Globus Cassus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Globus Cassus é um projeto artístico descrito no livro[1] de mesmo nome pelo arquiteto suiço Christian Waldvogel, que apresenta uma teórica transformação do planeta Terra em um mundo artificial oco e mais volumoso, com uma ecosfera em sua superfície interior.[2]

Vistas superior e lateral do Globus Cassus

Propriedades[editar | editar código-fonte]

A megaestrutura proposta incorporaria toda a matéria da Terra. A luz do Sol entraria por duas enormes janelas e a gravidade seria simulada por uma força centrífuga. Os humanos habitariam as duas vastas regiões situadas uma em frente à outra e que são conectadas através do centro, vazio. A hidrosfera e a atmosfera seriam retidas no interior. A ecosfera estaria restrita às zonas equatoriais, enquanto que nos trópicos, com baixa gravidade, uma atmosfera rarefeita permitiria apenas a prática da agricultura. Os polos não teriam gravidade nem atmosfera e seriam utilizados para o armazenamento de matéria-prima e processos de produção em microgravidade.

Estrutura geométrica[editar | editar código-fonte]

O Globus Cassus possui a forma de um icosaedro geodésico comprimido com duas aberturas diagonais e, ao longo das arestas do icosaedro, passam os feixes estruturais.

Escala planetária[editar | editar código-fonte]

O tamanho de um Globus Cassus seria um pouco menor que o de Saturno.

Referências

  1. Waldvogel, Christian; Boris Groys, Claude Lichtenstein, Michael Stauffer. Globus Cassus. [S.l.]: Lars Müller Publishers. ISBN 3-03778-045-2 
  2. «9th International Architecture Exhibition in Venice, Italy, 2004»