Gilberto Pereira Lopes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gilberto Pereira Lopes
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo-emérito de Campinas
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Campinas
Nomeação 10 de fevereiro de 1982
Predecessor Dom Antônio Maria Alves de Siqueira
Sucessor Dom Bruno Gamberini
Mandato 1982 - 2004
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 4 de dezembro de 1949
Catedral de Petrolina
Nomeação episcopal 3 de novembro de 1966
Ordenação episcopal 18 de dezembro de 1966
por Dom Sebastião Baggio
Lema episcopal MYSTERIUM CHRISTI PRAEDICARE
anunciar o mistério de Cristo
Nomeado arcebispo 24 de dezembro de 1975
Brasão arquiepiscopal
Dados pessoais
Nascimento Santaluz
14 de fevereiro de 1927 (91 anos)
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Alice Pereira de Souza
Pai: Salustino Lopes de Souza
Funções exercidas -Bispo de Ipameri (1966-1975)
-Arcebispo-coadjutor de Campinas (1975-1982)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Gilberto Pereira Lopes (Santaluz, 14 de fevereiro de 1927) é um bispo católico e Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Campinas.

Filho de Salustino Lopes de Souza e Alice Pereira de Souza, foi ordenado presbítero na Catedral de Petrolina, no dia 4 de dezembro de 1949. No dia 3 de novembro de 1966 foi nomeado Bispo de Ipameri, tendo recebido a Ordenação Episcopal a 18 de dezembro de 1966, das mãos do Núncio Apostólico Dom Sebastião Baggio. Foram co-sagrantes Dom Fernando Gomes e Dom David Picão. Seu lema é "Mysterium Christi Praedicare" (Anunciar o Mistério de Cristo).

No dia 24 de dezembro de 1975 foi nomeado Arcebispo Coadjutor de Campinas, com direito à sucessão de Dom Antônio Maria Alves de Siqueira, tomando posse no dia 7 de março de 1976. Com a renúncia de Dom Antônio, no dia 26 de janeiro de 1980, foi nomeado Administrador Apostólico "Sede Plena". No dia 10 de fevereiro de 1982 foi promovido a Arcebispo Metropolitano de Campinas. Em 2002, ao completar 75 anos de idade, Dom Gilberto apresentou ao Papa João Paulo II sua renúncia. A renúncia foi aceita no dia 2 de junho de 2004, sendo seu sucessor o então Bispo de Bragança Paulista, Dom Bruno Gamberini.

Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.