Gita Govinda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Textos hindus
Aum.svg

Shruti:

Smriti:

O Gita Govinda (em sânscrito: गीता गोविन्द, "Canção do Vaqueiro") é uma obra escrita no século XII por Jayadeva Goswami. Ela descreve o relacionamento entre o deus hindu Krishna e as gopis ("Vaqueiras") de Vrindavana, e em particular uma gopi chamada Radha. Esta obra foi de grande importância para o desenvolvimento das tradições de bhakti ("devoção") do hinduísmo.


A Gita Govinda está organizada em doze capítulos. Cada capítulo é subdividido em vinte e quatro divisões chamadas Prabandha. Os prabandhas contêm dísticos agrupados em oitos, chamados Ashtapadis. É mencionado que Radha é maior que Krishna. O texto também elabora os oito modos de Heroína, o Ashta Nayika, que tem sido uma inspiração para muitas composições e trabalhos coreográficos em dança clássica indiana.[1]

Referências

  1. «Learn the lingo». Hindu.com. 14 de setembro de 2007 
Ícone de esboço Este artigo sobre Hinduísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.