstumo)
  • O que é preciso? - no original Che cosa ci vuole (2010, póstumo)

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Na Itália existem centenas de Ruas, Avenidas, Praças, Bibliotecas, Escolas de I e II grau dedicadas à Gianni Rodari.
  • Em Bolonha existe o CORODARI, coral pacifista para crianças e pais.

Prêmios (seleção)[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.