Giannina Braschi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Giannina Braschi
Nome completo Giannina Braschi
Nascimento 5 de fevereiro de 1953 (63 anos)
San Juan,  Porto Rico
Nacionalidade Estados Unidos estadunidense
Ocupação Romancista

Giannina Braschi (San Juan, 5 de fevereiro de 1953) é uma poetisa e romancista americana, de origem italiana, nascida em Porto Rico.

Creditada como tendo criado o primeiro romance em Spanglish, YO-YO BOING! (1998) e autora da trilogia poética Empire of Dreams (Yale, 1994), o qual relata as experiências dos imigrantes latino-americanos nos Estados Unidos da América. "Por décadas, escritores dominicanos e porto-riquenhos têm desenvolvido uma revolução lingüística", observou The Boston Globe, e "Giannina Braschi, especialmente em seu último romance YO-YO BOING!, testemunha isso".[1] Sua obra é uma "fusão sinergética que marca de modo decisivo as experiências vividas pelos hispânicos nos EUA".[2]

Escrito originalmente em inglês, "United States of Banana" (2011) se tornou parte importante da literatura pós 11 de setembro nas universidades. Essa obra de gênero misto virou obra de teatro na Universidade Columbia, uma séria de curtas-metragens de arte e logo será lançado como história em quadrinhos. As paródias da obra estão mudando a dinâmica entre os Estados Unidos, a Espanha, a América Latina e o Caribe, sem esquecer a crescente influência econômica da China.[3] Braschi é "uma das vozes mais revolucionárias da literatura latino-americana da atualidade", afirmou o PEN American Center. Ela é membro do National Endowment for the Arts. Ela escreve em espanhol, "spanglish" e inglês para expressar a jornada cultural de milhões de imigrantes hispânicos nos EUA e para retratar as três opções do seu país de origem, Porto Rico: nação, colônia ou Estado soberano.[4][5]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Asalto al tiempo, Ambitos Literarios, Barcelona, 1980.
  • La poesia de Becquer, Costa Amic, Cidade do México, 1982.
  • La comedia profana, Anthropos Editorial del hombre, Barcelona, 1985.
  • Libro de payasos y bufones, Grafica Uno, Giorgio Upiglio, Milão, 1987.
  • El imperio de los suenos, Anthropos Editorial del hombre, Barcelona, 1988.
  • Empire of Dreams (tradução em inglês), Yale University Press, New Haven/Londres, 1994.
  • Yo-Yo Boing!, Latin American Literary Review, Pittsburgh, 1998.
  • El imperio de los suenos, Editorial de la Universidad de Puerto Rico, Rio Piedras, Puerto Rico, 2000.
  • United States of Banana, Estados Unidos de Banana, 2011.

Referências

  1. The Boston Globe, "Spanglish is everywhere now, which is no problema for some, but a pain in the cuello for purists" por Ilan Stavans, 14/9/2003.
  2. "The Review of Contemporary Fiction", Review of Giannina Braschi's Yo-Yo Boing, por David Foster, 1999.
  3. Romero, Ivette (12 de diciembre de 2011). «New Book: Giannina Braschi's United States of Banana». Repeating Islands: News and Commentary on Caribbean Culture. 
  4. Delgado, Jose. A. (24 de septiembre de 2012). «La libertad no es una opción, es un derecho: La autora puertorriqueña aboga por que la Isla tenga libertad y voz independiente». El Nuevo Día (Washington, DC [s.n.]). 
  5. de la Paz, Luis (17 de marzo de 2016). «¿Qué leer? Los eBooks que te recomendamos: El último día de Terranova de Manuel Rivas; United States of Banana de Giannina Braschi, Matar a un ruiseñor de Harper Lee)». El Nuevo Herald (Miami [s.n.]). 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Nuyorican Power, programa sobre cultura "Nuyorican", com Giannina Braschi, produzido por Evan B. Stone e Carrie Pyle para a CURRENT TV. (em inglês)
  • "Ground Zero", por Giannina Braschi, na "Evergreen Review", editado por Barney Rosset. (em inglês)
  • [1] (em inglês)
Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.