Gonfaloneiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Gonfaloneiro (de gonfalonieri) era uma função muito prestigiada nas comunas da Itália renascentista e medieval, principalmente na República Florentina. O termo deriva da palavra "gonfalone", bandeira ou estandarte das cidades-Estado.

Funções[editar | editar código-fonte]

No sistema político de Florença, a palavra denominava os nove cidadãos eleitos em cada bimestre de forma rotativa, para formar o governo e também o principal cargo da cidade ocupado por Piero Soderini durante oito anos. Era quem detinha a bandeira da cidade de Florença e tinha a custódia do seu estandarte. Para se distinguir dos outros oito membros, o seu escudo de armas, fabricado em arminho, estava adornado com estrelas douradas. Cada bairro de Florença "rioni" tinha o seu próprio prior, que podia ser seleccionado para o conselho, e o seu próprio "gonfaloniere di compagnia", eleito entre as principais famílias de cada zona.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma profissão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.