GoDaddy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Go Daddy)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
GoDaddy
Sede da GoDaddy em 11 de dezembro de 2019.
Razão social GoDaddy Operating Company Inc.
Pública
Slogan Make the World You Want!
Atividade Registro de nome de domínio
Fundação 1997
Fundador(es) Bob Parsons
Sede Scottsdale, Arizona

 Estados Unidos

Área(s) servida(s) Mundo
Presidente Aman Bhutani (2019)
Pessoas-chave Scott Wagner
Empregados 6000 (2019) [1]
Produtos Domínios, Hospedagem de Sites, Segurança na Web
Subsidiárias Wild West Domains

Afternic

Media Temple

Sucuri

Host Europe Group

Dominei.com

Mad Mimi

Nodejitsu

Desert Newco, LLC

Host Europe Holdings Limited

Lifetime Value, LLC

Canary Calendar

ManageWP, LLC

ThemePivot

Uniregistry

Valor de mercado US$ 12,5 bilhões
Receita Aumento US$ 2.231,9 milhões (2017)[1]
Posição no Alexa Aumento 185 (2020)[2]
Website oficial www.godaddy.com

GoDaddy Inc. é uma empresa registradora de domínios e hospedeira de sites.[3] Em Janeiro de 2020, a GoDaddy possuía aproximadamente 19 milhões de clientes e mais de 6.000 funcionários em todo o mundo.[4] A empresa é conhecida por suas publicidades na TV e nos jornais.[5] A empresa GoDaddy é atualmente a maior organização registradora de domínios do mundo, conforme a ICANN.[6]

História[editar | editar código-fonte]

A GoDaddy foi fundada em 1997 pelo empreendedor Bob Parsons, de Baltimore, Maryland. Antes da GoDaddy, Parsons vendeu sua empresa de serviços financeiros de software, a Parsons Technology, para a Intuit por US$ 65 milhões em 1994.[7]

Parsons saiu de sua aposentadoria em 1997 para lançar a Jomax Technologies, que mais tarde se tornou GoDaddy Group Inc.

Inicialmente a empresa se chamaria Big Daddy, mas como o nome já estava registrado Parsons decidiu por Go Daddy e posteriormente GoDaddy.

Em 2011, A GoDaddy foi vendida por $ 2,2 bilhões para um grupo de privaty equity formado pelas empresas KKR & Co., Silver Lake Partners e Technology Crossover Ventures. A esperança é expandir a empresa internacionalmente, fazer mais parcerias, adquirir outras empresas e recrutar talentos, disse Bob Parsons, executivo-chefe e fundador, em entrevista ao Los Angeles Times. [8]

Patrocínios[editar | editar código-fonte]

Veículo com a Logo da GoDaddy na NASCAR

A empresa começou patrocinando o Super Bowl de 2005, a partir de 2009 patrocinou a piloto Danica Patrick na IndyCar Series e Brad Keselowski na NASCAR, passando a patrocinar Danica na NASCAR a partir de 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «'Total chaos': How Trump's Washington is killing the next generation of tech». Consultado em 7 de abril de 2020 
  2. «godaddy.com Competitive Analysis, Marketing Mix and Traffic». Consultado em 7 de abril de 2020 
  3. «YAM Special Holdings Inc: Company Profile». Bloomberg. Consultado em 21 de novembro de 2016 
  4. «Amendment No. 6 to Form S-1». www.sec.gov. Consultado em 21 de novembro de 2016 
  5. Elliot, Stuart (5 de fevereiro de 2007). «Super Bowl Ads of Cartoonish Violence, Perhaps Reflecting Toll of War». The New York Times. Consultado em 7 de fevereiro de 2007 
  6. Tusk, Bradley (13 de janeiro de 2020). «'Total chaos': How Trump's Washington is killing the next generation of tech». Fast Company (em inglês). Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  7. INTUIT INC. «COMMISSION FILE NUMBER 0-21180» 
  8. «Go Daddy sold to private equity firms for $2.25 billion». VentureBeat (em inglês). 2 de julho de 2011. Consultado em 14 de janeiro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre GoDaddy