Gonzalo Arijón

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Gonzalo Arijón (Montevideo, 1 de janeiro de 1956) é um cineasta uruguaio, radicado na França desde 1979. Nos últimos quinze anos atuou como roteirista e dirigiu um grande número de documentários, obtendo vários prêmios ou indicações para premiação, em festivais internacionais de cinema.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • Ojos bien abiertos – Un viaje por la Sudamérica de hoy (Eyes Wide Open - Exploring Today's South America), 2009
  • La sociedad de la nieve (Stranded: I've Come from a Plane That Crashed on the Mountains, 2007.
  • Lula, a propósito da esperança, 2005.
  • Far, very far from Rome..., 2004
  • Les Grands Duels du Sport (três episódios de uma série para TV):
    • Football: Boca Juniors/River Plate (2006)
    • Saut en longueur: Lewis/Powell (2004)
    • Boxe: Cuba/États-Unis (2004)
  • The dark side of Milosevic, 2002.
  • Matis d’Amazonie: l’appel aux ancêtres, 2001.
  • Goodbye coquelicots, 2001
  • Rio de Janeiro: a vertical war, 1999.
  • Por esos ojos (Esther et Mariana, d’une rive à l’autre), 1998.
  • Somalia: the price of spilt blood, 1995.
  • Each day for Sarajevo. chronical of a street under siege (dez episódios), 1994.
  • The world according to my brother, 1991.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um cineasta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.