Giovanni Piccolomo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Giovanni
Informações pessoais
Nome completo Giovanni Piccolomo
Data de nasc. 4 de abril de 1994 (23 anos)
Local de nasc. Sorocaba (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Italiano
Altura 1,73 m[1]
Destro
Informações profissionais
Clube atual Náutico
Número 10
Posição Meia
Clubes de juventude
20122013 Corinthians
Clubes profissionais12
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20122017
2013
2014
2015
2015
2016
20162017
2017
Corinthians
Ponte Preta (emp.)
Portuguesa (emp.)
São Bento (emp.)
Atlético Paranaense (emp.)
Tigres do Brasil (emp.)
São Bento (emp.)
Náutico
017 0000(2)
012 0000(0)
004 0000(1)
012 0000(0)
008 0000(0)
012 0000(3)
017 0000(2)
019 0000(2)
Seleção nacional
20122013 Brasil Sub-20
005 0000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 8 de junho de 2013.
2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 18 de outubro de 2017.

Giovanni Piccolomo, mais conhecido como Giovanni, (Sorocaba, 4 de abril de 1994) é um futebolista brasileiro que atua como meia. Atualmente, joga pelo Náutico.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Infância[editar | editar código-fonte]

Começou a demonstrar suas habilidades desde pequeno na cidade de Sorocaba-SP. Jogando por escolinhas locais, como E.C Manchester, Guarany F.S, entre outras, Giovanni também é um jogador vindo do futsal. Teve várias conquistas e mostrava um potencial diferenciado, não sendo à toa, por total merecimento, estar onde está hoje.

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Oriundo das categorias de base da equipe paulista, ganhou destaque quando foi campeão da Copa São Paulo de 2012. Giovanni atuou muito bem na competição, durante uma campanha invicta do time, com oito jogos e oito vitórias.[1][2][3] Ao longo do campeonato, Giovanni chegou a marcar duas vezes no mesmo jogo (contra o Atlético-PR, partida válida pela semifinal).[4] Também havia exercido importante papel nas oitavas-de-final, quando fez assistência para gol e criou oportunidades contra o Primeira Camisa.[5]

Mas só atingiu visibilidade nacional quando marcou seu primeiro gol no profissional, contra o Grêmio pelo Campeonato Brasileiro, em setembro de 2012.[6][7] Era a quinta atuação do meia pela equipe profissional corintiana.[8]

Começou a ganhar reconhecimento da torcida após descartar vaga na Seleção sub-20 para ir ao Japão na disputa do Mundial de Clubes FIFA 2012, mesmo sabendo que dificilmente sairia do banco, que de fato ocorreu.[9] Futuramente na festa de comemoração do título fez várias provocações aos rivais junto com os companheiros de clube Jorge Henrique e Emerson, que levaram os torcedores no local ao delírio, e causou muita polêmica com os torcedores rivais.[10]

Giovanni teve um início de 2013 com muitas expectativas, pelo fato de ter terminado muito bem o ano de 2012, sendo até Campeão Mundial de Clubes FIFA 2012 com apenas 18 anos, e regularmente convocado pela Seleção sub-20. E de fato teve a chance para mostrar seu futebol, nas três primeiras rodadas do Campeonato Paulista 2013, onde o técnico Tite resolveu poupar seus principais jogadores. E novamente protagonizou um fato que teve muita repercussão na mídia e entre os torcedores, quando anotou seu segundo gol pelo profissional, após grande jogada do carismático chinês Zizao.[11] Mas apesar de tudo não conseguiu puxar os holofotes para si, pelo fato de jogar sobrecarregado na armação e junto com muitos reservas, causando baixo rendimento na equipe.

Após o retorno dos titulares e com as contratações das estrelas Renato Augusto e Alexandre Pato, aumentou muito a concorrência no setor ofensivo e não teve mais oportunidades. Em junho foi emprestado para Ponte Preta até o fim de 2013, com o objetivo de reforçar a equipe de campinas no Brasileirão 2013.[12]

Foi emprestado, para 2014, para a Portuguesa. Em 2015, foi emprestado ao São Bento, clube da sua cidade natal, Sorocaba.

Gols pelo Corinthians[editar | editar código-fonte]

Gols pelo Portuguesa[editar | editar código-fonte]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Foi convocado pela Seleção Brasileira sub-20 pela primeira vez em junho de 2012 para disputar o Quadrangular Internacional, realizado na Argentina, no qual foi campeão.[13] Depois chegou a ser convocado novamente várias vezes para treinos e amistosos na Granja Comary, onde se destacou e virou um dos principais nomes para brilhar no Sul-Americano Sub-20 de 2013, junto com o meia Mattheus, filho do ex-jogador Bebeto, porem seu coração corintiano falou mais alto e ele abriu mão de disputar o Sul-Americano pela canarinha para fazer parte do grupo que conquistou o Mundial de Clubes da FIFA de 2012 pelo Corinthians.[9]

Após o vexame da Seleção Brasileira sub-20 no Sul-Americano Sub-20 de 2013, onde Giovanni não estava presente, foi novamente convocado para disputar o Torneio Internacional de Toulon de 2013, com a responsabilidade de apagar a má apresentação da seleção no início do ano. E superou expectativas com ótimas atuações, sendo um dos destaques da equipe, que no final se sagrou campeão. Sua grande partida foi a que o Brasil venceu o México pelo placar de 1x0, onde foi o melhor jogador em campo, infernizou a defesa mexicana, colocou inúmeras vezes seus companheiros na cara do gol, participou da jogada do gol, e no finalzinho ainda protagonizou um lindo lance, com uma pedalada e uma humilhante caneta, onde depois levou a pancada e provocou a expulsão do adversário.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Corinthians
Seleção Brasileira Sub-20

Referências

  1. a b «Perfil». Corinthians.com.br 
  2. «Ao vivo: Corinthians x Fluminense». Globoesporte.com. 25 de janeiro de 2012. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  3. Dassler Marques (25 de janeiro de 2012). «Zagueiro faz 2, Corinthians vira sobre Flu e é campeão da Copa SP». Terra. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  4. «Corinthians goleia o Atlético-PR e está na final da Copa SP». iG São Paulo. 21 de janeiro de 2012. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  5. «Corinthians faz 5 no Primeira Camisa e avança às quartas da Copa SP». Terra. 17 de janeiro de 2012. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  6. Diego Ribeiro e Marcos Olinda Guerra (8 de setembro de 2012). «Timão vence Grêmio e completa 'terror' aos líderes do Brasileirão». Globoesporte.com. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  7. «Corinthians vence e impede Grêmio de chegar à liderança». Folha de S.Paulo. 8 de setembro de 2012. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  8. «Após golaço que sacramentou vitória corintiana, Giovanni sofre com timidez para dar entrevista». UOL. 8 de setembro de 2012. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  9. a b «Após 'descartar' Seleção, Giovanni explica: 'Quem me paga é o Timão'». Globoesporte. 29 de novembro de 2012. Consultado em 3 de janeiro de 2013 
  10. «espn.estadao.com.br/noticia/299564_prata-da-casa-puxa-provocacoes-e-dupla-de-ataque-lembra-leo-palmeiras-e-titulo-por-wo». Estadão ESPN. 18 de dezembro de 2012. Consultado em 3 de janeiro de 2013 
  11. «Zizao brilha com bela assistência, mas Corinthians reserva fica no 1 a 1 com o Paulista». Uol Esporte. 20 de janeiro de 2013. Consultado em 11 de junho de 2013 
  12. «Ponte Preta anuncia chegada de Giovanni, do Corinthians, por empréstimo». Uol Esporte. 11 de junho de 2013. Consultado em 11 de junho de 2013 
  13. «Seleção Brasileira Sub-20 é campeã em cima da Argentina em Torneio Quadrangular». Virgula UOL. 1 de julho de 2012. Consultado em 14 de setembro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.