Ginástica artística nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 - Salto feminino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Olympic Rings white.svg
Salto feminino nos
Jogos Olímpicos de Verão de 2020
Japão Tóquio, Japão
Dados
Participantes 8 de 6 nações
Sede Ariake Gymnastics Centre
Data 25 de julho de 2021 (qualificatória)
1 de agosto de 2021 (final)
Medalhistas
Medalha de ouro Ouro Rebeca Andrade
BrasilBRA Brasil
Medalha de prata Prata MyKayla Skinner
Estados UnidosUSA Estados Unidos
Medalha de bronze Bronze Yeo Seo-jeong
Coreia do SulKOR Coreia do Sul
◄◄ Brasil 2016 Olympic Rings white.svg 2024 França ►►

O evento de salto sobre a mesa feminino nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 está programado para ocorrer em 25 de julho e 1 de agosto de 2021 no Ariake Gymnastics Centre.[1] Ao contrário de outros eventos de aparelho, o salto exige que as ginastas realizem dois exercícios para que os resultados sejam contados para a final; a maioria das ginastas realiza apenas um (se participam de equipe ou individual geral) ou nenhum (se participam apenas de outro aparelho). Aproximadamente 20 ginastas de 15 nações (do total de 98 ginastas) devem competir com dois exercícios de salto na rodada qualificatória.[2]

Rebeca Andrade, do Brasil, venceu o evento e conseguiu sua segunda medalha individual nas Olimpíadas de 2020. A medalha de Andrade é o primeiro ouro do Brasil na ginástica artística femininina. MyKayla Skinner, dos Estados Unidos, ganhou a medalha de prata após ter sido originalmente excluída pela regra de duas por país. Yeo Seo-jeong, da Coreia do Sul terminou com o bronze para ganhar a primeira medalha da Coreia do Sul na ginástica artística feminina.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Esta foi a 19ª aparição do evento, após sua estreia nos Jogos Olímpicos de Verão de 1952. A atual campeã Simone Biles, dos Estados Unidos, almejava se tornar a primeira mulher a defender o título olímpico desde que Věra Čáslavská o fez em 1964 e 1968. No entanto, Biles anunciou sua desistência em 30 de julho devido a razões de saúde mental, após desistências anteriores das finais por equipe e do individual geral.[3] Ela foi substituída na final pela companheira de equipe MyKayla Skinner, que havia sido excluída devido à regra de duas por país.

Qualificação[editar | editar código-fonte]

Um Comitê Olímpico Nacional (CON) pode inscrever até 6 ginastas qualificados: uma equipe de 4 e até 2 especialistas. Ao todo, 98 vagas são destinadas à ginástica masculina.

As 12 equipes que se classificarem poderão enviar 4 ginastas na competição por equipes, num total de 48 das 98 vagas inscritas. As três primeiras equipes do Campeonato Mundial de Ginástica Artística de 2018 (China, Rússia e Japão) e as nove primeiras equipes (excluindo as já qualificadas) do Campeonato Mundial de Ginástica Artística de 2019 (Ucrânia, Grã-Bretanha, Suíça, Estados Unidos, Taipé Chinesa, Coreia do Sul, Brasil, Espanha e Alemanha) conquistaram vagas de qualificação para a equipe.

Os 50 lugares de cota restantes são atribuídos individualmente. Cada ginasta pode ganhar apenas uma vaga, exceto aqueles que competiram com uma equipe qualificada são elegíveis para ganhar um segundo lugar até o 2020 All Around World Cup Series. Alguns dos eventos individuais são abertos a ginastas de CONs com equipes qualificadas, enquanto outros não. Essas vagas são preenchidas por meio de diversos critérios baseados no Campeonato Mundial de 2019, na série da Copa do Mundo de Ginástica Artística FIG 2020, campeonatos continentais, garantia de sede e convite da Comissão Tripartite.

Cada uma das 98 ginastas qualificados são elegíveis para a competição de salto, mas devido à exigência de que o ginasta execute dois exercícios de salto na rodada de qualificação (ao invés do necessário para contar para eventos gerais por equipe e individuais), muitas ginastas não tentam se classificar para a final de salto.

A pandemia COVID-19 atrasou muitos dos eventos de qualificação para a ginástica. Os Campeonatos Mundiais de 2018 e 2019 foram concluídos no prazo, mas muitos dos eventos da série da Copa do Mundo foram adiados para 2021.

Formato de competição[editar | editar código-fonte]

Os 8 primeiros classificados na fase qualificatória (limite de duas por CON) avançam para a final do aparelho. Para o salto, apenas as ginastas que realizam dois exercícios no salto são consideradas para a final; a pontuação média dos dois exercícios é contada. As finalistas realizam novamente dois saltos. As pontuações de qualificação são então ignoradas, contando apenas as pontuações das rodadas finais (média dos dois exercícios).

Calendário[editar | editar código-fonte]

A competição é realizada em dois dias, domingo, 25 de julho e domingo, 1 de agosto. A fase qualificatória (para todas as provas de ginástica feminina) é o primeiro dia; a final por aparelho é no segundo dia.[1]

Data Horário Rodada Subdivisão
25 de julho 10:00 Qualificatória Subdivisão 1
11:50 Subdivisão 2
15:10 Subdivisão 3
17:05 Subdivisão 4
20:20 Subdivisão 5
1 de agosto 17:45 Final
Todos os horários estão no horário padrão do Japão (UTC+9)

Resultados[editar | editar código-fonte]

Qualificatória[editar | editar código-fonte]

Pos. Ginasta Salto 1 Salto 2 Total Resultados
Nota D Nota E Pen. Pont. 1 Dificuldade Execução Pen. Pont. 2
1 Estados UnidosUSA Simone Biles 6.0 9.266 0.300 14.966 5.8 9.600 15.400 15.183 Q D[3]
2 Estados UnidosUSA Jade Carey 6.0 9.166 15.166 5.8 9.366 15.166 15.166 Q
3 BrasilBRA Rebeca Andrade 6.0 9.400 15.400 5.4 9.400 14.800 15.100 Q
4 Estados UnidosUSA MyKayla Skinner 6.0 8.933 14.933 5.8 9.000 14.800 14.866 – S
5 Coreia do SulKOR Yeo Seo-jeong 5.8 9.200 15.000 5.4 9.200 14.600 14.800 Q
6 CanadáCAN Shallon Olsen 6.0 8.966 14.966 5.4 9.033 14.433 14.699 Q
7 ROCROC Lilia Akhaimova 5.8 8.966 14.766 5.6 9.033 14.633 14.699 Q
8 MéxicoMEX Alexa Moreno 5.8 9.033 14.833 5.6 8.933 0.100 14.433 14.633 Q
9 ROCROC Angelina Melnikova 5.4 9.066 14.466 6.0 8.866 0.100 14.766 14.616 Q
10 SuíçaSUI Giulia Steingruber 5.8 9.033 14.833 5.4 8.900 14.300 14.566 R1
11 JapãoJPN Mai Murakami 5.4 9.033 14.433 5.8 8.700 14.500 14.466 R2
12 CanadáCAN Ellie Black 5.4 9.133 14.533 5.2 9.100 14.300 14.416 R3
Reservas

As reservas para a final do salto feminino foram:

  1. SuíçaSUI Giulia Steingruber
  2. JapãoJPN Mai Murakami
  3. CanadáCAN Ellie Black

Apenas duas ginastas de cada país podem avançar para a final do evento. As ginastas que não se classificaram para a final por causa da cota, mas tiveram pontuações altas o suficiente para isso foram:

Final[editar | editar código-fonte]

Competidoras mais velhas e mais novas

Nome País Data de nascimento Idade
Mais nova Yeo Seo-jeong Coreia do SulKOR Coreia do Sul 20 de fevereiro de 2002 19 anos, 5 meses e 12 dias
Mais velha Alexa Moreno MéxicoMEX México 8 de agosto de 1994 26 anos, 11 meses e 24 dias
Pos. Ginasta Salto 1 Salto 2 Total
Nota D Nota E Pen. Pont. 1 Nota D Nota E Pen. Pont. 2
1 BrasilBRA Rebeca Andrade 6.0 9.266 0.100 15.166 5.8 9.200 15.000 15.083
2 Estados UnidosUSA MyKayla Skinner 6.0 9.033 15.033 5.8 9.000 14.800 14.916
3 Coreia do SulKOR Yeo Seo-jeong 6.2 9.133 15.333 5.4 8.733 14.133 14.733
4 MéxicoMEX Alexa Moreno 5.8 8.966 14.766 5.6 9.066 14.666 14.716
5 ROCROC Angelina Melnikova 5.4 9.266 14.666 6.0 8.800 0.100 14.700 14.683
6 ROCROC Lilia Akhaimova 5.8 8.866 14.666 5.6 9.066 14.666 14.666
7 CanadáCAN Shallon Olsen 6.0 8.700 14.700 5.4 9.000 14.400 14.550
8 Estados UnidosUSA Jade Carey 3.3 8.633 11.933 5.8 9.100 2.000 12.900 12.416

[5]

Referências[editar | editar código-fonte]