Giovanni Giolitti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Giovanni Giolitti
Giovanni Giolitti
Primeiro-ministro da Itália Itália
Período 1º - 15 de maio de 1892
até 15 de dezembro de 1893

2º - 3 de novembro de 1903
até 12 de março de 1905
3º - 29 de maio de 1906
até 11 de dezembro de 1909
4º - 30 de março de 1911
até 21 de março de 1914
5º - 15 de junho de 1920
até 4 de julho de 1921

Antecessor(a) 1º - Antonio di Rudinì

2º - Giuseppe Zanardelli
3º - Sidney Sonnino
4º - Luigi Luzzatti
5º - Francesco Saverio Nitti

Sucessor(a) 1º - Francesco Crispi

2º - Tommaso Tittoni
3º - Sidney Sonnino
4º - Antonio Salandra
5º - Ivanoe Bonomi

Dados pessoais
Nascimento 27 de outubro de 1842
Mondovì, Piemonte
Morte 17 de julho de 1928
Cavour, Piemonte
Partido Partido Liberal Italiano

Giovanni Giolitti (Mondovì, 27 de outubro de 1842Cavour, 17 de julho de 1928) foi um político italiano, Presidente do Conselho de Ministros (cargo equivalente a primeiro-ministro) de seu país, em cinco diferentes mandatos.

O período durante o qual guiou a vida política da Itália é geralmente referido como "era giolittiana" (em italiano, età giolittiana). Embora sua atuação como governante tenha sido objeto de críticas por parte de muitos dos seus contemporâneos [1] - a exemplo de Gaetano Salvemini e do próprio Benito Mussolini[2] -, Giolitti foi um dos políticos liberais mais eficientes em promover a ampliação da base democrática da Itália recentemente unificada e a modernização econômica (sobretudo da indústria) e político-cultural da sociedade italiana, entre o fim do século XIX e as primeiras décadas do século XX. Depois de um voto de confiança inicial, em 1922, ao novo governo fascista, Giolitti passaria a atuar na oposição a Benito Mussolini, a partir de 1924.

Referências

  1. (em italiano) GIOLITTI, Giovanni. Por Emilio Gentile. In Dizionario Biografico degli Italiani, vol. 55 (2001).
  2. Em "Doutrina do fascismo" (1932), lê-se : "No grande rio do fascismo, encontrareis os filões que remontam a Sorel, a Lagardelle do Mouvement Socialiste, a Péguy e à coorte dos sindicalistas italianos que, entre 1904 e 1914, trouxeram uma nota de novidade ao ambiente socialista italiano, já desvirilizado e cloroformizado pela fornicação giolittiana, com as Pagine libere de Olivetti, La Lupa de Orano, Il Divenire sociale de Enrico Leone." In Gentile e Mussolini, La dottrina del fascismo (1932) (em italiano).



Precedido por
Antonio di Rudinì
Primeiro-ministro da Itália
1892 - 1893
Sucedido por
Francesco Crispi
Precedido por
Giuseppe Zanardelli
Primeiro-ministro da Itália
1903 - 1905
Sucedido por
Tommaso Tittoni
Precedido por
Sidney Sonnino
Primeiro-ministro da Itália
1906 - 1909
Sucedido por
Sidney Sonnino
Precedido por
Luigi Luzzatti
Primeiro-ministro da Itália
1911 - 1914
Sucedido por
Antonio Salandra
Precedido por
Francesco Saverio Nitti
Primeiro-ministro da Itália
1920 - 1921
Sucedido por
Ivanoe Bonomi


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.