Giornale di Sicilia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Giornale di Sicilia
Periodicidade diário
Formato tabloide
Sede Palermo
Preço 1,10 €
Fundação 7 de junho de 1860 (160 anos)
Fundador(es) Girolamo Ardizzone
Proprietário Giornale di Sicilia Editoriale Poligrafica S.p.A. (Società Editrice Siciliana-Gazzetta del Sud)
Diretor Giovanni Pepi
Orientação política centrista-conservador
Idioma italiano
Circulação 65.000 (2007)
Página oficial http://www.gds.it

O Giornale di Sicilia é um diário de circulação nacional da Sicília. Sua sede central é Palermo, dez publicações locais, uma cada cada província siciliana e uma para a cidade de Palermo, além de uma edição nacional. O periódico foi fundado logo após a chegada de Giuseppe Garibaldi à Sicília em 7 de junho de 1860. Em agosto de 2017, o Giornale di Sicilia é comprado pela concorrente Gazzetta del Sud[1].

Tiragem[editar | editar código-fonte]

Ano Cópias vendidas
2008 64.101
2007 64.079
2006 64.108
2005 63.838
2004 63.873
2003 64.857
2002 63.612
2001 66.306
2000 66.137
1999 65.779
1998 66.344
1997 67.131
1996 63.577
Fonte: Accertamenti Diffusione Stampa (Ads)

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.