Gilmar Silva Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gilmar
Informações pessoais
Nome completo Gilmar Silva Santos
Data de nasc. 9 de março de 1984 (35 anos)
Local de nasc. Ubatã (BA), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,77 m
Destro
Apelido Gilmacher, Gilmaravilha
Informações profissionais
Clube atual Vitória das Tabocas
Posição Meia e Atacante
Clubes de juventude
2000–2002 Vitória
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2003–2006
2006
2006–2007
2007
2008
2008–2009
2009–2011
2010
2011
2012
2012
2013
2013–2015
2015
2016
2017
2017–2018
2019–
Vitória
Santos (emp.)
Tokyo Verdy 1969
Yokohama FC
Tokyo Verdy 1969
Náutico
Guingamp
Grêmio Prudente (emp.)
São Caetano
Avaí
Criciúma
Oeste
ABC
América de Natal
Santo André
Itumbiara
Náutico
Vitória das Tabocas
0053 0000(3)
0001 0000(0)
0018 0000(9)
0005 0000(0)
0012 0000(1)
0046 000(15)
0026 0000(5)
0002 0000(2)
0002 0000(0)
0027 0000(4)
0012 0000(2)
0039 0000(5)
0012 0000(1)
0010 0000(1)
0017 000(10)
0017 000(10)
0018 0000(2)
0005 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 6 de outubro de 2017.

Gilmar Silva Santos, mais conhecido como Gilmar (Ubatã, 9 de março de 1984), é um futebolista brasileiro que atua como atacante e meio-campo. Atualmente, joga pelo Vitória das Tabocas.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi revelado pelo Vitória em 2003, onde permaneceu por cinco anos e conquistou os campeonatos baianos de 2003, 2004 e 2005, sendo inclusive artilheiro desse último, além de ter conquistado a Copa do Nordeste de 2003. No rubro-negro baiano, revezava entre o meio-campo e o ataque.

Em 2006, foi para o Santos, pelo qual foi bicampeão paulista. No ano seguinte, foi para o futebol japonês, disputando o campeonato pelo Tokyo Verdy 1969. Passou também pelo Yokohama FC antes de ser contratado pelo Náutico.

No time pernambucano, se destacou e, no dia 30 de agosto, sendo um dos maiores artilheiros do Brasil naquele momento,[carece de fontes?] acertou transferência de três anos com um time da segunda divisão francesa, o Guingamp.[2] Especula-se que o valor girou em torno de R$ 2 milhões.

Em julho de 2010, quase foi emprestado ao Corinthians, mas em virtude de um problema cardíaco, a negociação não se concretizou.[3] Assim, um mês depois, assinou com o Grêmio Prudente para a disputa da Série A. Ao fim do campeonato, o Prudente acabou rebaixado.

No ano de 2011, disputou a Série B pelo São Caetano.[4]

Para a temporada de 2012, Gilmar foi anunciado como reforço do Avaí.[5] Sua estreia pelo time foi pela última rodada do turno do Campeonato Catarinense, Gilmar substituiu o seu companheiro Neilson e o Avaí saiu derrotado por 1 a 0 para o Metropolitano na Ressacada.[6]

Pela segunda rodada do returno o Avaí enfrentou o Criciúma no Heriberto Hülse, e vemceu por 2 a 0, mas o fato ruim ficou por parte de Gilmar. Após a última substituição do jogo do treinador Mauro Ovelha ser anunciada, atleta não se conformou e chutou uma placa de publicidade em tom de desaprovação. Dois dias depois do fato, o gerente de futebol do Avaí Carlos Arini, anunciou a suspensão do jogador por tempo indeterminado.[7] Sua situação não foi revertida e Gilmar foi dispensado pelo clube.[8] Ao mesmo tempo de sua dispensa pelo Avaí, Gilmar foi anunciado como reforço do Criciúma. Ele não poderá mais atuar pelo estadual por já estar inscrito por outro clube, e será utilizado na Série B do Campeonato Brasileiro.[9]

Em janeiro de 2013, após deixar o Criciúma, acertou com o Oeste de Itápolis para a disputa do Paulistão 2013.[10] No dia 16 de agosto de 2013, por indicação de Roberto Fernandes com que já trabalhou no Náutico para defender o ABC na disputa do Campeonato Brasileiro.

No ano de 2017, Gilmar foi contratado para defender o Itumbiara na primeira divisão do Campeonato Goiano. O atleta teve bom desempenho e foi o artilheiro da competição com 08 gols e, ajudou o time da divisa de Goiás com Minas Gerais a conquistar uma vaga para o Campeonato Brasileiro da Série D de 2018. Porém o Itumbiara já tinha vaga assegurada na Série D de 2017. A equipe estreou com vitória no Estádio JK jogando contra o Audax-SP com um gol de Gilmar, que, voltaria a marcar pela terceira rodada da competição em partida contra a Portuguesa do Rio de Janeiro, o jogo terminou empatado por 1 a 1. Ainda com o campeonato em andamento no mês de junho de 2017, Gilmar deixou o Itumbiara e voltou para a equipe do Náutico.[11]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vitória
Santos
Campeonato Paulista - 2006
  • Criciúma
  • vice campeão brasileiro da serie B-2012
  • Santo André
  • Campeonato paulista -2016 serie a2
América-RN

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

artilheiro do campeonato baiano 2004

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.