Giovanni Paolo Pannini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Giovanni Paolo Pannini
Nascimento 17 de junho de 1720
Placência
Morte 21 de outubro de 1812 (92 anos)
Roma
Cidadania Itália
Ocupação pintor, arquiteto, cenógrafo
Obras destacadas Modern Rome, Ancient Rome, Roman Capriccio: The Pantheon and Other Monuments
Movimento estético barroco

Giovanni Paolo Pannini (Placência, 17 de junho de 1691Roma, 21 de outubro de 1765) foi um pintor e arquiteto que trabalhou em Roma e é conhecido principalmente como um dos vedutisti ("pintores de vistas"). Como pintor, Panini é mais conhecido por suas vistas de Roma, nas quais teve um interesse particular pelas antiguidades da cidade. Entre suas obras mais famosas estão a vista do interior do Panteão (em nome de Francesco Algarotti ) e seu vedute - pinturas de galerias de imagens com vistas de Roma. A maioria de suas obras, especialmente as de ruínas, têm um embelezamento fantasioso e irreal característico dos temas de capricho. Nisto eles se assemelham ao capricci de Marco Ricci. Panini também pintou retratos, incluindo um do Papa Bento XIV.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Quando jovem, Panini treinou em sua cidade natal de Piacenza, com Giuseppe Natali e Andrea Galluzzi , e com o cenógrafo Francesco Galli-Bibiena. Em 1711 muda-se para Roma, onde estuda desenho com Benedetto Luti.

Em Roma, Panini ganhou fama como decorador de palácios. Algumas de suas obras incluem a Villa Patrizi (1719-1725), o Palazzo de Carolis (1720) e o Seminario Romano (1721-1722). Em 1719, Panini foi admitido na Congregazione dei Virtuosi al Pantheon. Ele ensinou em Roma na Accademia di San Luca e na Académie de France, onde teria influenciado Jean-Honoré Fragonard. Em 1754, ele serviu como príncipe (diretor) da Accademia di San Luca.

Os monarcas espanhóis apreciaram tanto o seu trabalho que, a pedido de Filippo Juvarra, este enviou pinturas para decorar a Sala de Laca do Palacio Real de La Granja de San Ildefonso. Além disso, o Rei D. Carlos IV, quando era Príncipe, comprou várias das suas obras que ainda se conservam no Museu do Prado e nos palácios reais.[2]

Panini morreu em Roma em 21 de outubro de 1765.[1]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Panini [Pannini], Giovanni [Gian] Paolo». Oxford Art Online (em inglês). Consultado em 16 de junho de 2021 
  2. «Panini, Giovanni Paolo - Colección - Museo Nacional del Prado». www.museodelprado.es. Consultado em 16 de junho de 2021 
  3. «Christ casting the Money Changers out of the Temple - The Collection - Museo Nacional del Prado». www.museodelprado.es. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  4. «The pool at Bethesda». Museo Nacional Thyssen-Bornemisza (em inglês). Consultado em 28 de dezembro de 2020