Gordo a Go-Go

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gordo a Go-Go
Logotipo do programa usado de 2000 a 2002.
Informação geral
Formato Talk show
País de origem  Brasil
Idioma original {{{idioma}}}
Produção
Apresentador(es) João Gordo
Elenco Max Fivelinha (2000)
Tema de abertura "I Like Chopin", Gazebo (2000-2002)
Exibição
Emissora de televisão original Brasil MTV Brasil
Transmissão original 17 de julho de 2000 - 28 de dezembro de 2005
N.º de temporadas 6

Gordo a Go-Go foi um programa de televisão da MTV Brasil exibido entre julho de 2000 até dezembro de 2005, apresentado por João Gordo. O programa tinha um formato de talk show e foi um dos grandes campeões de audiência da época.[1]

Na primeira temporada em 2000, o programa tinha a presença do maquiador e apresentador Max Fivelinha, que fazia matérias externas e comentários para o programa.[2]

No dia 25 de novembro de 2003, João Gordo e o ator e cantor Dado Dolabella brigaram durante as gravações do programa, o motivo era que Dado teria armado uma brincadeira levando armas para o programa. Os dois trocaram palavrões e quase houve agressões físicas de ambas as partes. O vídeo desse programa foi um dos mais vistos da época.[3]

Os convidados ilustres que compareceram ao programa incluem Sérgio Mallandro, Lobão,[4] Padre Marcelo Rossi,[4] Cássia Eller, Marisa Orth, Ciro Gomes[5] bem como diversas bandas, como Garotos Podres,[4] Matanza, Ultraje a Rigor, Detonautas Roque Clube, Boom Boom Kid. entre outras.

Referências

  1. «O punk da periferia fica pop». Revista Veja. 30 de agosto de 2000 
  2. Agencia Estado (16 de julho de 2000). «João Gordo está de volta à MTV». Estadão. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  3. «Folha Online - Ilustrada - João Gordo e Dado Dolabella "brigam" durante programa da MTV - 25/11/2003». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 28 de janeiro de 2017 
  4. a b c Diário OnLine (5 de novembro de 2003). «João Gordo vai entrevistar padre Marcelo Rossi». Diário do Grande ABC. Consultado em 16 de janeiro de 2017 
  5. Silvia Ruiz (10 de junho de 2002). «João Gordo entrevista seu Ciro». ISTOÉ Gente. Consultado em 16 de janeiro de 2017