Globoplay

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Globoplay
Captura da tela principal do aplicativo, exibindo uma edição do programa "Encontro com Fátima Bernardes". Na imagem, aparece a apresentadora do programa, Fátima Bernardes.
Captura de tela
Captura da tela principal do aplicativo, exibindo uma edição do programa Encontro com Fátima Bernardes.
Desenvolvedor Rede Globo
Plataforma Android, iOS, web, Smart TV, Windows
Lançamento 3 de novembro de 2015 (2 anos)
Idioma(s) Português
Gênero(s) Vídeo sob demanda
Página oficial globoplay.com

Globoplay (anteriormente chamado de Globo Play) é uma plataforma digital de streaming de vídeos sob demanda criada e desenvolvida pela Rede Globo, que teve o seu lançamento feito em 26 de outubro de 2015.[1]

Programação[editar | editar código-fonte]

A plataforma disponibiliza gratuitamente os principais trechos dos programas exibidos pela Globo, porém, as versões completas dos programas - chamadas de "íntegras" - necessitam de uma assinatura paga.[1][2][3][4] A emissora também disponibiliza aos assinantes da plataforma conteúdo gravado em resolução 4K, que inclui títulos como a séries Dupla Identidade e Ligações Perigosas.[1][5]

Disponibilidade[editar | editar código-fonte]

Seu aplicativo está disponível desde o dia 3 de novembro de 2015 pela iTunes Store e na Google Play.[1][5] Também, possui versão para a webOS, da LG.[6] A versão web pode ser acessada pelo site da empresa.[7] Em fevereiro de 2016, seu app móvel ganhou compatibilidade com o Chromecast.[8][9][10] Estão sendo desenvolvidos aplicativos para TV's da Samsung, Philips, LG e Panasonic,[6] sendo que em abril de 2017, a TCL lançou o televisor P2 Ultra HD, cujo controle remoto possui um botão de atalho exclusivo para o aplicativo.[11] Também, foi anunciado uma versão para o Windows.[12]

O também aplicativo também disponibiliza a transmissão ao vivo da emissora via streaming, porém ele se encontra disponível apenas para usuários que estiverem na área de cobertura do canal 4 da cidade do Rio de Janeiro, do canal 5 da cidade de São Paulo, do canal 10 de Brasília, do canal 12 de Belo Horizonte e do canal 13 do Recife.[2][3][4][7][5][13][14] Em 7 de dezembro de 2017, a plataforma passou a disponibilizar também em todos os dispositivos os conteúdos regionais das afiliadas da Globo.

Programas exclusivos[editar | editar código-fonte]

O grupo já anunciou que pretende investir em projetos voltados apenas a plataforma digital, com conteúdo exclusivo. A primeira amostra, foi o lançamento do capítulo zero, da novela Totalmente Demais em 2015. Além disso, o programa libera episódios das séries para assinantes, tendo lançamentos exclusivos. Um exemplo é a série Mister Brau, que antes de ir ao ar, o episódio é liberado para assinantes.

Programas exclusivos[editar | editar código-fonte]

Ano Titulo Nota
2016 Totalmente Sem Noção Demais spin-off de Totalmente Demais
2016 A Lendo do Mão de Luva spin-off de Liberdade, Liberdade
2017 #RedeBBB Transmitido também no Gshow
2018 Assédio Série original

Lançamentos exclusivos[editar | editar código-fonte]

Ano Titulo Disponibilizado Transmissão na TV Nota
2015 Totalmente Demais 3 de novembro de 2015 6 e 7 de novembro de 2015[nota 1] Capítulo zero
2016 Supermax 16 de setembro de 2016 20 de setembro de 2016 12 episódios
2017 Brasil a Bordo 4 de maio de 2017 25 de janeiro de 2018 12 episódios
2017 Carcereiros 8 de junho de 2017 4 de setembro de 2017 no Mais Globosat
26 de abril de 2018 na Rede Globo
1ª temporada, 12 episódios
2017 Filhos da Pátria 3 de agosto de 2017 19 de setembro de 2017 1ª temporada, 10 episódios
2017 Supermax: O Inferno em Suas Mentes 5 de outubro de 2017 Não houve exibição da série neste país 10 episódios
2017 Treze Dias Longe do Sol 2 de novembro de 2017 8 de janeiro de 2018 10 capítulos (no Globo Play)
9 capítulos (na Rede Globo)

Notas

  1. Exibido após o último capítulo de I Love Paraisópolis e em sua respectiva reapresentação.

Referências

  1. a b c d «Globo Play: a programação da Globo ao vivo ao alcance de um 'play'; saiba». Rede Globo. Globo.com. 26 de outubro de 2015. Consultado em 30 de outubro de 2015. 
  2. a b Bruno Micali (26 de outubro de 2014). «Globo Play é "Netflix da Globo" e trará programação completa por streaming». Tecmundo. Consultado em 30 de outubro de 2015. 
  3. a b Lígia Mesquita (26 de outubro de 2015). «Globo lança em 3/11 nova plataforma de vídeo ao vivo e sob demanda». Outro Canal. Folha de S.Paulo. Consultado em 30 de outubro de 2015. 
  4. a b «Globo Play é lançado; conheça nova plataforma digital de vídeos da Globo». G1. Globo.com. 26 de outubro de 2015. Consultado em 30 de outubro de 2015. 
  5. a b c Paulo Higa (26 de outubro de 2015). «Globo Play: streaming ao vivo (e grátis) da TV Globo». Tecnoblog. Consultado em 30 de outubro de 2015. 
  6. a b «Globo Play é lançado nas Smart TVs da marca LG». G1. Globo.com. 30 de dezembro de 2015. Consultado em 16 de fevereiro de 2016. 
  7. a b «Globo Play leva TV aberta para PCs, tablets e smartphones». Experiências Digitais. Revista Época. 27 de outubro de 2014. Consultado em 30 de outubro de 2015. 
  8. «Globo Play chega em TVs comuns via Chromecast nesta segunda». NaTelinha. Universo Online, NE10. 16 de fevereiro de 2016. Consultado em 16 de fevereiro de 2016. 
  9. Vera Magalhães (14 de fevereiro de 2016). «Globo Play chega às TVs comuns via Chromecast». Radar On-line. Veja. Consultado em 28 de maio de 2016. 
  10. Elson de Souza (20 de dezembro de 2015). «Globo Play e Globosat Play: apps permitem assistir TV online». TechTudo. Globo.com. Consultado em 28 de maio de 2016. 
  11. «TCL lança smart TV 4K com botão exclusivo Globo Play». Tela Viva. 5 de abril de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017. 
  12. «No Android e iOS, app Globo Play também chegará ao Windows 10». TudoCelular. 13 de novembro de 2015. Consultado em 16 de fevereiro de 2016. 
  13. «Globo Play lança simulcasting em Minas e DF». Tela Viva. 11 de julho de 2016. Consultado em 11 de julho de 2016. 
  14. «Simulcast da Globo estará disponível para o Nordeste a partir do dia 19». Tela Viva. 15 de agosto de 2017. Consultado em 3 de setembro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]