Giordano Bruno (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Giordano Bruno
 Itália
1973 •  cor •  115 min 
Direção Giuliano Montaldo
Produção Carlo Ponti
Roteiro Lucio De Caro
Giuliano Montaldo
Elenco Gian Maria Volonté
Charlotte Rampling
Hans Christian Blech
Género drama biográfico
Música Ennio Morricone
Cinematografia Vittorio Storaro
Figurino Enrico Sabbatini
Edição Antonio Siciliano
Idioma língua italiana
Página no IMDb (em inglês)

Giordano Bruno é um filme franco-italiano de 1973, do gênero drama biográfico, tendo por tema o processo movido pela Inquisição Romana contra o filósofo italiano Giordano Bruno.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filósofo, astrônomo e matemático Giordano Bruno foi um dos maiores pensadores do Século XVI e um dos precursores da ciência moderna, tendo sido conselheiro de príncipes e reis.

Suas ideias metafísicas eram monistas e imanentistas, admitindo que acima de um deus imanente (a "alma do mundo"), haveria um deus transcendente, só apreendido pela fé, mas uma fé inteiramente naturalista, bem diversa da fé cristã.

Processado pela Inquisição de Veneza, preferiu retratar-se (como Galileu), mas seus inimigos conseguiram que fosse mandado a Roma, onde respondeu a novo processo.

Elenco[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. «Filme Giordano Bruno – 1973». INRI CRISTO - O Emissário do PAI. Consultado em 18 de julho de 2019 
Portal A Wikipédia tem os portais:
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme do cinema italiano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.