Gilvan de Pinho Tavares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gilvan de Pinho Tavares
Nascimento 12 de maio de 1940 (80 anos)
Sabinópolis (MG)
Ocupação Ex-Presidente do Cruzeiro Esporte Clube e Presidente da Primeira Liga
Profissão Advogado

Gilvan de Pinho Tavares (Sabinópolis, 22 de janeiro de 1940)[1] é um advogado de formação, e ex-presidente do Cruzeiro Esporte Clube.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Sabinópolis, no estado de Minas Gerais, é filho de Agenor de Pinho Tavares, nascido em 31 de Julho de 1910, já falecido, e de Maria Flor De Maio Pimenta Barroso, nascida em 19 de maio de 1918, também já falecida.[1] Gilvan de Pinho Tavares começou sua história com o Cruzeiro em 1956, quando atuou como jogador pelas categorias de base do Clube. No final de 2011, com 83% dos votos, foi eleito presidente do Clube. No dia 01 de Janeiro de 2012, assumiu o cargo, tomando o lugar do ex-presidente Zezé Perrella, que ficou 3 mandatos como presidente do Cruzeiro. Já em 2014, Gilvan de Pinho Tavares foi reeleito presidente do Cruzeiro por aclamação do Conselho Deliberativo para gestão até 31 de dezembro de 2017. Gilvan também é advogado e é casado.[2] Durante a gestão dele, o Cruzeiro conquistou o Bicampeonato Brasileiro 2013-2014 a Copa do Brasil 2017, e o título invicto do Campeonato Mineiro de 2014, além de passar por uma importante reestruturação financeira[3]. Durante a gestão dele, o Cruzeiro foi dos times que nunca caíram, aquele que tinha a menor dívida.[4] No entanto,em sua gestão o Cruzeiro acumulou quase R$ 50 milhões em processos administrativos na Fifa, referentes a compra de jogadores vindos de clubes estrangeiros nos últimos anos, divida que sera herdada pela nova diretoria.[5]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.