Globo Esporte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Globo Esporte
Logotipo do programa
Informação geral
Formato telejornal
Gênero Esportivo
Duração 20 a 30 minutos
Estado Em Exibição
País de origem  Brasil
Idioma original (em português brasileiro)
Produção
Diretor(es) Ali Kamel
Renato Ribeiro
Apresentador(es) ver lista
Tema de abertura Instrumental
Localização Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Recife
Exibição
Emissora original Brasil TV Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 14 de agosto de 1978 (43 anos) – presente
Cronologia
Programas relacionados Esporte Espetacular
Manchete Esportiva
Ligações externas
Site oficial

Globo Esporte é um telejornal esportivo apresentado pela TV Globo desde 14 de agosto de 1978, exibido nas tardes de segunda a sábado.

História[editar | editar código-fonte]

Estreou em 14 de agosto de 1978, no lugar do Copa Brasil, ampliando assim o espaço para falar das notícias de todas as modalidades esportivas, sem descuidar do futebol. O apresentador da estreia foi Léo Batista. Desde então, nomes de peso e respeito do Jornalismo Esportivo, assim como Léo, comandaram o programa, entre eles: Fernando Vanucci, Galvão Bueno, Cleber Machado, Isabela Scalabrini, Fernando Sasso, Natan Oliveira, Paulo Brito, Sérgio Ewerthon, Oliveira Andrade, Debora Meneses, Mylena Ciribelli, Tino Marcos, Glenda Kozlowski, entre outros.

Atualmente, tem 15 edições próprias: uma edição de rede gravada e gerada pela Globo no Rio de Janeiro para todo Brasil (menos DF, SP, AM, AC, RO, MG, MT, MS, RS, PA, PE, BA, PR, CE, GO, SC, MA). Nessa edição, o primeiro bloco da grade de programação é reservado para programações das emissoras locais. De 2008 a 2010, a edição nacional do programa foi apresentada por Glenda Kozlowski.[1][2] Desde então é apresentada por Cristiane Dias.

Desde o fim de 2010, a Globo vinha exibindo, eventualmente, uma edição somente para a região metropolitana do Rio de Janeiro. A partir de 3 de janeiro de 2011, os fluminenses ganharam de vez essa edição exclusiva onde exibiu o primeiro conteúdo em alta definição (HD) de sua história. Nos estados de São Paulo e Minas Gerais também há edições próprias, exibidas somente nesses estados pelas respectivas filiais. Esse esquema voltou a ser utilizado no ano de 2009, após o ano de 2008 o jornal ter sido apresentado em rede para todo o país, nas semanas que antecederam a Copa do Mundo FIFA 2010, uma parte do Globo Esporte do Rio de Janeiro passou a ser exibido também para São Paulo e Minas Gerais, restando apenas o primeiro bloco local.

Desde 16 de maio, o Globo Esporte passou a ter mais edições regionais, para os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Pernambuco, Paraná, Ceará e Bahia. Para as regiões onde se passava a edição de rede, foi criada a Agência GE que concentra material dos repórteres da rede, editado com o padrão das edições paulista e fluminense, via satélite, variando de acordo com a necessidade do estado. Além disso, esses passam a ser apresentados por duplas. Primeiramente com Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Ceará, depois Pernambuco e Paraná.[3]

A edição nacional é gravada no mesmo estúdio da edição local para a Região Metropolitana do Rio de Janeiro, que por sua vez é ao vivo. Aos sábados, a edição nacional também é transmitida para o Rio de Janeiro. A edição do Globo Esporte RJ é retransmitida para todo o estado. Algumas praças não tem sequer um bloco local próprio, e assistem à integra da edição nacional.

No plantão de fim de ano da TV Globo, ou seja, na semana do Natal e Ano Novo, um único programa é exibido para todo Brasil. Em uma semana é exibida a edição paulista em rede e na outra a edição fluminense.

Tiago Leifert, apesar de ser o apresentador titular da edição paulista, frequentemente se ausenta do comando do programa em função de outros projetos que participa na emissora. Eventualmente, Cristiane Dias é vista na edição fluminense, assim como Alex Escobar comanda a versão nacional do programa. Desde a saída de Marcos Leandro, a edição mineira não teve mais um apresentador fixo.

Em 2014, a edição goiana apresentada por Thaís Freitas passa agora a ser a décima segunda edição totalmente regional, sem a exibição da parte da edição nacional.

Em 2015, após seis anos no comando da edição paulista, Tiago Leifert deixa o programa para se dedicar ao entretenimento. Com isso, Ivan Moré, até então no Esporte Espetacular, passa a substituí-lo, além de haver mudança na edição local do Rio de Janeiro, com Fernanda Gentil ocupando o lugar de Alex Escobar, que vai para o Esporte Espetacular.

Em 7 de março de 2016, o programa ganhou novo pacote visual e gráfico, que incluiu nova identidade visual, novas vinhetas de abertura, ida e volta de intervalo e encerramento e GC's - Gerador de Caracteres.

Em 29 de agosto, é anunciada a volta de Alex Escobar para a edição fluminense do GE, no lugar de Fernanda Gentil, que vai para o Esporte Espetacular.

Em 3 de junho de 2019, Felipe Andreoli estreia no GE SP, substituindo Ivan Moré, que saiu da emissora. Lucas Gutierrez substituiu Felipe Andreoli no Esporte Espetacular.

Em 25 de agosto de 2019, o programa ganha novo cenário nas edições do RJ, SP, DF e PE seguindo os moldes do cenário que havia estreado em 5 de agosto do mesmo ano na Globo Minas.[4]

Em março de 2020, Victor Andrade deixa a edição local de Goiás para ir para a Globo Nordeste. Assumiu Karla Izumi, então eventual.[5]

Entre 17 de março até 1 de agosto de 2020, a exibição do programa foi suspensa devido aos ajustes na programação, devido à pandemia de COVID-19. Para tanto, o noticiário esportivo foi incorporado a edição da tarde do Praça TV, com os repórteres esportivos da Globo participando dos telejornais locais.

No dia 13 de julho, a InterTV Cabugi, afiliada Globo no Rio Grande do Norte encerra a produção do GE local e demite a equipe, incluindo o apresentador Thiago César. O estado passará a exibir o programa gerado pela rede.

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Algumas emissoras da rede exibem apenas um bloco local de 5 minutos do Globo Esporte, sendo os dois blocos seguintes da edição nacional transmitida via antena parabólica. As afiliadas da TV Globo em São Paulo transmitem o programa gerado pela TV Globo São Paulo, e em Minas Gerais, há uma fragmentação entre as que exibem o programa gerado pela TV Globo Minas (Triângulo Mineiro) e o que é gerado pela TV Globo no Rio de Janeiro (Zona da Mata). As únicas regiões que não possuem a versão local do Globo Esporte são o Espírito Santo (Rede Gazeta), Tocantins (TV Anhanguera Palmas), Rio Grande do Norte (InterTV Cabugi) e o oeste do Pará (TV Tapajós), onde as emissoras locais transmitem a edição nacional por completo. Em Goiás a TV Anhanguera Luziânia exibe o Globo Esporte DF gerado pela TV Globo Brasília.

Local Emissora Apresentador(a) Apresentador(a) eventual
 Brasil (parabólicas analógicas) TV Globo Nacional Alex Escobar Carol Barcellos
Eric Faria
Karine Alves
 Rio de Janeiro TV Globo Rio de Janeiro
 São Paulo TV Globo São Paulo Felipe Andreoli Caio Maciel
Felipe Diniz
Gabriela Ribeiro
 Distrito Federal e  Goiás (Entorno do Distrito Federal) TV Globo Brasília José Maurício Oliveira André Barroso
 Minas Gerais (exceto Uberlândia e Juiz de Fora) TV Globo Minas Maurício Paulucci Bob Faria
Jaime Júnior
Maria Cláudia Bonutti
Pedro Rocha
Rogério Corrêa
Cobertura da TV Integração Uberlândia.svg Uberlândia TV Integração Uberlândia Rogério Simões
Cobertura da TV Integração Juiz de Fora.svg Juiz de Fora TV Integração Juiz de Fora Inácio Novaes
 Pernambuco TV Globo Nordeste Tiago Medeiros Sabrina Rocha
Rembrandt Junior
Rodrigo Raposo
Victor Andrade
 Acre Rede Amazônica Rio Branco Paulo Henrique Nascimento
 Alagoas TV Gazeta Madson Delano Andréa Resende
 Amapá Rede Amazônica Macapá Elyerge Paes
 Amazonas Rede Amazônica Manaus Thiago Guedes Larissa Santiago
José
Carlos Amorim
Meike Farias
Breno Cabral
Bahia Bahia TV Bahia Mariana Aragão Renan Pinheiro
Danilo Ribeiro
Gustavo Castellucci
 Ceará TV Verdes Mares Fortaleza Marcos Montenegro Diego Twardy
Juscelino Filho
 Goiás (exceto Luziânia) TV Anhanguera Goiânia Karla Izumi Victor Hugo Araújo
Rafael Sebba
 Maranhão (exceto Imperatriz) TV Mirante São Luís Marco Aurélio Ádria Rodrigues
Waldélia Reis
Werton Araújo
Cobertura da TV Mirante Imperatriz.svg Imperatriz TV Mirante Imperatriz Jeremias Alves Tátyna Viana
 Mato Grosso TV Centro América Cuiabá Flávio Santos Israel Prates
Bruna Ficagna
 Mato Grosso do Sul TV Morena Campo Grande Átilla Eugênio Mariana Cintra
Marcos Ribeiro
Pará Pará TV Liberal Belém André Laurent Robério Vieira
Brenno Rayol
 Paraíba TV Cabo Branco Kako Marques Mário Aguiar
Luciano Santos
 Paraná RPC Curitiba Janaína Castilho Nadja Mauad
 Piauí TV Clube Flávio Meireles Stephanie Pacheco
 Rio Grande do Sul RBS TV Porto Alegre Alice Bastos Neves Kelly Costa
 Rondônia Rede Amazônica Porto Velho Divino Caetano Angelita Lima
 Roraima Rede Amazônica Boa Vista Lucas Luckezie
 Santa Catarina NSC TV Florianópolis Duda Dalponte Alisson Francisco
Luciano Calheiros
Rodrigo Faraco
 Sergipe TV Sergipe Leandro da Graça

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]