Glaciares da Islândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagem de satélite da Islândia

Cerca de 11% da Islândia (11 922 km² de 103 000 km²) está coberta por glaciares – também designados por geleiras na língua portuguesa. [1][2]
Muitas destas calotas de gelo estão por cima de vulcões, como é o caso de Vatnajökull, cobrindo Grímsvötn e Bárðarbunga.
O termo islandês para glaciar/geleira é jökull.

Os maiores glaciares, por superfície[editar | editar código-fonte]

Glaciar Superfície
km²
Altitude
m
1 Vatnajökull 8 300 2 109,6
2 Langjökull 953 1 360
3 Hofsjökull 925 1 765
4 Mýrdalsjökull 596 1 493
5 Drangajökull 160 925
6 Eyjafjallajökull 78 1 666
7 Tungnafellsjökull 48 1 535
8 Þórisjökull 32 1 350
9 Eiríksjökull 22 1 672
10 Þrándarjökull 22 1 236
11 Tindfjallajökull 19 1 462
12 Torfajökull 15 1 190
13 Snæfellsjökull 11 1 446

Fonte

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Icelandic Statistics» (em inglês). National Land Survey of Iceland. Consultado em 10 de setembro de 2015 
  2. Ísberg, Jón Ólafur; Ragnar Th. Sigurðsson (2005). «Geologi, geografi och klimat». Island i dag (em sueco). Reiquiavique: Prentleikni ehf. p. 108-109. 192 páginas. ISBN 9979-9708-3-9 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]