Glyphis gangeticus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaTubarão-de-Ganges
Carcharias gangeticus by muller and henle.png
Estado de conservação
Espécie em perigo crítico
Em perigo crítico
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Chondrichthyes
Ordem: Carcharhiniformes
Família: Carcharhinidae
Género: Glyphis
Espécie: Glyphis gangeticus
Nome binomial
Glyphis gangeticus
(J.P. Müller e Henle, 1839)
Distribuição geográfica
Glyphis gangeticus distmap.png

O tubarão-de-ganges é uma espécie raríssima de tubarão que habita água-doce. É encontrado como seu próprio nome já diz no rio de Ganges na Índia, e é frequentemente confundido com o tubarão-cabeça-chata pois também é uma espécie que vive por aí nesses locais. Hoje em dia essa espécie de tubarão está na beira da extinção.[1]

Aparência[editar | editar código-fonte]

Os tubarões-de-ganges são iguais à todos os seus parentes do gênero Glyphis, com barbatanas largas, cabeça achatada e etc, porém se distingue por seu hábitat, seus dentes e sua coloração na área dorsal que é cinzenta com um tom claro. Pode atingir um tamanho de até 204 cm.

Descrição "original" do tubarão-de-ganges por Johannes Peter Müller e Friedrich Gustav Jakob Henle em 1839. Primeiramente nomeado como "Carcharias gangeticus".
Carcharias gangeticus Day 187.jpg

Distribuição e hábitat[editar | editar código-fonte]

Como o seu próprio nome já diz, o tubarão-de-ganges é encontrado em águas doces, no rio de Ganges na Índia, de temperaturas quentes de clima tropical. Muitas vezes pode ser confundido com o tubarão-cabeça-chata (Carcharhinus leucas), mas pode ser distinguido por seus tamanhos, e o tubarão-cabeça-chata tende ser mais agressivo que o tubarão-de-ganges e é potencialmente perigoso. Tem a distribuição de menor quantidade do seu gênero, causa disso o humano.

Distribuição geográfica do tubarão-de-ganges.


Estado de conservação[editar | editar código-fonte]

O tubarão-de-ganges foi considerado como espécie em perigo crítico pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) desde 2007. Resultado disso são as áreas comerciais e industriais que afetaram o seu hábitat e usado para pesca e colheita de recursos aquáticos.

Status iucn3.1 CR pt.svg


Referências