Golfinhos do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Golfinhos do Rio de Janeiro
Bandeira do GRCESM Golfinhos do Rio de Janeiro.png
Fundação 6 de junho de 1996 (23 anos) [1]
Cores
Símbolo Golfinho [1]
Bairro Copacabana [1]

GRCESM Golfinhos do Rio de Janeiro é uma escola de samba mirim da cidade do Rio de Janeiro, que participa todos os anos do desfile oficial de escolas de samba mirins, na Marquês de Sapucaí.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A escola foi fundada com o nome de GRCESM Planeta Golfinhos da Guanabara, sendo conhecida apenas por Golfinhos da Guanabara.

Em 2008, apresentou o enredo "Jardim Botânico", tendo transferido seus ensaios para a comunidade Tavares Bastos, no Catete.[3]

Posteriormente, voltou à Ladeira dos Tabajaras, ensaiando na quadra da Villa Rica.

Em 2011, reeditou o samba-enredo da Santa Cruz de 1998.[4]

No ano de 2015, a escola alterou sua denominação para a atual. Desfilou no Carnaval de 2016 com um enredo em homenagem ao desembargador Siro Darlan[5], que durante anos enquanto foi juiz de primeira instância, atual à frente de uma das varas da infância da capital do Estado do Rio de Janeiro.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Valéria Pires 1995 - atualidade [6]

Intérpretes[editar | editar código-fonte]

Nome Período Ref.
Wesley Teixeira (Nego Wesley) 2011 [4]
Nego Wesley e Igor Reis 2012 [7]
Nego Wesley 2016-2017 [6][8]
Lucas Martins e Nego Wesley 2018-

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Golfinhos do Rio de Janeiro
Ano Enredo Compositores
do samba-enredo
Carnavalesco Ref.
2000 "Brasil 500 anos: Mix-Multi-Cultural" [1]
2004 "Fashion Carnaval, é samba!" Sérgio Murilo Sérgio Murilo [1]
2005 "Um Jardim Botânico no Rio de Janeiro" Badá e Sérgio Murilo Sérgio Murilo [1]
2006 "Erê Odara" Valéria Pires Dias da Silva [1]
2007 "Copacabana, amor à primeira vista" Ala dos Compositores Renato Lyra [1]
2008 "O Real Jardim Botânico Rio de Janeiro" Ala dos Compositores Valéria Pires e Sidiney Rocha [1]
2009 "Merci Beaucoup me deixe passar, vou ali volto já" Sérgio Maçã, Merica e Hugo Bruno Walesca Marinho [1]
2010 "Passeando pelo verde o Golfinho abre as portas para a vida" Odmar do Banjo Lincon Menezes [1]
2011 "O exagerado Cazuza nas terras de Santa Cruz"
(Reedição da enredo de 1998 da Acadêmicos de Santa Cruz)
José Luiz e Cláudio Carioca Lincon Menezes [4][1]
2012 "Gente inteligente, cuida do meio ambiente" Igor Reis e Odmar do Banjo Lincon Menezes [7][1]
2013 "É de janeiro a dezembro" [9]
2014 "Por caminhos dourados, um Belo Horizonte encontrei" Alexandre Moraes, Hugo Bruno e Merica Boa Esperança [10]
2015 "O Chapéu" [11]
2016 "Fazer o bem, sem olhar a quem" Fernando Magarça e Gilson Bernine [6]
2017 "Teteu José: Deus na Grécia, Menino do Rio e Rei na Maré" Alexandre Moraes, Hugo Bruno e Dedé Russinho [8]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m «Informações». Site Academia do Samba. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017 
  2. Extra (22 de junho de 2010). «G.R.C.E.S.M. Golfinhos da Guanabara». Consultado em 17 de março de 2011 [ligação inativa]
  3. Terra (10 de janeiro de 2008). «Golfinhos da Guanabara transfere local de ensaios». Consultado em 21 de abril de 2011 
  4. a b c Extra (22 de junho de 2010). «Corações Unidos do Ciep traz a realeza para o samba». Consultado em 17 de março de 2011 
  5. [1]
  6. a b c «Cópia arquivada». Consultado em 24 de março de 2016. Arquivado do original em 24 de fevereiro de 2016 
  7. a b http://www.sidneyrezende.com/noticia/154706+planeta+golfinhos+da+guanabara+ouca+o+samba+para+2012
  8. a b «2017». Site Rádio Arquibancada. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017 
  9. [2]
  10. «2014». Site SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 29 de novembro de 2013 
  11. «2015 2». Site Agência Brasil. Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 9 de julho de 2017