Golpe de Estado na Turquia em 1980

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Golpe de Estado na Turquia de 12 de setembro de 1980, liderado pelo Chefe do Estado Maior General Kenan Evren, foi o terceiro golpe de Estado ​​na história da República da Turquia após o golpe de 1960 e do "Golpe de Memorando" de 1971.1

A década de 1970 foi marcada por conflitos armados entre a direita política e a esquerda política, muitas vezes guerras proxy entre os Estados Unidos e a União Soviética, respectivamente.2 Para criar um pretexto para uma intervenção decisiva, os militares turcos permitiram a escalada dos conflitos;3 4 alguns afirmam que ativamente adotaram uma estratégia de tensão.5 6 A violência foi interrompida abruptamente depois,7 e o golpe foi saudado por alguns por restaurar a ordem.3

Nos próximos três anos, as Forças Armadas da Turquia governaram o país por meio do Conselho de Segurança Nacional, antes da democracia ser restaurada.8

Referências

  1. Clément Marceau, "Dans le jeu des Grands", dans Le Monde, 13 sept. 1980
  2. Beki, Mehmet Akif. "Whose gang is this?", Turkish Daily News, Hürriyet, 1997-01-17. Página visitada em 2008-10-12.
  3. a b "Önce ortam hazırlandı, sonra darbe haberi", Haber7, 2008-09-12. Página visitada em 2008-10-15. (em Turkish)
  4. Oğur, Yıldıray. "12 Eylül’ün darbeci solcusu: Ali Haydar Saltık", Taraf, 2008-09-17. Página visitada em 2008-12-23. (em Turkish)
  5. Ganser 2005, p. 235: Colonel Talat Turhan accused the United States for having fuelled the brutality from which Turkey suffered in the 1970s by setting up the Special Warfare Department, the Counter-Guerrilla secret army and the MIT and training them according to FM 30-31
  6. Naylor, Robert T. Hot Money and the Politics of Debt. 3E ed. [S.l.]: McGill-Queen's Press, 2004. p. 94. ISBN 978-0-7735-2743-0
  7. Ustel, Aziz. "Savcı, Ergenekon’u Kenan Evren’e sormalı asıl!", Star Gazete, 2008-07-14. Página visitada em 2008-10-21. (em Turkish) “Ve 13 Eylül 1980’de Türkiye’yi on yıla yakın bir süredir kasıp kavuran terör ve adam öldürmeler bıçakla kesilir gibi kesildi.”
  8. Amnesty International, Turkey: Human Rights Denied, London, November 1988, AI Index: EUR/44/65/88, ISBN 978-0-86210-156-5, pg. 1.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Ganser, Daniele. NATO's Secret Armies. Operation Gladio and Terrorism in Western Europe. London: Frank Cass, 2005. ISBN 0714656070
  • Herman, Edward S; Brodhead, Frank. In: Edward S. The Rise and Fall of the Bulgarian Connection. New York: Sheridan Square Publications, 1986. ISBN 978-0-940380-06-6